A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
avaliação final objetiva analise das demonstrações contabeis

Pré-visualização | Página 1 de 2

Disciplina: Análise das Demonstrações Contábeis (CON32) 
Avaliação: 
Avaliação Final (Objetiva) - Individual Semipresencial ( Cod.:460118) 
( peso.:3,00) 
Prova: 13091306 
Nota da 
Prova: 
10,00 
 
Legenda: Resposta Certa Sua Resposta Errada 
1. O processo de avaliação de uma empresa, pela sua importância, necessitamos aplicar 
diversos conceitos fundamentais, relacionados à estrutura de capitais. Analise as 
afirmativas a seguir: 
 
I- A elevação do resultado operacional e líquido passa pela tomada de decisão 
financeira. 
II- O entendimento da alavancagem financeira, operacional e alavancagem total 
depende da estrutura de capitais. 
III- Os vários modelos de estrutura de capitais têm vida curta e variam muito de 
acordo com o grau de alavancagem. 
IV- A alavancagem financeira possibilita aos acionistas da empresa obterem maiores 
lucros para suas ações. 
 
Assinale a alternativa CORRETA: 
 a) As sentenças III e IV estão corretas. 
 b) As sentenças II e III estão corretas. 
 c) As sentenças II, III e IV estão corretas. 
 d) As sentenças I, II e IV estão corretas. 
 
2. O índice de liquidez corrente, também chamado de current ratio, indica quanto a 
empresa possui em dinheiro, mais bens e direitos realizáveis até o término do 
exercício seguinte, para: 
 a) Adquirir novos bens para o ativo imobilizado. 
 b) Pagar as dívidas que se vencerão a partir do término do ano seguinte. 
 c) Pagar as dívidas que se vencerão no mesmo prazo. 
 d) Pagar as dívidas vencidas. 
 
3. A lucratividade da empresa não é somente mensurada pelas contas contábeis 
informadas nos demonstrativos contábeis. Ela também pode ser estimada utilizando-
se os índices de lucratividade. Cada um deles avalia um determinado aspecto, de 
acordo com o foco específico necessário pelo gestor para a tomada de decisão. Sobre 
os Índices de Lucratividade, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as 
falsas: 
 
( ) O Giro sobre o Ativo Total é a relação entre a receita operacional líquida (ROL) 
e o ativo total (AT). 
( ) O Giro sobre o Patrimônio Líquido é obtido entre o quociente da receita 
operacional líquida (ROL) e o patrimônio líquido (PL). 
( ) O Giro sobre o Ativo Operacional Líquido é calculado, considerando as receitas 
operacionais líquidas (ROL) e o patrimônio líquido (PL). 
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA: 
 a) F - V - F. 
 b) F - F - V. 
 c) V - F - V. 
 d) V - V - F. 
 
4. As empresas, geralmente, tratam das coisas positivas. Em nenhum momento falam 
das coisas negativas ou tentam evitar. O caso da insolvência é uma delas. O objetivo 
maior do fator de insolvência é avaliar a saúde da empresa como um todo. Este fator 
nos leva a conhecer: 
 a) Os devedores duvidosos. 
 b) O valor em giro. 
 c) O ponto neutro. 
 d) O risco de falência. 
 
5. Ao realizarmos a análise dinâmica, é necessário uma reclassificação das contas do 
balanço patrimonial, de acordo com a sua ligação com as atividades operacionais da 
empresa. Como são chamadas as contas que se relacionam diretamente com o ritmo 
operacional, refletindo, em seus saldos, o nível de operações fins? 
 a) Contas sintéticas. 
 b) Contas erráticas. 
 c) Contas operacionais. 
 d) Contas cíclicas. 
 
6. Os Indicadores de Estrutura de Capital são aqueles que demonstram o grau de 
endividamento. Na análise de balanços, este é um dos itens mais relevantes porque 
ele demonstra as grandes linhas de financiamento escolhidas pela empresa. Sobre os 
Indicadores de Estrutura de Capital, associe os itens, utilizando o código a seguir: 
 
I- Participação de capitais de terceiros. 
II- Endividamento. 
III- Composição do endividamento. 
 
