A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
Lista de exercícios assistência Farmacêutica-convertido

Pré-visualização | Página 2 de 2

saúde e questões relativas ao processo de 
trabalho, ampliando a capacidade resolutiva das equipes de saúde. Acrescentam-
se as atividades para apoiar os pontos de atenção nas questões relacionadas à 
qualidade do produto e sua influência sobre a efetividade dos medicamentos, 
bem como contribuir para o atendimento às necessidades, envolvendo produtos 
não padronizados (por exemplo, nos casos de alergia a componentes da fórmula 
da apresentação disponível, nos casos de situações para os quais os 
medicamentos padronizados apresentam-se inefetivos, nos casos de dificuldades 
para o uso de uma forma farmacêutica específica). 
 
 
 
 
d) Sistemas de Governança 
 Contribuir com a Governança da rede de atenção à saúde por meio de 
informações e indicadores de assistência farmacêutica, de forma que contribuam 
no diagnóstico, monitoramento, na avaliação e qualificação dos serviços 
farmacêuticos; Desenvolver instrumentos que auxiliem na organização, 
agilização e qualificação da gestão da assistência farmacêutica; Apoiar 
iniciativas que contribuam para a implantação de processos de certificação de 
acreditação da assistência farmacêutica na rede de atenção à saúde. 
 
5) Sobre a promoção do uso racional de medicamentos como uma das prioridades 
da Politica Nacional de medicamentos: 
a) Descreva como deve ser a atuação do farmacêutico no que se refere à 
orientação e assistência? 
b) Dispensação e liberação de medicamentos? 
c) Elaboração do formulário terapêutico nacional foi importante por quê? 
d) Qual a finalidade e importância das campanhas educativas para o uso 
racional de medicamentos? 
 
 
6) No que se refere à Lei n° 9.787/1999 descreva como ocorre as etapas para que 
um medicamento genérico obtenha a liberação do registro e quais testes são 
submetidos? 
A Lei dos Genéricos (lei 9 787 de 10 de fevereiro de 1999) estabelece 
que o genérico é um medicamento similar e intercambiável com um 
produto de referência ou inovador. 
ESCOLA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE 
 
1) O laboratório farmacêutico inicia estudos de performance para avaliar se o 
medicamento genérico é semelhante ao medicamento de referência, em questões 
como apresentação, composição (princípio ativo e excipientes), velocidade com 
que o ativo é liberado e estabilidade do medicamento genérico (ou seja, se o 
medicamento não sofre alterações com o passar do tempo). 
2) Na sequência, o laboratório farmacêutico envia à Anvisa três lotes 
preliminares do medicamento – que serão utilizados para testes de qualidade. O 
principal é o ensaio de bioequivalência, onde voluntários saudáveis recebem em 
momentos distintos o medicamento genérico e o de referência. São coletadas 
amostras sanguíneas dessas pessoas e feito um comparativo entre os resultados 
3) Cumpridas todas as exigências legais pela empresa e pelo medicamento, o 
relatório de registro do medicamento genérico é encaminhado para a Anvisa, 
que avalia a documentação e autoriza ou não a comercialização do genérico. 
4) Ao iniciar a produção, a empresa deve comunicar a primeira distribuição de 
no mínimo três lotes. A Anvisa, então, recolhe aleatoriamente uma amostra que 
será usada para controle de qualidade. O laboratório continua enviando 
relatórios para a Anvisa, descrevendo possíveis reações adversas. 
 
 
7) Diante do exposto explique por que os medicamentos genéricos foram criados 
? 
No Brasil, é responsabilidade do Estado a formulação e execução de políticas 
econômicas e sociais que visem, entre outros, estabelecer condições que 
assegurem acesso universal às ações e serviços para promoção, proteção e 
recuperação da saúde 1. Neste contexto, insere-se a política nacional de 
medicamentos, cujo propósito é garantir o acesso da população aos 
medicamentos considerados essenciais, bem como a sua necessária 
segurança, eficácia e qualidade . Dentre as estratégias para a promoção do 
acesso a medicamentos, encontra-se a política de medicamentos genéricos, 
que são, em geral, mais baratos que os medicamentos inovadores devido em 
grande parte ao fato de não recaírem sobre o genérico os custos relativos ao 
desenvolvimento da nova molécula e dos estudos clínicos necessários
ESCOLA DE CIÊNCIAS DA SAÚDE 
 
 
8) Descreva corretamente o propósito das ações de assistência farmacêutica e a 
Política Nacional de Medicamentos. 
A Política Nacional de Medicamentos (PNM) foi aprovada em 30 de outubro 
de 1998 pela Portaria do Ministério da saúde n° 3.916 com o propósito de 
garantir a necessária segurança, eficácia e qualidade do medicamento, além 
da promoção do uso racional e do acesso da população aos medicamentos 
considerados essenciais. 
 
 
9) Portaria 344/98, que dispõe sobre a regulamentação dos medicamentos 
controlados. Ela estabelece que, no âmbito hospitalar, a dispensação se fará 
mediante prescrição diária de medicamento, subscrita em papel privativo do 
estabelecimento, visto que as notificações não são exigidas. Dessa maneira 
descreva como o profissional farmacêutico deve proceder para realizar ou não 
a dispensação deste medicamento.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.