MMII e patologias
13 pág.

MMII e patologias


DisciplinaOrtopedia2.370 materiais12.313 seguidores
Pré-visualização2 páginas
LESÃO SACRO-ILÍACA
 
ALTERAÇÕES FUNCIONAIS:
Dificuldade na extensão e flexão de quadril;
Desconforto ao ficar muito tempo sentada;
Perda de força;
Limitação ao realizar inclinação de tronco;
TRATAMENTO FISIOTERAPEUTICO:
Descanso: Repouse de todas as atividades que causam dor. Ao dormir de lado deve colocar uma almofada entre as pernas. 
 Gelo:Aplique uma compressa de gelo na área lesada, colocando uma toalha fina entre o gelo e a pele. 
Mobilização e Manipulação articular, com objetivo de realinhar a articulação e de lhe restaurar a normal mobilidade. também devem ser incluídas mobilizações da coluna lombar.
Exercícios para fortalecimento muscular, em particular dos glúteos, piramidal e psoas-ilíaco. 
Alongamento da inserção dos ísquios tíbios, assim que os sintomas tiverem desaparecidos deve ser iniciada a reintrodução gradual à atividade.
EXERCÍCIOS DE REALIBITAÇÃO: 
Fortalecimento do transverso do abdómen: 
Deitado, com o elástico à volta da cintura. Pressionar o fundo das costas contra o chão e tentar diminuir o diâmetro da cintura. Manter a contração, retorne lentamente à posição inicial. 
Alongamento da inserção dos isquio-tibiais e glúteo: Deitado, com o fundo nas costas bem apoiados e mãos no joelho, tente chegar o joelho o mais próximo do peito possível. Alivie lentamente a pressão.
Fortalecimento dos adutores da coxa: Deitado de lado, com o braço puxe a perna superior para a frente do quadril. Faça pequenos círculos no ar com a outra perna. 
 
Manipulação da articulação sacro ilíaca:
Fortalecimento do Glúteo: Nesse exercício deve-se deitar de lado e colocar o braço apoiando a cabeça, as pernas devem estar dobradas. As costas devem estar bem alinhadas e o exercício consiste em abrir o tronco virar para trás e mesmo que a abertura da perna não seja muito grande, o que importa é sentir o glúteo sendo trabalhado
 
IMPÁCTO FEMORO-ACETABULAR
ALTERAÇÕES FUNCIONAIS: 
Desconforto ao realizar extensão, flexão, adução e rotação interna; 
Fraqueza muscular quadríceps, isquiotibiais e os adutores de coxa;
Limitação de ADM;
Alterações da marcha; 
TRATAMENTO FISIOTERAPEUTICO:
Reequilíbrio e estabilização da musculatura.
Ativação dos músculos estabilizadores lombo pélvicos.
 Fortalecimento muscular glúteo médio e mínimo.
 Treinamento de marcha. 
EXERCÍCIOS DE REALIBITAÇÃO: 
Fortalecimento dos extensores do quadril: Em quatro apoios com as mãos no solo e cotovelos estendidos, apoie o pé da perna que realizará o movimento na barra torre .Realize a extensão do quadril empurrando a barra de torre sempre mantendo alinhamento pélvico . 
Fortalecimento de glúteo médio: Ostra- pilates clínico para fortalecer glúteo médio. 
Exercício de pilates para melhorar Equilíbrio:
Treino de marcha: para aumentar a estabilidade, trabalhar equilíbrio e corrigir alterações na marcha que podem estar gerando compensações durante o exercício.
BURSITE TROCANTÉRICA
 ALTERAÇÕES FUNCIONAIS:
Restrição ao realizar movimentos de adução, abdução e rotação interna e externa; 
Fraqueza muscular; 
Marcha claudicante; 
Incômodo ao comprimir a região afetada;
TRATAMENTO:
Descanso: Evitar caminhar e estar muito tempo de pé, andar a pé pode significar um agravamento da sua lesão se necessário numa fase incial , unse canadianas  
Gelo: Aplique uma compressa de gelo na área lesada, colocando uma toalha fina entre o gelo e a pele
Exercícios de alongamento progressivo, principalmente do tensor da fáscia lata. 
Aplicação de ultrassom e tens poderá ser benéfica para aliviar a dor.
 Exercícios de fortalecimento dos abdutores da coxa, sobretudo o glúteo.
Aplicação do gelo no fim dos exercícios para prevenir sinais inflamatórios. 
 EXERCÍCIOS DE REALIBITAÇÃO: 
Automassagem dos glúteos: Deitado de lado, com uma bola na região glútea. Com a ajuda dos braços e pernas pressione a bola em pequenos movimentos circulares.
Alongamento ativo do tensor da fáscia lata: Em pé, com a perna a alongar cruzada atrás da outra, empurre a pelve no sentido da perna a alongar.
Fortalecimento dos abdutores da coxa: Sentado, com um elástico à volta dos joelhos e os pés bem apoiados. Faça força para afastar os joelhos. Mantenha a posição e depois retorne lentamente à posição inicial. 
 
