A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
Estudos Disciplinares II - Unidade II

Pré-visualização | Página 1 de 2

Revisar envio do teste: QUESTIONÁRIO UNIDADE II
ESTUDOS DISCIPLINARES II 6694-15_SEI_SS_1019_R_20192 CONTEÚDO
Usuário talita.cardia @unipinterativa.edu.br
Curso ESTUDOS DISCIPLINARES II
Teste QUESTIONÁRIO UNIDADE II
Iniciado 05/11/19 17:15
Enviado 05/11/19 17:16
Status Completada
Resultado da
tentativa
5 em 5 pontos  
Tempo decorrido 0 minuto
Resultados
exibidos
Todas as respostas, Respostas enviadas, Respostas corretas, Comentários, Perguntas
respondidas incorretamente
Pergunta 1
Resposta
Selecionada:
c.
Respostas: a. 
b.
c.
d. 
e. 
Feedback
da
resposta:
A busca da inclusão social da população adulta em situação de rua deve ser feita através de:
Estratégias e políticas públicas articuladas e complementares do
Estado.
Intervenção social junto a essa população.
Intersetorialidade, particularmente das áreas de trabalho e renda.
Estratégias e políticas públicas articuladas e complementares do
Estado.
Alocação de recursos especí�cos.
Debate público visando à sensibilização da sociedade.
Alternativa: C 
Comentário: a busca da inclusão social da população adulta em situação de rua
deve ser feita através de estratégias e políticas públicas articuladas e
complementares do Estado, em parceria com a sociedade civil, em níveis
federal, estadual e municipal.
Pergunta 2
Analise a a�rmativa e responda: 
“A população em situação de rua encerra em si o trinômio exprimido pelo termo exclusão:
UNIP EAD BIBLIOTECAS MURAL DO ALUNO TUTORIAISCONTEÚDOS ACADÊMICOS
0,5 em 0,5 pontos
0,5 em 0,5 pontos
talita.cardia @unipinterativa.edu.br
Resposta
Selecionada:
d. 
Respostas: a. 
b. 
c. 
d. 
e. 
Feedback
da
resposta:
expulsão, desenraizamento e privação. ” 
Segundo a de�nição de cientistas sociais, exclusão social relaciona-se com:
Situação extrema de ruptura de relações familiares e afetivas.
Participação social efetiva.
Desmembramento da família.
Desemprego temporário.
Situação extrema de ruptura de relações familiares e afetivas.
Nenhuma das alternativas anteriores está correta.
Alternativa: D 
Comentário: segundo a de�nição de cientistas sociais, exclusão social relaciona-
se com situação extrema de ruptura de relações familiares e afetivas, além de
ruptura total ou parcial com o mercado de trabalho e de não participação social
efetiva.
Pergunta 3
Resposta
Selecionada:
d.
Respostas: a. 
b.
c.
d.
e.
Feedback
da
resposta:
As visões estigmatizantes da sociedade civil e também do Estado sobre a população em
situação de rua costumavam restringir-se às:
Pulsões assistencialistas, paternalistas, autoritárias e de “higienização
social.
Mudanças econômicas e institucionais de forte impacto social.
Situações como alcoolismo, drogadição, rompimentos dos vínculos
familiares.
Perspectivas que não poderiam dar conta do complexo processo de
reinserção dessas pessoas.
Pulsões assistencialistas, paternalistas, autoritárias e de “higienização
social.
Diretrizes e rumos que possibilitassem a (re) integração dessas pessoas
às suas redes familiares.
Alternativa: D 
Comentário: essas pessoas relacionam-se com a rua, segundo parâmetros
temporais e identitários diferenciados, com os vínculos familiares, comunitários
ou institucionais presentes e ausentes. 
Possuem a característica de estabelecer no espaço público da rua seu palco de
relações privadas, o que as caracteriza como “população em situação de rua” e
a sociedade costumava restringir-se às pulsões assistencialistas, paternalistas,
autoritárias e de “higienização social”, no sentido da limpeza dos locais
públicos.
0,5 em 0,5 pontos
Pergunta 4
Resposta
Selecionada:
b.
Respostas: a. 
b.
c. 
d.
e. 
Feedback
da
resposta:
Conforme se lê no Plano Nacional de Promoção, Proteção e Defesa do Direito de Crianças e
Adolescentes à Convivência Familiar e Comunitária: 
“Ou seja, a família nuclear tradicional, herança da família patriarcal brasileira, deixa de ser o
modelo hegemônico e outras formas de organização familiar. ” 
  
