A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
57 pág.
modulo 6 - ferramentas de marketing

Pré-visualização | Página 2 de 3

de produtos que trazem 
propriedades práticas e singulares; não se 
trata apenas de um bom atendimento, mas de 
um encontro que satisfaça as partes 
envolvidas. 
Como se pode ver, as ferramentas de marketing não são roupas que vestem 
a empresa, são articulações que mostram o que a empresa é e o que pode 
oferecer. 
Todo plano ou estratégia de marketing 
deve ter metas com ações claras, 
estar qualificado, focado, realista e 
integrado à missão e a visão da 
empresa, com indicadores de 
desempenho a serem alcançados, 
pois não se centra apenas numa 
imagem da empresa e nem em suas 
vendas, mas no seu todo. 
Entenda o plano 
 de marketing 
O plano de marketing é um documento formal do 
planejamento estratégico utilizado para 
direcionar e coordenar o trabalho, prestar contas 
à alta direção, obter recursos e incentivar 
parcerias com investidores e outras empresas. É 
um documento que desempenha as funções de 
roteiro, relatório e ferramenta de persuasão. 
Dias (2006, p. 492) 
Dessa forma, o plano de marketing 
orienta-se para a situação atual de 
mercado, objetivos, estratégias, 
implementação, análise e resumos e, 
contempla as seguintes perguntas: O 
que será feito? Por que e com quais 
resultados? 
O plano de marketing, assim como um 
relatório, coordena os diversos departamentos 
da empresa, se volta para a informação, 
mantendo um registro histórico da dinâmica de 
determinados períodos da empresa. 
 
O plano requer um compromisso com a 
gerência, a qual o utiliza para as projeções de 
desempenho corporativo e as avaliações dos 
funcionários. 
 
Também é uma ferramenta de persuasão muito 
importante se utilizado para vender, pois o 
departamento de marketing vende a ideia para 
todas as pessoas da empresa que se integram 
e se comprometem para atingir os objetivos 
traçados. 
Para ser persuasivo, um plano de marketing deve fazer 
mais do que enunciar objetivos e atividade, deve 
fornecer argumentos, que justifiquem o funcionamento 
do plano e evidências que sustentem esses argumentos. 
A pesquisa, os dados coletados e as análises realizadas 
devem estar incluídos no plano de marketing. Os 
melhores planos de marketing fornecerão análises 
profundas como base de conclusões sólidas. Dessa 
base sólida, o plano de marketing fornece objetivos e 
ações detalhadas. Os argumentos devem ser racionais e 
razoáveis, baseados em fatos e análises. O plano deve 
mostrar a lógica que leva uma questão de mercado 
particular a uma ação prática e a um objetivo lucrativo. 
Dias (2006, p. 479) 
 Depreende-se dessa assertiva, que 
o plano de marketing é um planejamento 
que detalha as ações, as quais deverão 
ser representativas no sentido de atingir 
os resultados que a empresa objetiva. 
 
 Portanto, o plano sempre se centra 
numa lógica a ser perseguida para que 
os resultados apareçam. A extensão de 
seus efeitos deve ser percebida por 
todos os setores que compõe a 
organização e, de forma precisa, sentida 
por todos os grupos de pessoas que 
trabalham por um objetivo comum. 
 Mas, como o Plano de Marketing se 
relaciona com a satisfação do cliente? 
Relaciona-se profundamente, pois são 
os clientes que fazem a organização se 
manter viva no mercado. 
 
 Seu sustento, sua expansão, sua 
credibilidade, sua imagem, seus efeitos 
no mercado, só podem ser sentidos por 
causa do cliente e, somente sua 
satisfação permite que ele continue 
sendo cliente que traz outros clientes. 
 Considera-se então que o pressuposto 
de marketing é estimular o consumo de 
produtos que efetivamente constituam 
melhora na qualidade de vida das pessoas, 
as quais conforme cada época mudam 
hábitos e costumes e transformam o modus 
operanti de viver, trabalhar e aprender. 
 