SÍNDROME DO PIRIFORME:
ALTERAÇÕES FUNCIONAIS:
Dificuldade ao realizar abdução e rotação interna; 
Incômodo ao realizar flexão de quadril e joelho; 
Redução de ADM;
Alterações na sensibilidade da região afetada; 
Padrão da marcha alterado.
TRATAMENTO:
Descanso: Evite caminhar ou estar muito tempo de pé. Se estiver de fazer utilize canadianas, evite a atividade que causou os sintomas 
Uso do calor húmido e /ou ultrassom antes do alongamento do músculo piramidal. 
Massagem de mobilização dos tecidos na região glútea pode ajudar a diminuir a tensão da musculatura afetada e reduzir a irritação do nervo ciático.
Técnicas de liberação miofascial para músculo piramidal.
Aplicação de gelo e tens após o exercício ou terapia manual , ajudando a diminuir a dor e inflamação que podem ter sido provocadas pelo alongamento ou massagem 
Fortalecimento e alongamento muscular 
EXERCÍCIOS DE REALIBITAÇÃO: 
Alongamento da inserção dos Isquiotibiais e glúteo: Deitado, com o fundo das costas bem apoiado e as mãos no joelho. tente chegar o joelho o mais próximo do peito possível. Alivie lentamente a pressão. 
Alongamento do grande glúteo: Coloque-se apoiado nos cotovelos e joelhos. Avance o joelho da perna a alongar na direção do ombro do lado contrário, o pé fica virado para dentro. Aproxime o mais possível o joelho do peito. 
Mobilização articular:
CONDROMALÁCEA PATELAR:
ALTERAÇÕES FUNCIONAIS:
Comprometimento na extensão e flexão; 
Comprometimento na flexão de joelho com o quadril estendido; 
Fraqueza muscular dos abdutores e quadriceps; 
TRATAMENTO:
Alongamento dos isquiotibiais e dos gastrocnêmicos, enquanto se mantém uma posição lombar neutra.
Fortalecimento dos abdutores de quadril; 
Fortalecimento de quadríceps; 
 EXERCÍCIOS DE REALIBITAÇÃO: 
 Leg press supino- Bicycle : objetivo fortalecer quadríceps femoral , isquiotibiais , sartório, grácil, gastrocnêmio e glúteo máximo , trabalhar a mobilidade de quadril , joelho , tornozelo e estimular a contração.
Instrução: Em decúbito dorsal com as alças dos pés, flexione os quadris e joelhos a 90° Realize a extensão unilateral do joelho simulando o movimento de pedalar retorne a posição com a perna oposta.
Agachamento contra a parede com a bola: Trabalhar o quadríceps. deve se posicionar com a coluna na parede, como se estivesse sentado, e a bola entre suas costas e a parede. Para fazer o exercício deve deslizar até o solo, arrastando a bola consigo, mas sem chegar a tocar o chão depois retorne à posição inicial.
 FAÍSCITE PLANTAR
ALTERAÇÕES FUNCIONAIS: 
Limitação ao fazer dorsiflexão;
Limitação no padrão da marcha;
Fraqueza nos músculos intrínsecos do pé;
Musculatura flexora fraca; 
TRATAMENTO:
Controle da dor e inflamação com crioterapia e ultrassom. 
Aplicação de fita adesiva circunferencial, talas noturnas e plantar. 
Alongamento no degrau para a fáscia plantar. 
Obs.: É importante que o paciente realize todos os exercícios tomando cuidado para manter o posicionamento correto, para evitar o aparecimento de outras dores por alterações posturais.
 
EXERCÍCIOS DE REALIBITAÇÃO
Alongamento Muscular
- Alongamento e relaxamento da fáscia plantar: Sentado, o paciente irá cruzar a perna
do pé afetado apoiando na outra perna. Com os dois dedos polegares no centro do pé, irá
fazer uma pressão deslizar os dedos em sentidos contrários (um vai em direção ao calcanhar e outro em direção à ponta do pé).
Variação do exercício : Outra maneira de alongar a fáscia plantar é com a utilização