A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
Denotação e Conotação

Pré-visualização | Página 1 de 2

Português - Gramática 
 
 
 
 
DENOTAÇÃO E CONOTAÇÃO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
1 
 
 
Sumário 
 
Introdução ........................................................................................................................................ ..2 
 
Objetivo................................................................................................................................................2 
 
1. Signo linguístico .........................................................................................................................2 
1.1. Denotação ...........................................................................................................................3 
1.2. Conotação ...........................................................................................................................5 
 
Exercícios .............................................................................................................................................6 
 
Gabarito ...............................................................................................................................................6 
 
Resumo ................................................................................................................................................6 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
2 
 
Introdução 
Nas aulas sobre Regência verbal e nominal” vimos o assunto de regência, que 
equivale à correspondência das palavras (nomes ou verbos) com seus 
complementos em um período, na observância correta da linguagem. E onde esses 
termos regentes e regidos acompanham a preposição. Agora, vamos ainda tratar da 
linguagem, mas de uma forma diferente, com base na significação que as palavras 
podem ter no sentido denotativo e conotativo, visto que, dependendo da intenção 
comunicativa, o sentido pode estar mais próximo da realidade ou não, isto é, apenas 
figurar o mundo real. Bom estudo! 
Objetivos 
• Definir denotação e conotação; 
• Exemplificar denotação e conotação. 
 
1. Signo linguístico 
Para começarmos a entender o que significam denotação e conotação 
devemos conceituar signo linguístico, elemento este através do qual são construídas 
as noções de denotação e conotação. 
 
 
 
01 
 A palavra gato sendo representada em seu sentido real. 
 
 
O signo linguístico é composto por significante e significado. 
 
3 
 
SAIBA MAIS! 
 
 
 
Posto isso, compreendemos que toda palavra que possua um significado, ou 
seja, um sentido, pode ser denominada de signo linguístico. Vamos ver um exemplo? 
EXEMPLO 
 
 
 
O que notamos nas duas orações? Que a palavra “gato” desempenha papel 
diferente. Na primeira oração é o sujeito, já na segunda, o complemento. 
 Mas é só isso que percebemos? 
A resposta é NÃO! Outro fator visível é que, enquanto na primeira oração a 
palavra “gato” se encontra em seu sentido literal, real; na segunda oração, ela se 
encontra em seu sentido figurado, metafórico. 
Assim, a primeira oração está no sentido denotativo, já a segunda, no sentido 
conotativo. Essas duas possibilidades de atribuir diferentes sentidos às palavras 
contribuem para a competência linguística e para o desenvolvimento da produção 
de textos. 
Vamos analisar isso um pouco mais? 
 
1.1. Denotação 
Para identificarmos se uma palavra está no sentido denotativo, basta saber se 
o seu significado é semelhante ao que aparece no dicionário. 
As palavras adquirem sentido denotativo quando equivalem àquilo que são 
no mundo real. 
Por exemplo, a palavra animal no mundo real representa o conjunto de 
espécies de bichos que podemos encontrar em nosso mundo concreto. Mas se a 
mesma palavra for usada fora de sua literalidade, então, o seu sentido não será mais 
considerado denotativo. 
SIGNIFICANTE = a grafia da palavra. 
SIGNIFICADO = sentido da palavra. 
 
O gato com pelo tem pelugem macia. 
Vi um gato no poste de luz do meu condomínio. 
 
4 
 
No sentido denotativo, a significação da palavra é mais objetiva, isto é, o 
sentido é direto, não é embromação, mas se fala exatamente o que se quer dizer. 
 
IMPORTANTE! 
 
 
 
 
 
Percebemos que as palavras sublinhadas anteriormente apresentam 
similaridades de sentido, mas, nem por isso, sua significação é idêntica. 
Principalmente no segundo exemplo, já que ser trapaceado não é o mesmo que 
iludido, pois a ilusão pode ser ocasionada pela própria pessoa e não por outrem. 
Cada um se ilude porque assim o quer. 
Além disso, há palavras que, dependendo do contexto, expressam múltiplos 
significados. 
EXEMPLO 
 
 
 
 
Desse modo, para que as palavras sejam sinônimas, devem apresentar uma 
identidade de sentido, no qual, em um mesmo contexto a sua significação não seja 
alterada, como, por exemplo: 
 Seque esse cabelo agora! = Enxugue esse cabelo já! 
Vemos claramente a mesma referência em ambas as frases, já que o sentido 
denotativo se refere a um mesmo objeto: cabelos, e em contextos similares. 
 
 
 
Algumas palavras com sentido denotativo apresentam 
particularidades e não são sinônimas. Isto ocorre 
quando há semelhanças entre os sentidos de duas 
palavras. 
Ex.1: Ele foi trapaceado/ enganado. 
Ex.2: Não houve trapaças com ele, apenas ilusão. 
 
• Terminei a relação e ponto. 
• Fui revê-lo no ponto de ônibus. 
• Fiz um ponto-cruz no tecido amarelo. 
• Qual seu ponto de vista sobre o assunto? 
 
5 
 
1.2. Conotação 
Para compreendermos o sentido conotativo das palavras, precisamos deixar 
a imaginação fluir. E de modo diferente do sentido denotativo, para haver 
conotação, basta um contexto figurado, que parte de uma dada significação da 
realidade, mas a transforma em linguagem figurada, fantasiosa. 
EXEMPLO 
 
 
 
 
 
Notamos que a expressão sublinhada em nosso exemplo, marca o sentido 
figurado que tem relação com o batom que a moça usa para beijar alguém. 
A conotação também é bastante comum na literatura, cujos autores têm 
intenção de provocar reações variadas nos leitores. 
Leia o seguinte trecho do poema “A noite dissolve os homens” (1974, p. 57), 
de Carlos Drummond de Andrade: 
 
 A noite desceu. Que noite! 
Já não enxergo meus irmãos. 
E nem tampouco os rumores 
Que outrora me perturbavam. 
A noite desceu. Nas casas, 
nas ruas onde se combate, 
nos campos desfalecidos, 
a noite espalhou o medo 
e a total incompreensão. (...) 
 
O trecho reflete a guerra e a morte no sentido conotativo, ou seja, figurado. 
Para identificar o sentido conotativo, é válido também associar de modo 
subjetivo ou cultural o que uma palavra, expressão ou até um texto nos quer dizer, 
ou seja, a sua intenção. Veja um texto de Paulo Leminski: 
 
Texto escrito subjetivamente no sentido conotativo. 
Agrada-me o doce aroma de cereja no beijo dessa 
moça. 
 
6 
 
Há duas palavras-chave no texto para explorar o sentido conotativo: “pintar” 
e “assino”. Tais palavras querem dizer que o autor afirma encarar o que surgir em 
sua vida. 
Vamos exercitar um pouquinho? 
Exercícios 
1. Sabemos que denotação difere de conotação por traduzir algo que é 
fidedigno à realidade. Com base nisso, identifique a frase no sentido denotativo. 
a) Vimos que a manga de sua camisa está rasgada. 
b) O menino está uma fera por ter perdido a luta de judô. 
c) O amor não correspondido é sempre um rio de lágrimas. 
d) O namorado fez de sua vida um sol radiante todos os dias. 
 
2. Na conotação, o sentido é algo a ser descoberto