 Nos dias atuais, por exemplo, a maioria 
das pessoas acumulam funções para o 
sustento da família, por isso, requerem 
condições de maior praticidade para ganhar 
tempo. 
 
 Nesse sentido, o marketing deve propor 
ações direcionadas para melhorar as 
condições físicas e culturais da população, 
bem como, oferecer produtos e serviços de 
qualidade compatíveis com as necessidades 
e as expectativas de preço e acessibilidade. 
A condição de marketing é gerar oportunidades de mercado incluindo 
três estratégias: 
 
Marketing não diferenciado: a empresa não reconhece a existência 
de diferentes segmentos de mercado em um mercado-base; utiliza uma 
estratégia única de composto de marketing para atingir esse mercado. 
 
Marketing diferenciado: a empresa decide atingir diversos segmentos 
de mercado desenvolvendo um composto de marketing diferente para 
cada segmento como, por exemplo, os custos de distribuição e preços 
diferentes. 
 
Marketing concentrado: a empresa desenvolve uma segmentação de 
mercado, porém estabelece a mesma política de composto de 
marketing para atingir segmentos-alvo. (RICCA, 2012) 
 Como se percebe, cada empresa deve 
decidir o foco e o objetivo do plano de 
marketing, considerando que para cada uma 
existem características comuns devido a 
análise das condições básicas do mercado 
que atende, assim como, o direcionamento 
dos esforços e das prioridades que agregam 
valor à organização. 
 Por essas razões, no Plano de 
Marketing, segundo Dias (2006, p. 480) 
deve constar os seguintes tópicos: 
 
• Ser bem organizado (fluir de maneira 
lógica, facilitando a busca de 
informações). 
 
• Ser claro (fácil de ler e entender, 
utilizando de diagramas, gráficos e 
informações dispostas em tópicos). 
 
• Ser completo (com um nível de análise e 
detalhes apropriados às necessidades 
da empresa). 
 
• Ser coerente (internamente, com a 
política da empresa e com as 
informações de mercado). 
• Ser honesto (com as citações das 
fontes, utilização de premissas explícitas 
em que se baseia). 
 
• Ser racional (com uma análise que leva 
a conclusões e recomendações). 
 
• Ser persuasivo (com bases que 
sustentam as recomendações, com 
justificativas explícitas das decisões). 
 
• Ser atual (revisado e atualizado de 
acordo com a velocidade de mudança 
dos setores de produção, das formas de 
produtividade, das novas tecnologias e 
novo contexto econômico e político). 
Em resumo, compreendemos que o Plano 
de Marketing sempre se volta à qualidade 
de seus serviços e produtos, bem como, 
deve priorizar a qualidade da produção 
baseada na qualidade de suas equipes de 
trabalho e no direcionamento dos objetivos 
a ser atingidos por cada uma. 
 
Assim, a palavra de ordem do Plano de 
Marketing é a qualidade total em função da 
satisfação do cliente. 
Conceito do 5S (cinco esses): Trata-se de 
uma metodologia que visa aprimorar o 
comportamento das pessoas, contribuindo 
para o desenvolvimento de um ambiente 
de trabalho organizado, limpo e saudável. 
Mas, o que são cada um dos 5S? 
 O programa 5s 
1°S - Utilização (Seiri): 
Esse senso é de utilidade, ou seja, separar 
as coisas úteis das inúteis, dando um 
destino para aquelas que, no momento e 
no ambiente atual, não são mais úteis. Vale 
a pena esclarecer que inútil não significa 
que poderá ser jogado fora, e sim que no 
momento não tem utilidade naquele local 
específico. 
2°S - Ordenação (Seiton): 
Agrupar, identificar e sinalizar os recursos 
e instalações, facilitando o acesso, 
utilização e prevenção de acidentes. A 
ordem é "pesquisa de layout", de forma a 
encontrar um lugar para cada coisa e 
manter todas as coisas sempre

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.