A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
290 pág.
Questão social e servico social

Pré-visualização | Página 42 de 50

evolução da política social é 
formada a partir dos momentos históricos nos diversos contextos socioculturais, 
sociopolíticos e econômicos, assim sempre existiram articulações, interações e 
relações entre o Estado e a sociedade.
• Discutimos sobre a nova institucionalidade de proteção social no Brasil que se 
efetivou após a Constituição Federal de 1988, uma nova ordem constitucional 
destinada a assegurar uma nova ordem nacional, econômica e social, conforme 
as diretrizes postas pelo atual governo.
• Compreendemos um pouco mais sobre a amplitude das políticas públicas, 
especificamente sobre a política de assistência social no Brasil, assim refletimos 
sobre a amplitude da política nacional de seguridade social.
• Analisamos a abrangência da política de assistência social, do Sistema Único de 
Assistência Social e da tipificação nacional de serviços socioassistenciais. 
• Constatamos o conceito de vulnerabilidade social e a importância da ampliação 
das políticas sociais destinadas à população brasileira. 
• Lembramos que devemos sempre recorrer às leis, estatutos, políticas, programas, 
normas, decretos, buscando sempre em sua forma mais atualizada, consolidada, 
devido às diversas mudanças sociais e consequentemente legais que devem 
acompanhar o curso da história.
143
1) Conforme estudo deste tópico, analise as alternativas e classifique (V) para 
as sentenças verdadeiras e (F) para as falsas:
( ) MDS é a sigla do MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO SOCIAL, 
responsável pelas políticas nacionais de desenvolvimento social, de segurança 
alimentar e nutricional, de assistência social e de renda de cidadania. 
( ) A LOAS é uma lei que trata sobre a organização da assistência social no 
Brasil, direcionada a todo cidadão em forma de benefícios, serviços, programas 
e projetos socioassistenciais.
( ) O Ministério da Assistência Social (MAS) e Secretaria Executiva do 
Conselho Gestor Interministerial do Programa Bolsa Família existem desde 
2004, com a criação do MDS.
( ) A seguridade social brasileira prioriza a prevenção, promoção, prevenção 
e redução de inúmeras situações de risco ou vulnerabilidade sociais da 
população brasileira, abrangendo uma tríplice aliança entre a saúde, 
previdência e assistência social.
Agora, assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA.
( ) V – V – F – V.
( ) V – F – V – F.
( ) F – V – F – V.
( ) V – V – F – F.
2) De acordo com o Conselho Nacional de Assistência Social, descreva no 
mínimo três palavras que se encontram em desuso no vocabulário dos 
profissionais que atuam na área social, ou que não deveriam mais serem 
pronunciadas pelas pessoas.
____________________________________________________________________
____________________________________________________________________
____________________________________________________________________
____________________________________________________________________
____________________________________________________________________
AUTOATIVIDADE
144
145
TÓPICO 4
A TIPIFICAÇÃO NACIONAL DE SERVIÇOS 
SOCIOASSISTENCIAIS
UNIDADE 2
1 INTRODUÇÃO
Muitas alterações foram realizadas no âmbito das políticas sociais no 
Brasil, prevalecendo a ampliação e criação de serviços e programas de benefícios 
e transferência de renda, diante do aumento da pobreza, da exclusão social e da 
desigualdade social no país.
Cresceram e muito as demandas por ações estatais voltadas à proteção 
social. Assim, neste último tópico da Unidade 2 estaremos apresentando um novo 
modelo de estratégia política e de intervenção frente às expressões da questão social, 
que foi caracterizada como tipificação nacional de serviços socioassistenciais.
2 CARACTERIZAÇÃO DA TIPIFICAÇÃO
Os sistemas de proteção social são formas institucionais que as sociedades 
ditas democráticas procuram efetivar a fim de atender às demandas sociais 
decorrentes de diversas vulnerabilidades sociais que pessoas, grupos, famílias, 
segmentos enfrentam na conjuntura em que vivem.
FIGURA 23 – TIPIFICAÇÃO RESOLUÇÃO DE 2009
FONTE: Disponível em: <https://www.google.com.br/search?q=tipificação+ 
nacional+serviços+socioassistenciais&biw>. Acesso em: 6 jan. 2015.
