Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Teste de gestao tributaria nacional

Pré-visualização | Página 1 de 2

Iniciado em	sábado, 26 out 2019, 09:15
Estado	Finalizada
Concluída em	sábado, 26 out 2019, 10:24
Tempo empregado	1 hora 9 minutos
Notas	9,00/10,00
Avaliar	22,50 de um máximo de 25,00(90%)
Questão 1
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Não marcadaMarcar questão
Texto da questão
Julgue a afirmação a seguir:
O Município “Tudo Certo” mediante Decreto nº 123, publicado em 10.09.2017, prescreveu isenção tributária de IPTU aos contribuintes com deficiência física comprovada por meio de laudo médico. Este Decreto prevê também requisitos para o gozo do benefício fiscal. Diante do exposto podemos afirmar que o Decreto nº 123 está em perfeitas condições com a legislação tributária.
Escolha uma opção:
Verdadeiro
Falso 
Feedback
A isenção não pode ser concedida mediante decreto municipal, mas por meio de lei específica, conforme art. 150, §6º da CF/1988. Neste caso, houve violação ao princípio da legalidade tributária na forma do art. 150, I da CF/1988.
Estudamos no módulo 1 os princípios constitucionais tributários. Dentre eles, o princípio da legalidade que está prescrito no art. 150, I c/c art. 150, §6º, ambos, da CF/1988.
Questão 2
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Não marcadaMarcar questão
Texto da questão
Julgue a afirmação a seguir:
A Lei Complementar 123 promulgada em 20 de outubro de 2016, determinou a majoração do ISSQN. Diante disso, podemos afirmar que o ISSQN somente poderá ser cobrado quando decorridos 90 dias da publicação da referida lei.
Escolha uma opção:
Verdadeiro 
Falso
Feedback
A majoração do ISSQN deve respeitar o princípio da anterioridade anual e anterioridade nonagesimal, nos termos do art. 150, III, “b” e “c”, da CF/1988. Desta forma, no caso específico o tributo só poderá ser cobrado após 90 dias da publicação.
Estudamos no módulo 1 os princípios constitucionais tributários. Dentre eles, o princípio da anterioridade tributária que está prescrito no art. 150, III da CF/88. Este princípio se divide em princípio da anterioridade anual e anterioridade nonagesimal, conforme art. 150, III, “a” e “b” da CF/1988, respectivamente.
Questão 3
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Não marcadaMarcar questão
Texto da questão
Julgue a afirmação a seguir:
A anterioridade nonagesimal abrange à União, Estados/DF e aos Municípios com o objetivo de vedar-lhes a cobrança de tributos antes de 90 dias da data em que tenha sido publicada a lei que os institui ou aumentou.
Escolha uma opção:
Verdadeiro 
Falso
Feedback
De acordo com o princípio da anterioridade nonagesimal, prescrito nos termos do art. 150, III, “c” c/c com seu §1º da CF/1988 – não haverá cobrança de tributo senão decorridos no mínimo 90 dias após a promulgação da lei que o institui.
No módulo 1, estudamos os princípios constitucionais tributários. Dentre eles, o princípio da anterioridade tributária que está prescrito no art. 150, III da CF/1988. Este princípio se divide em princípio da anterioridade anual e anterioridade nonagesimal, conforme art. 150, III, “a” e “b” da CF/1988, respectivamente.
Questão 4
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Não marcadaMarcar questão
Texto da questão
Análise a situação hipotética a seguir:
O Município ABC resolveu atualizar o valor monetário da base de cálculo do IPTU. Para que tal situação ocorra é necessário que seja:
 
deve ser regulada por lei complementar.
caracteriza como majoração do IPTU.
poderá ser prescrita por Decreto Municipal. A atualização monetária da base de cálculo do IPTU não é considerada majoração e pode ser por meio de decreto, conforme art. 97, §2º do CTN. Ressalta-se que não poderá ser ultrapassado os índices inflacionários, conforme súmula 160 do STJ.
deve ser regulada por lei ordinária ou complementar
poderá ser por resolução do Secretário Municipal de Fazenda.
Feedback
Sua resposta está correta.
A atualização do valor monetário do IPTU é um importante instrumento de arrecadação do gestor municipal e não é considerada majoração e pode ser por meio de decreto, conforme art. 97, §2º do CTN. Ressalta-se que não poderá ser ultrapassado os índices inflacionários, conforme súmula 160 do STJ.
Questão 5
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Não marcadaMarcar questão
Texto da questão
Análise a situação hipotética a seguir:
A sociedade empresarial “Construção Total” com sede no Município do Rio de Janeiro constrói uma casa sob o regime de empreitada no Município de Volta Redonda, onde não possui qualquer estabelecimento. Diante do exposto, a competência para a cobrança do Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) caberá a qual Município.
 