( ) Busca-se avaliar o equilíbrio entre os recursos a curto e longo prazo. 
( ) Representa o percentual de capital de terceiros com relação ao valor do 
patrimônio líquido e demonstra a dependência da empresa com relação aos recursos 
oriundos dos terceiros. Mostra o nível de endividamento da empresa. 
( ) Indica qual é a dependência da empresa com relação ao capital de terceiros. 
Evidencia grandes linhas de decisões financeiras em termos de obtenção e aplicação 
de recursos. 
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA: 
 a) II - I - III. 
 b) I - II - III. 
 c) III - II - I. 
 d) III - I - II. 
 
7. A Demonstração dos Fluxos de Caixa - DFC -, antes da Lei nº 11.638/07, não era 
obrigatória no Brasil, exceto para alguns casos específicos, por exemplo, para as 
empresas de energia elétrica. Com o advento da Lei nº 11.638, em dezembro de 
2007, a elaboração da DFC passou a ser obrigatória. As informações da DFC, 
quando analisadas em conjunto com as demais demonstrações contábeis, podem 
permitir que os usuários avaliem uma série de informações. Sobre as informações 
disponibilizadas pela DFC, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as 
falsas: 
 
( ) Capacidade de gerar futuros fluxos líquidos positivos de caixa. 
( ) Capacidade de honrar seus compromissos. 
( ) Liquidez, a solvência e a flexibilidade financeira da empresa. 
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA: 
 a) V - V - V. 
 b) V - F - F. 
 c) F - F - V. 
 d) F - V - V. 
 
8. Capital de Giro Próprio é a parcela do ativo circulante que é financiada pelos 
recursos próprios. Para efetuar o cálculo do Capital de Giro Próprio, deve-se utilizar 
uma fórmula. Assinale a alternativa CORRETA que apresenta a fórmula a ser usada 
no cálculo do Capital de Giro Próprio: 
 a) CGP (Capital de Giro Próprio) = PC (Passivo Circulante) ? AP (Ativo 
Permanente). 
 b) CGP (Capital de Giro Próprio) = PC (Passivo Circulante) ? ANC (Ativo Não 
Circulante). 
 c) CGP (Capital de Giro Próprio) = PL (Patrimônio Líquido) ? ANC (Ativo Não 
Circulante). 
 d) CGP (Capital de Giro Próprio) = PL (Patrimônio Líquido) ? AP (Ativo 
Permanente). 
 
9. A Lei n.º 6.404/76 representou uma revolução no campo da contabilidade, 
introduzindo muitas técnicas que obrigou grande parte dos profissionais da área a se 
preparar para a nova realidade. Assinale a alternativa que apresenta o Decreto-Lei 
que foi substituído por esta Lei: 
 a) Decreto-Lei n.º 638. 
 b) Decreto-Lei n.º 364. 
 c) Decreto-Lei n.º 941. 
 d) Decreto-Lei n.º 486. 
 
10. As demonstrações contábeis são importantes para toda a análise de balanços, 
principalmente a disponibilidade, estoques, obrigações, capital, entre outras. Observe 
a estrutura do Balanço Patrimonial: 
 
I- Patrimônio Líquido - Capital Social, Reservas de Capital, Ajustes de Avaliação 
Patrimonial, Lucros ou Prejuízos Acumulados. 
II- Passivo - Passivo Não Circulante. 
III- Passivo - Passivo Circulante. 
IV- Ativo - Ativo Circulante e Ativo Não Circulante. 
 
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA do Balanço Patrimonial: 
 a) I - III - II - IV. 
 b) III - II - IV - I. 
 c) IV - III - II - I. 
 d) II - I - III - IV. 
 
11. (ENADE, 2015) O gráfico a seguir ilustra a situação de alavancagem financeira e de 
endividamento de uma empresa, de 2010 a 2014, estando nele representados o Grau 
de Alavancagem Financeira (GAF) e o Grau de Endividamento (GE). O quociente de 
GAF e GE é a razão do capital de terceiros sobre o patrimônio líquido. Com base 
nesse gráfico, avalie as informações a seguir: 
 
I- De 2012 a 2014, o aumento do endividamento produziu alavancagens do 
patrimônio líquido. 
II- De 2011 a 2012, o retorno do capital próprio foi menor que o retorno dos ativos. 
III- De 2012 a 2014, nota-se aceleração do GAF em relação ao GE, efeito que pode 
ser resultado