146
UNIDADE 2 | O NEODESENVOLVIMENTO NO CAPITALISMO E O ACIRRAMENTO DAS
 EXPRESSÕES DA QUESTÃO SOCIAL
 Com o intuito de melhorar a qualidade e ampliar os serviços 
socioassistenciais, foi aprovada uma resolução que descreve todos os tipos de 
ações que devem ser desenvolvidas dentro de uma rede integrada. A Resolução 
nº 109, de 11 de novembro de 2009, aprovou a Tipificação Nacional de Serviços 
Socioassistenciais, mas o que isto significa? 
A Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais é uma forma de 
organizar a assistência social por níveis de complexidade do Sistema Único de 
Assistência Social – SUAS: no que diz respeito à Proteção Social Básica e em relação 
à Proteção Social Especial de Média e Alta Complexidade.
O quadro a seguir demonstra os tipos de proteção e os centros de referências 
específicos (BRASIL, 2009, p. 3-4), de acordo com cada tipo de proteção e serviços 
à população.
QUADRO 14 - TIPIFICAÇÃO DE SERVIÇOS SOCIOASSISTENCIAIS
PROTEÇÃO BÁSICA (CRAS)
I - SERVIÇOS DE PROTEÇÃO SOCIAL BÁSICA
a) Serviço de Proteção e Atendimento Integral à Família (PAIF)
b) Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos
c) Serviço de Proteção Social Básica no domicílio para pessoas com deficiência e 
idosas.
PROTEÇÃO ESPECIAL (CREAS) 
II - SERVIÇOS DE PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL DE MÉDIA COMPLEXIDADE:
a) Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos 
(PAEFI).
b) Serviço Especializado em Abordagem Social.
c) Serviço de Proteção Social a Adolescentes em Cumprimento de Medida 
Socioeducativa de Liberdade Assistida (LA), e de Prestação de Serviços à 
Comunidade (PSC).
d) Serviço de Proteção Social Especial para Pessoas com Deficiência, Idosas e 
suas Famílias.
e) Serviço Especializado para Pessoas em Situação de Rua.
TÓPICO 4 | A TIPIFICAÇÃO NACIONAL DE SERVIÇOS SOCIOASSISTENCIAIS
147
PROTEÇÃO ESPECIAL (CREAS)
III - SERVIÇOS DE PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL DE ALTA COMPLEXIDADE:
a) Serviço de Acolhimento Institucional, nas seguintes modalidades:
- abrigo institucional.
- Casa-Lar.
- Casa de Passagem.
- Residência Inclusiva.
b) Serviço de Acolhimento em República.
c) Serviço de Acolhimento em Família Acolhedora.
d) Serviço de Proteção em Situações de Calamidades Públicas e de Emergências. 
FONTE: Adaptado de: BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. 
Resolução nº 109, de 11 de novembro de 2009, aprova a Tipificação Nacional de Serviços 
Socioassistenciais. Brasília, 2009. Disponível em: <http://www.mds.gov.br/assistenciasocial/
protecaobasica/servicos/protecao-e-atendimento-integral-a-familia-paif/arquivos/tipificacao-
nacional.pdf/download>. Acesso em: 15 jan. 2015. 
A Tipificação Nacional de Serviços Socioassistenciais, aprovada pelo CNAS 
por meio da Resolução nº 109, de 11 de novembro de 2009, estabelece os serviços 
que devem ser prestados nos CRAS e CREAS e os que podem ser prestados pelas 
organizações e entidades de assistência social. Ao detalhar os objetivos de cada 
serviço e as aquisições de seus usuários, a Tipificação oferece parâmetros para que 
estados, municípios e Distrito Federal definam padrões de qualidade que podem 
ser exigidos.
O Sistema Único da Assistência Social (SUAS) constitui-se na regularização 
e organização em todo o território nacional das ações socioassistenciais. Ações 
essas, baseadas nas orientações da nova Política Nacional de Assistência Social 
(PNAS). Os serviços, programas e benefícios têm como objetivo atender às famílias, 
seus membros e indivíduos, estando as suas ações focadas no desenvolvimento 
das potencialidades de cada um e no fortalecimento dos vínculos