Buscar

A crise do feudalismo

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 8 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 6, do total de 8 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Prévia do material em texto

História do Mundo 
 
 
 
 
A CRISE DO FEUDALISMO 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
1 
 
Sumário 
 
Introdução .................................................................................................................................... 2 
 
Objetivo......................................................................................................................................... 2 
 
1. A crise no feudalismo……………………………………………………………………….2 
 1.1. O fim do feudalismo………………………………………………………………………..2 
 1.2. O fim da Idade Média………………………………………………………………………3 
 
Exercícios ...................................................................................................................................... 4 
 
Gabarito……………………………………………………………………………………………….6 
 
Resumo ......................................................................................................................................... 6 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
2 
 
Introdução 
 
 A introdução da aula deve apresentar não somente o nome da aula como 
fazer uma breve descrição apresentando o conteúdo. Na apostila vamos analisar a 
crise do feudalismo, os diversos fatores que implicaram na derrubada do sistema 
que perdurou na Europa por praticamente 10 séculos. 
Assim, nesta apostila, estudaremos o processo de renascimento urbano e 
comercial, que trouxe novos significados ao sistema de relações sociais e 
econômicas, e fez emergir um novo grupo social denominado, burguesia. 
Para compreender melhor o período iremos contextualizar os renascimentos 
ao movimento das cruzadas, a epidemia da Peste Negra, a fome que assolou o 
continente e as revoltas camponesas que aceleraram de certo forma o declinio do 
sistema feudal. 
 
Objetivo 
 
• Compreender como se deu o fim do feudalismo; 
• Compreender como o fim do feudalismo relaciona-se com o fim da 
Idade Média. 
 
1. A crise no feudalismo 
1.1. O fim do feudalismo 
O sistema baseado no feudalismo começa a entrar em crise por volta do 
século XI em decorrência de uma série de fatores, os quais envolviam aspectos 
históricos, políticos, culturais e sociais. Por um período consideravelmente grande o 
sistema feudal seguiu estabilizado, mantendo-se sem mobilidade social, e 
funcionando dessa forma sem maiores problemas. Entretanto, a partir do século X 
isso começa a mudar, pois uma nova classe social se apresenta, demonstrando 
interesse em participar ativamente da área comercial. 
Essa classe social que surge viria a ser denominada burguesia. Os burgueses, 
sujeitos pertencentes à burguesia, apresentavam interesse em participar da 
sociedade de modo mais ativo e isso incluía a área comercial. A nova classe era 
formada pelos sujeitos que vinham pertencentes às antigas sociedades medievais 
que eram fortificadas, as quais eram denominadas de burgos, sendo por isso o nome 
de burguesia a classe e burgueses ao povo. 
Os burgueses eram formados por uma variedade de sujeitos, aos quais 
pertenciam artesões, mercadores, banqueiros e também donos de cadeias de 
comércio. Quando a burguesia começa suas investidas, visando participar mais 
ativamente da sociedade existente, provoca uma crise na estabilidade dos grupos 
 
3 
 
que dominavam até então, declinando o poder da nobreza, senhores feudais e 
também do clero. 
Em meio a esse novo sistema que começa a existir ocorre também um 
aumento exponencial da população, o que torna de difícil tarefa suprir as 
necessidades variadas do povo, as quais incluem aspectos como alimentação, 
saúde, moradia, entre outros. Diante as dificuldades enfrentadas pelos sujeitos, 
inicia-se o surgimento e crescimento de população marginal, a qual não possuía 
emprego, terra ou meio de subsistência. 
 
1.2. O fim da Idade Média 
A Idade Média, período histórico no qual se desenvolve o feudalismo, inicia 
sua finalização com a crise do sistema feudal, na medida em que isto transforma 
diretamente os meios de organização das sociedades existentes na época, 
impactando em nível social, cultural e político. Entretanto, a Revolução Burguesa e a 
crise do feudalismo são apenas um dos aspectos envolvidos no fim deste período. 
Outros fatores também estão envolvidos, auxiliando nas transformações que 
caminhariam para o início do período denominado como Renascimento. 
 
FIQUE ATENTO! 
 