Podemos então a�rmar que:
Na família podem ser exercidos os mais diversos arranjos familiares e
contextos socioculturais.
A família é estática.
Na família podem ser exercidos os mais diversos arranjos familiares e
contextos socioculturais.
Família nuclear é um modelo ideal de família.
A família não é a célula base de políticas públicas, lugar de realizações
individuais plenas.
A família pode ser às vezes lugar de realizações individuais plenas.
Alternativa: B 
Comentário: a família nuclear tradicional, herança da família patriarcal
brasileira, deixa de ser o modelo hegemônico e outras formas de organização
familiar, inclusive com expressão histórica, passam a ser reconhecidas,
evidenciando que a família não é estática e que suas funções de proteção e
socialização podem ser exercidas nos mais diversos arranjos familiares e
contextos socioculturais, refutando-se, assim, qualquer ideia preconcebida de
modelo familiar “normal”.
Pergunta 5
Resposta Selecionada: e. 
Respostas: a. 
b. 
c. 
d. 
e. 
Em 1993, o Congresso Nacional aprovou a Lei Orgânica da Assistência Social (LOAS), que
regulamentou os artigos 203 e 204 da Constituição Federal, “reconhecendo a Assistência
Social como política pública, direito do cidadão e dever do Estado, além de garantir a
universalização dos direitos sociais”. 
De acordo com a nova legislação, portanto, o poder ______________________ passou a ter a
tarefa de manter serviços e programas de atenção à população de rua, garantindo padrões
básicos de dignidade e não violência. 
Complete a frase corretamente:
Público municipal.
Privado.
Das ONGs.
Público federal.
Público estadual.
Público municipal.
0,5 em 0,5 pontos
0,5 em 0,5 pontos
Feedback
da
resposta:
Alternativa: E 
Comentário: de acordo com a nova legislação, portanto, o poder público
municipal passou a ter a tarefa de manter serviços e programas de atenção à
população de rua, garantindo padrões básicos de dignidade e não violência na
concretização de mínimos sociais e dos direitos de cidadania a esse segmento
social.
Pergunta 6
Resposta
Selecionada:
a.
Respostas: a.
b.
c.
d.
e.
Feedback
da
resposta:
Mesmo em face da diversidade de motivações de ida à rua e de situações que caracterizam
as situações de rua, utiliza-se no âmbito do Ministério do Desenvolvimento Social e
Combate à Fome, para �ns instrumentais, a seguinte de�nição para moradores de rua:
Grupo populacional heterogêneo, caracterizado por sua condição de
pobreza extrema, pela interrupção ou fragilidade dos vínculos familiares e
pela falta de moradia convencional regular.
Grupo populacional heterogêneo, caracterizado por sua condição de
pobreza extrema, pela interrupção ou fragilidade dos vínculos familiares e
pela falta de moradia convencional regular.
São pessoas compelidas a, às vezes, habitar logradouros públicos (ruas,
praças, cemitérios etc.).
Grupo populacional heterogêneo que tem em comum o desemprego,
vínculos familiares quebrados ou interrompidos.
Grupo populacional heterogêneo que tem em comum utilizar abrigos e
albergues para pernoitar.
Grupo populacional heterogêneo sem moradia convencional regular, tendo
a rua como o espaço de moradia.
Alternativa: A 
Comentário: utiliza-se no âmbito do Ministério do Desenvolvimento Social e
Combate à Fome, para �ns instrumentais, a seguinte de�nição: 
“Grupo populacional heterogêneo, caracterizado por sua condição de pobreza
extrema, pela interrupção ou fragilidade dos vínculos familiares e pela falta de
moradia convencional regular. São pessoas compelidas a habitar logradouros
públicos (ruas, praças, cemitérios etc.), áreas degradadas (galpões e prédios
abandonados, ruínas etc.) e, ocasionalmente, utilizar abrigos e albergues