A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
10 pág.
Avaliando

Pré-visualização | Página 1 de 3

HISTÓRIA CONTEMPORÂNEA I 
 
Avaliando Aprend.: CEL0027_SM_201702505588 V.1 
Desemp.: 0,5 de 0,5 03/10/2018 11:36:56 (Finalizada) 
 
 
1a Questão (Ref.:201705344836) Pontos: 0,1 / 0,1 
(UFRRJ) "A criação de um proletariado despossuído, (...) cultivadores vítimas de expropriações 
violentas repetidas, foi necessariamente mais rápida que sua absorção pela nascentes 
manufaturas. (...) Forma-se uma massa de mendigos, ladrões e vagabundos. Desde o final do 
século XV e durante todo o século XVI na Europa Ocidental foi criada uma legislação sanguinária 
contra o ócio. Os pais da atual classe operária foram castigados por terem sido reduzidos à 
situação de vagabundos e pobres. A legislação os tratava como criminosos voluntários; ela 
pressupunha que dependia de seu livre arbítrio continuar a trabalhar como antes." (MARX, Karl. 
"O Capital". Paris, Garnier-Flamarion, 1969.) As transformações econômicas e sociais costumam 
gerar profundas alterações no chamado "mundo do trabalho". A situação apontada por Marx 
refere-se ao processo histórico 
 
 
a) das revoluções anti-capitalistas, ocorridas na Europa, contra as quais a burguesia 
determinou severa repressão. 
 d) de cercamento dos campos, com o deslocamento de um grande contingente de 
despossuídos da sua área rural de origem. 
 
c) da Revolução Francesa, na qual os trabalhadores foram transformados em massa de 
manobra dos interesses burgueses. 
 
e) da Revolução Industrial, quando os criminosos eram expulsos das fábricas e 
proibidos de trabalhar em outra ocupação, pela legislação vigente. 
 
b) das revoltas operárias, como o ludismo, voltadas à destruição das máquinas e à 
exploração por elas causada. 
 
 
 
2a Questão (Ref.:201705344924) Pontos: 0,1 / 0,1 
No processo revolucionário francês, a Convenção deu ensejo a constituição da Junta de 
Salvação Pública, que assume funções executivas. Inicialmente liderada por Danton, passa ao 
comando de Robespierre. A esse período específico são tomadas as seguintes medidas, exceto: 
 
 
Uma nova constituição é elaborada em 1793, instituindo o mecanismo do referendo, o 
sufrágio universal, reconhecendo e consolidando, desse modo, a soberania do povo. 
 
O culto a Deusa Razão é instituído e os religiosos,católicos em especial, são duramente 
perseguidos. O calendário gregoriano é substituído pelo republicano (vendémiaire, 
brumaire, frimaire, nivôse, pluviôse, ventôse, germinal, floréal, prairial, messidor, 
thermidor e fructidor). 
 
Instala as chamadas ¿Medidas de Salvação Pública¿, dentre elas: Uma Lei dos Suspeitos, 
na prática um mecanismo de aprisionar adversários e simpatizantes do regime 
monárquico ou moderado; Requisição em massa, colocando todos os maiores de 18 anos 
a disposição do exército; Empréstimos Forçados, tomado aos mais abastados e a Lei do 
Máximo Geral, fixando o preço dos gêneros de consumo. 
 Abolição dos direitos feudais; igualdade de todos perante a lei (Declaração dos Direitos 
do Homem e do Cidadão); secularização dos bens do clero. 
 
Os Girondinos foram proscritos e expulsos da cena política. Condenação em massa à 
guilhotina de adversários como Luís Egalité, Maria Antonieta e aliados como Lavoisier e 
Danton 
 
 
 
3a Questão (Ref.:201705344827) Pontos: 0,1 / 0,1 
"Na maioria dos campos da atividade intelectual, a Europa do século XX, orgulhosamente 
afirmou a sua independência do passado. Já no século XVIII, a palavra "moderno" adquiriu a 
forma de um grito de guerra, mas apenas como uma antítese do "antigo" o que implica em um 
contraste com a antiguidade clássica." SCHORSKE, Carl E. Vienna: fin-de-siècle - politics and 
culture. Washington: Randon House, 1998. p. 17. De acordo com esta concepção, a 
modernidade: 
 
 
Rejeita a tecnologia e a industrialização, pois estas seriam a origem da sociedade de 
consumo. 
 