 
 
Um dos principais acontecimentos ligados à finalização da Idade Média foi a 
epidemia da Peste negra ou Peste Bubônica. Isto ocorre no século XIV, entre os anos 
de 1346 e 1353, e ao seu fim apresenta como consequência a morte de pelo menos 
um terço da população europeia. O início da peste se deu em resposta aos hábitos 
de higiene existentes na época, os quais não eram devidamente aplicados, e 
também as condições de subsistência existentes que se davam como precárias. 
 
VOCÊ SABIA? 
 
 
A transmissão e alojamento do vírus da Peste Bubônica 
estavam relacionados às pulgas existentes em ratos. É por 
essa razão que as condições precárias do povo estão 
diretamente relacionadas com seu alcance exponencial. 
 
A Revolução Burguesa ocorre e em conjunto com outros 
aspectos resulta no fim do feudalismo. Com o fim do sistema 
feudal e da Idade Média inicia-se o Renascimento, novo 
período, o qual estudaremos em breve. 
 
4 
 
Com grande parte da população doente, a mão de obra que mantinha o 
sistema feudal diminuiu a níveis drásticos, o que resulta em novos impactos frente à 
crise feudal. Na condição de que havia menos mão de obra disponível, houve mais 
opressão dos que resistiam e ainda estavam trabalhando no campo, o que gerou 
diversas revoltas em resposta ao descontentamento dos camponeses com a forma 
de existência que estava sendo disposta. 
 
SAIBA MAIS! 
 
 
 
Por fim, ocorre como fator determinante para a queda do sistema feudal e, 
por consequente, o fim do período da Idade Média, a intensificação dos comércios 
existentes. Esse crescimento da área comercial ocorre em resposta as Cruzadas, as 
quais ocorrem entre os séculos XI e XIII. Estas foram uma série de oito expedições 
organizadas pela igreja, as quais apresentavam carácter voltado a questões de 
religião, política e militarismo. 
Em uma perspectiva religiosa, principal aspecto das Cruzadas, estas não 
obtiveram muitos resultados interessantes, entretanto foram de grande impacto 
para a área comercial. É a partir de sua ocorrência que se finaliza a dominação do 
Mar Mediterrâneo pelo povo Árabe, o que impacta diretamente no aumento das 
rotas comerciais existentes e na queda do sistema feudal. 
 
Exercícios 
 
01 - (UEL-PR) “[...] o aumento demográfico, ocorrido do século XI ao XVI, 
permitiu a multiplicação da nobreza cada vez mais parasitária. Seus hábitos de 
consumo tornaram-se mais exigentes e maiores, o que determinava uma 
necessidade de renda cada vez mais elevada. Segue-se, pois, uma superexploração 
do trabalho dos servos, exigindo-se destes um maior tempo de trabalho [...]”. 
O texto descreve uma das causas, na Europa, da: 
a) Formação do modo de produção asiático. 
b) Consolidação do despotismo esclarecido. 
c) Decadência do comércio que produziu a ruralização. 
d) Crise que levou à desintegração do feudalismo. 
e) Prosperidade que provocou o processo de industrialização. 
O povo camponês desgostoso com as condições de 
trabalho que ocorrem em razão das consequências da peste 
negra revolta-se em busca de melhores condições. As 
principais revoltas destes são a de Jacquerie no ano de 1358 
e a Revolta Camponesaem 1381. 
 
