A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
3 pág.
PEÇA DA AULA 6 DE PRATICA CONSIGNAÇÃO

Pré-visualização | Página 1 de 1

AO JUIZO DA VARA CIVEL DA COMARCA DE ...
OZEAS, nacionalidade, estado civil, profissão, RG, CPF, residente e domiciliado, na rua, bairro, número, cidade, CEP, endereço eletrônico, por seu advogado, que esse subscreve, inscrito na OAB n° 1000, com endereço completo para fins do artigo 77, V e 539 do CPC, vem perante Vossa Excelência propor...
 AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO
...pelo rito especial em face de LOCADORA CARRO AUTOMOVEIS LTDA, pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ n°, com sede no endereço, rua, n°, bairro, estado, CEP, endereço eletrônico e LEONTINO SILVEIRA, nacionalidade, estado civil, profissão, RG, CPF, residente e domiciliado na rua, bairro, número, CEP, estado, endereço eletrônico, pelos fatos e fundamentos que seguem. 
 DOS FATOS
 	O consignante vem pagando a consignada prestação de 12 meses referente a um veículo por conta de um contrato bilateral realizado pelas partes.					Ocorre que no terceiro mês de sua prestação o consignante foi surpreendido através de notificação judicial por um segundo réu LEONTINO SILVEIRA, dizendo esse ser o atual proprietário do veículo provando por documento de compra e venda ao consignante. 	Em seguida, o consignante dirigiu-se a empresa para esclarecer os fatos alegados pelo 2° réu, onde teve a resposta que o consignado desconhece as alegações. 	Diante disso, o réu não obteve outra solução a não ser realizar o depósito através de meios de consignação a este juízo. 
 DOS FUNDAMENTOS
 O consignante encontra-se amparado no artigo 539 do CPC, uma vez que sendo devedor da quantia devida. Sendo assim prestações sucessivas o consignante também poderá depositar as que forem vencendo, conforme artigo 541 do CPC. 	O consignante encontra-se também amparado pelo 540 do CPC para realizar a dívida no lugar do pagamento do devedor, sem juros e os riscos, ficando configurado a sua boa-fé para pagar a quem de direito seja o proprietário do veículo.
 
 
	AÇÃO DE CONSIGNAÇÃO EM PAGAMENTO C/C AÇÃO DECLARATÓRIA DE NULIDADE. TARIFA DE ESGOTAMENTO SANITÁRIO. PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS A PARTIR DE JUNHO DE 2009. LEGALIDADE DA COBRANÇA. PRECEDENTES DO STJ E NOVO POSICIONAMENTO DESTE TRIBUNAL DE JUSTIÇA. RÉU QUE FOI NOTIFICADO TÃO SOMENTE EM AGÔSTO DE 2009. INSUFICIENCIA DO DEPÓSITO PARA QUITAÇÃO DA OBRIGAÇÃO. LEVANTAMENTO DA QUANTIA PARA ABATIMENTO POSTERIOR DO DÉBITO. EXCECUÇÃO DA DIFERENÇA. ALEGAÇÃO DE COISA JULGADA QUE SE REJEITA. MUDANÇA DO CONTEXTO FÁTICO. DECISÃO CORRETA, NA FORMA E NO CONTEÚDO, QUE INTEGRALMENTE SE MANTÉM. DESPROVIMENTO DOS RECURSOS.
	 
 SEGUNDO DANIEL AMORIM ASSUNPÇÃO NEVES, consignação em pagamento é “utilizado quando o pagamento não puder ser realizado em virtude de recusa do credor em recebe-lo ou da quitação ou ainda, ainda, quando existir um obstáculo eficaz.”
 DOS PEDIOS 
 Isto Posto Requer
A concessão de consignação em pagamento, conforme artigo 539 do CPC.
Que seja extinta a obrigação do consignante.
A condenação do consignado e do segundo réu aos honorários sucumbenciais e as custas processuais.
 DAS PROVAS 
Protestas por todos os meios de prova em direito admitido na amplitude do artigo 369 do CPC, sendo certo que já seguem anexo o contrato e os comprovantes de pagamento.
 NESSES TERMOS 
 PEDE DEFERIMENTO
 LOCAL / DATA
 ADVOGADO SERGIO ROSE
 OAB / RJ N° 1000

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.