Constrói uma concepção de sociedade em oposição aos valores do modernismo. 
 
Reafirma os valores clássicos, entendendo-os como o fundamento das sociedades 
modernas. 
 Se se afirma como um embate aos valores clássicos de outrora, construindo uma nova 
concepção de mundo. 
 
Resgata o ideal artístico e estético da antiguidade 
 
 
 
4a Questão (Ref.:201705344895) Pontos: 0,1 / 0,1 
As seguintes características abaixo elencadas ajudam a explicar a primazia da burguesia no 
processo revolucionário inglês, EXCETO: 
 
 
Vê o trabalho como meio e não como punição 
 
É investidor ao invés de ostentatório. 
 
Não vê nenhuma incoerência entre lucro e fé. 
 Tinha o desejo de reforçar o sistema monárquico e o fazia principalmente através da 
compra de títulos de nobreza, possibilitando a ela acesso às sucessões dinásticas. 
 
A burguesia passou a ser o principal agente econômico nos estados, atuando 
principalmente no comércio e nas finanças. 
 
 
 
5a Questão (Ref.:201705344822) Pontos: 0,1 / 0,1 
Como consequências da Primeira Revolução Industrial, apenas NÃO podemos assinalar: 
 
 
a crescente urbanização e formação das primeiras metrópoles, seguida de uma explosão 
demográfica nessas cidades. 
 a afirmação do modelo político liberal, caracterizado pela intervenção constante do 
Estado na economia, a fim de garantir o crescimento da empresa burguesa. 
 
a consolidação do capitalismo como sistema socioeconômico predominante e o 
fortalecimento da burguesia. 
 
o aumento da poluição atmosférica e fluvial, promovida pelos desejos das fábricas 
lançados diretamente na natureza. 
 
a formação da classe operária e o surgimento de sindicatos e partidos políticos 
interessados na mobilização dos trabalhadores em busca de seus direitos. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 HISTÓRIA CONTEMPORÂNEA I 
 
Avaliando Aprend.: CEL0027_SM_201702505588 V.1 
Desemp.: 0,5 de 0,5 13/10/2018 18:13:33 (Finalizada) 
 
 
1a Questão (Ref.:201705344787) Pontos: 0,1 / 0,1 
Entre 1830 e 1848, ocorreu na Europa uma série de revoluções que culminaram com a 
chamada Primavera dos Povos. Apesar de algumas diferenças devido a especificidades de cada 
país, pode-se afirmar que 
 
 
o movimento proletário internacional teve papel decisivo nas negociações efetuadas 
para a implantação de governos liberais. 
 pela primeira vez, o proletariado se fez presente com propostas concretas de 
mudanças da ordem social, para atender reivindicações classistas. 
 
partidos liberais conseguiram implantar governos centralistas democráticos e manter 
regimes monárquicos parlamentaristas. 
 
a idéia predominante era implantar um governo liberal que efetivasse um pacto social 
com os trabalhadores do campo e das cidades. 
 
o proletariado delegou à burguesia a condução do movimento, em troca de estabilidade 
no emprego. 
 
 
 
2a Questão (Ref.:201705344774) Pontos: 0,1 / 0,1 
"O produto da atividade humana é separado de seu produtor e açambarcado por uma minoria: 
a substância humana é absorvida pelas coisas produzidas, em lugar de pertencer ao homem." 
A partir do texto, pode-se afirmar que a Revolução Industrial: 
 
 
valorizou o produtor autônomo 
 
tornou o homem mais importante que a máquina 
 
introduziu métodos manuais de trabalho na produção 
 produziu a hegemonia do capitalista na produção social 
 
tornou a manufatura uma alternativa para o artesanato 
 
 
 
3a Questão (Ref.:201705344835) Pontos: 0,1 / 0,1 
(Cesgranrio) "Trabalhadores de todo o mundo, uni-vos!". Com essa frase, que se tornou 
famosa, Marx e Engels começavam o "Manifesto Comunista" no fervilhar de um período de 
profundas agitações em toda a Europa, no período entre 1830 e 1848. Acerca dessa 
conjuntura, podemos afirmar que: 
 
 
a) as barricadas