5 
 
02 - (UFRGS) Leia o texto abaixo: 
“Tão grande era o número de mortos que, escasseando os caixões, os 
cadáveres eram postos em cima de simples tábuas. Não foi um só o caixão a receber 
dois ou três mortos simultaneamente. Também não sucedeu uma vez apenas de 
esposa e marido, ou dois e três irmãos, ou pai e filhos, serem enterrados no mesmo 
féretro [...]. 
Para dar sepultura à grande quantidade de corpos que se encaminhavam a 
qualquer igreja, todos os dias, quase toda hora, não era suficiente a terra já sagrada; 
e menos ainda seria suficiente se se desejasse dar a cada corpo um lugar próprio, 
conforme o antigo costume. Por isso, passaram-se a edificar igrejas nos cemitérios, 
pois todos os lugares estavam repletos, ainda que alguns fossem muito grandes; 
punham-se nessas igrejas, às centenas, os cadáveres que iam chegando; e eles eram 
empilhados como as mercadorias dos navios [...].” 
BOCCACCIO, Giovanni. Decamerão. São Paulo: Abril, 1981. 
 O testemunho do escritor italiano Boccaccio faz referência ao advento da 
Peste Negra na Europa ocidental, a qual acelerou a crise do sistema feudal dos 
séculos XIV e XV. Assinale, entre as alternativas abaixo, o fator ao qual essa crise 
pode ser relacionada. 
a) Nos séculos XIV e XV, a economia europeia tornou-se predominantemente 
urbana, o que acarretou a falta de trabalhadores no campo para a produção 
agrícola. Sem boas condições de alimentação, a população ficou mais sujeita 
às doenças. 
b) O crescimento demográfico afirmou-se ao longo da Baixa Idade Média até um 
ponto em que a produção do sistema feudal não foi mais capaz de alimentar 
a população que ficou fragilizada. 
c) As técnicas de produção eram muito desenvolvidas para a época, a ponto de 
provocarem uma superprodução que gerou o desequilíbrio do sistema. 
d) A servidão, instaurada como forma predominante de trabalho na Europa 
ocidental a partir do século XV, enfraqueceu a população e levou à 
mortalidade endêmica. 
e) Como resultado da mortalidade provocada pela Peste Negra, os nobres 
decretaram leis para auxiliar a população camponesa. 
 
03 - A crise do feudalismo na Europa ocidental marcou o fim da Idade Média. 
Dentre as causas que são atribuídas à crise, não podemos incluir: 
a) A Guerra dos Cem Anos. 
b) A Jacquerie. 
c) A Revolução Industrial. 
d) A Peste Negra. 
e) A insalubridade das cidades 
 
6 
 
Gabarito 
 
01 - Letra D. 
A resposta correta é a letra “D”, sendo as demais alternativas incorretas. 
Diferente do que dito em “A” o modo de produção asiático não era referente ao 
modo em que a sociedade europeia se organizava; na letra “B” trata-se do 
despotismo que, na realidade, foi posterior ao período citado; em “C” afirma-se que 
a crise do século XIV está conectada a ruralização, porém está mais relacionada ao 
crescimento comercial; a letra “E” também está incorreta, pois a acumulação dos 
capitais geradores da industrialização é oriunda das cidades e do comércio. 
 
02 - Letra B. 
A letra B está correta, e as demais incorretas, dado que, a afirmação em “A” 
não corresponde a verdade, pois a economia deste período não era urbanizada e as 
técnicas de produção eram minimamente desenvolvidas, tornando a letra “C” 
também incorreta. Diferente do que se cita em “D” neste período a servidão estava 
declinando progressivamente. Do mesmo modo, está incorreta a “E”, dado que com 
a ocorrência da Peste Negra, os camponeses foram ainda mais explorados. 
 
 03 - Letra C. 
A crise do século XIV não está relacionada com a Revolução Industrial, pois 
este fato ocorreu apenas após este período, no século XVIII. 
 
Resumo 
 
O surgimento da burguesia e os aspectos que este grupo propõe são o 
primeiro aspecto que surge diante a crise no feudalismo e seu consequente fim. 
A revolução burguesa se apresenta sendo o primeiro passo para o fim do 
feudalismo, na medida em que retira a estabilidade que era existente até então, 
dando margem para novos acontecimentos e entendimentos sobre as formas de 
organização existentes. 
A peste negra ocorre e fortifica o que os burgueses iniciaram, na medida em 
que faz com que transformações ocorram e os camponeses busquem outras formas 
de subsistência diferentes da organização existente. 
Com a revolta dos camponeses e o êxodo rural o sistema feudal se tornou 
ainda mais enfraquecido, terminando por chegar ao seu fim em consequência das 
cruzadas que ocorrem logo em seguida e permitem aos povos novas formas de 
comércio além das existentes em seu território. 
 
 
7 
 
Referências bibliográficas 
 
DUBY, Georges. Guerreiros e camponeses. Lisboa : Editorial Estampa, 1980. 
GANSHOF, F. L. O que é o feudalismo. Sintra : Publicações Europa América, s/d. 
LE GOFF, Jacques. A civilização do ocidente medieval. Lisboa : Editorial Estampa, 1983. 
_____________. O homem medieval. Lisboa: Presença, 1989.

Continue navegando

Outros materiais