Rio de Janeiro, porque a construtora não possui qualquer filial em Volta Redonda.
Rio de Janeiro e Volta Redonda, porque a construtora tem estabelecimento no Rio de Janeiro e prestou o serviço em Volta Redonda de acordo com o princípio da isonomia dos entes federados.
Rio de Janeiro e Volta Redonda, porque ambos são municípios do Estado do Rio de Janeiro.
Rio de Janeiro, porque é o local do estabelecimento do prestador.
Volta Redonda, porque é o local da prestação de serviço, ou seja, o local onde foi construída a casa. Volta Redonda é a resposta correta, pois considera-se ocorrido o fato gerador do ISSQN, no local do estabelecimento do prestador, conforme art. 3º, caput, da LC116/03. No caso em tela, a construção civil é exceção a esta regra e se inclui na no inciso III do dispositivo em comento, sendo o imposto devido no local da prestação do serviço que é o Município de Volta Redonda.
Feedback
Sua resposta está correta.
O conhecimento do critério espacial do ISSQN é muito importante, sobretudo, na construção civil. Há muitas situações em procedimentos de fiscalização que o gestor tributário poderá reaver créditos tributários não pagos ou pagos incorretamente pela sociedade empresarial. Desta forma, isto irá girar em torno do art. 3º da LC 116/2003, onde considera-se ocorrido o fato gerador do ISSQN, no local do estabelecimento do prestador, conforme art. 3º, caput, da LC116/03. No caso em tela, a construção civil é exceção a esta regra e se inclui na no inciso III do dispositivo em comento, sendo o imposto devido no local da prestação do serviço.
Questão 6
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Não marcadaMarcar questão
Texto da questão
Julgue a afirmativa a seguir:
A Contribuição de iluminação Pública (CIP) pode ser cobrada na fatura de consumo de energia elétrica enviada ao sujeito passivo pela concessionária de energia elétrica.
Escolha uma opção:
Verdadeiro 
Falso
Feedback
Conforme previsão no art. 149 – A da CF/88.
A Gestão Tributária Municipal abrange também a forma e o aumento de arrecadação tributária. É possível que o ente federado possa estabelecer convênio com a concessionária de energia elétrica que atende ao Município para realizar a cobrança da Contribuição de Iluminação Pública, CIP. Recomenda-se a observância do art. 149 – A da CF/88, de modo que esta cobrança seja feita na fatura de consumo de energia elétrica.
Questão 7
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Não marcadaMarcar questão
Texto da questão
Julgue a afirmativa a seguir:
O Município ABC instituiu lei prescrevendo alíquotas progressivas para o IPTU em razão do valor venal do imóvel e diferenciadas de acordo com o uso do imóvel.
Escolha uma opção:
Verdadeiro
Falso 
Feedback
Art. 156, §1º da CF/88. No caso, possível alíquotas progressivas do IPTU, conforme o valor venal do imóvel e alíquotas diferenciadas, conforme a localização do imóvel e não com relação ao seu uso.
O art. 156, §1º da CF/88 prescreve a possibilidade de alíquotas progressivas do IPTU, conforme o valor venal do imóvel e alíquotas diferenciadas, conforme a localização do imóvel. Isto é outro instrumento de gestão tributária que é preciso observar.
Questão 8
Correto
Atingiu 1,00 de 1,00
Não marcadaMarcar questão
Texto da questão
Com relação ao ITBI, afirma-se que não é possível que esse tributo municipal obedeça ao princípio da progressividade com base no valor venal do imóvel.
Escolha uma opção:
Verdadeiro 
Falso
Feedback
O STF sumulou o entendimento
Página12