Fichas de acompanhamento e regência
187 pág.

Fichas de acompanhamento e regência


DisciplinaEstágio Supervisionado Pedagogia132 materiais413 seguidores
Pré-visualização27 páginas
110 
 
ANEXO 3 
 
MODELO DE PLANO DE AULA 
PLANO DE AULA 
 
DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 
Nome da Escola: Escola Municipal Joaquim Perpétuo 
Professor: Marli Guerra Vieira 
Nível/Ano: Infantil 5B 
Período: Vespertino 
Número de alunos: 25 
Data: 15 / 04 / 2019 
 
 
TEMA: Espelho, espelho meu! 
 
OBJETIVOS 
Identificar partes do corpo 
 
CONTEÚDO 
Necessidades, autocuidado, apreciação sobre o corpo 
 
METODOLOGIA 
Prepare a base dos espelhos de papelão (um para cada aluno) e proponha que 
cada um personalize o seu, apreciando e cuidando de seu molde usando 
canetas hidrográficas coloridas. 
 
 
111 
 
RECURSOS 
Moldes de espelhos feitos de papelão e canetas hidrográficas. 
 
AVALIAÇÃO 
Durante a proposta observe como os alunos agem umas com as outras e se 
conseguem perceber as diferenças entre suas características físicas e de seus 
colegas. 
 
REFERÊNCIAS 
 
CUNHA, Susana Rangel Vieira da (Org.). Cor, som e movimento: a expressão plástica, 
musical e dramática no cotidiano da criança. Porto Alegre: Mediação, 2001. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
112 
 
ANEXO 3 
 
MODELO DE PLANO DE AULA 
PLANO DE AULA 
 
DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 
Nome da Escola: Escola Municipal Joaquim Perpétuo 
Professor: Marli Guerra Vieira 
Nível/Ano: Infantil 5B 
Período: Vespertino 
Número de alunos: 25 
Data: 16 / 04 / 2019 
 
 
TEMA: Minha identidade. 
 
OBJETIVOS 
Expressar ideias, desejos e sentimentos sobre suas vivencias. 
 
CONTEÚDO 
Ideia, desejos e vivencias. 
 
METODOLOGIA 
Organize as crianças em uma roda e mostre a elas a carteira de identidade, 
enquanto o documento circula pelo grupo, pergunte se já tinham visto algo 
parecido. Fale da impressão digital que é usada para identificar as pessoas e 
conte que o documento também e conhecido no Brasil como Registro Geral 
ou RG. 
 
113 
 
Convide as crianças para fazer uma carteira de identidade gigante 
desenhando-as no lugar da foto. 
 
RECURSOS 
Carteira de identidade original, folhas de sulfite e canetas hidrográficas. 
 
AVALIAÇÃO 
Pelo compartilhamento das percepções motivadas por essa experiencia, contatar 
até que ponto os alunos percebem semelhanças e diferenças 
 
REFERÊNCIAS 
 
JOLIBERT, Josette; JACOB, Jeannette et al. Além dos muros da escola: a escrita 
como ponte entre alunos e comunidade. Porto Alegre: Artmed, 2006 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
114 
 
ANEXO 3 
 
MODELO DE PLANO DE AULA 
PLANO DE AULA 
 
DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 
Nome da Escola: Escola Municipal Joaquim Perpétuo 
Professor: Marli Guerra Vieira 
Nível/Ano: Infantil 5B 
Período: Vespertino 
Número de alunos: 25 
Data: 17 / 04 / 2019 
 
 
TEMA: Quem é? 
 
OBJETIVOS 
Ampliar às relações interpessoais vendo atitudes de cooperação. 
 
CONTEÚDO 
Atitudes de cooperação e participação. 
 
METODOLOGIA 
Organize as crianças em círculo e proponha que brinquem de detetive. O 
detetive, de olhos vendados, deve identificar apenas pela voz e características. 
Dê a chance a turma de observar os colegas atentando-se a características 
pessoais. Sem ver nada o detetive pergunta: \u201cQuem é?\u201d. O outro aluno 
 
115 
 
responde simplesmente \u201cSou eu!\u201d. O detetive pode fazer mais duas perguntas 
para o seu interlocutor para reunir mais pistas. 
 
RECURSOS 
Tampão ocular ou faixa de pano. 
 
AVALIAÇÃO 
Essa atividade ajuda os alunos a reconhecer as semelhanças e diferenças. 
Conhecer-se e conhecer o outro, respeitando características e peculiaridades. 
 
REFERÊNCIAS 
 
QUEIROZ,Tânia Dias; MARTINS, João Luiz. Jogos e brincadeiras de A a Z. São 
Paulo: Editora Rideel, 2002 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
116 
 
ANEXO 3 
 
MODELO DE PLANO DE AULA 
PLANO DE AULA 
 
DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 
Nome da Escola: Escola Municipal Joaquim Perpétuo 
Professor: Marli Guerra Vieira 
Nível/Ano: Infantil 5B 
Período: Vespertino 
Número de alunos: 25 
Data: 21 / 04 / 2019 
 
 
TEMA: Desenho coletivo. 
 
OBJETIVOS 
Expressar ideias, desejos e sentimentos sobre suas vivências. 
 
CONTEÚDO 
Ideias, desejos e sentimentos por meio de desenhos e outras formas de 
expressão. 
 
METODOLOGIA 
Organize os alunos em pequenos grupos, oferecendo uma folha de sulfite para 
cada, identificada com o respectivo nome. Convide os alunos a revelar a 
brincadeira preferida a seus colegas de grupo, depois de todos ter falado peça 
que a desenhem na folha. Alguns minutos interrompa e peça que troquem de 
 
117 
 
folha com o colega de grupo, em seguida cada aluno dá sequencia no desenho 
recebido. Alguns minutos interrompa novamente e faça o mesmo até todos os 
componentes do grupo contribuir em todos os desenhos. 
 
RECURSOS 
Folhas de sulfite e canetas hidrográficas. 
 
AVALIAÇÃO 
Fique atento a participação dos alunos, intervindo de modo que todos expressem 
suas preferências. Se alguém recusar a falar para turma toda, solicite auxilio dos 
colegas do grupo de que participa; apoiada por eles talvez esse aluno mais tímido 
se sinta confiante e seguro. 
 
REFERÊNCIAS 
 
Barbosa, Ana Mae (Org). Inquietações e mudanças do ensino da arte. São Paulo: 
Cortez, 2002. 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
118 
 
ANEXO 3 
 
MODELO DE PLANO DE AULA 
PLANO DE AULA 
 
DADOS DE IDENTIFICAÇÃO 
Nome da Escola: Escola Municipal Joaquim Perpétuo 
Professor: Marli Guerra Vieira 
Nível/Ano: Infantil 5B 
Período: Vespertino 
Número de alunos: 25 
Data: 22 / 04 / 2019 
 
 
TEMA: Lenda Africana 
 
OBJETIVOS 
Recontar histórias ouvidas. 
 
CONTEÚDO 
Histórias ouvidas definindo o contexto e a estrutura da história. 
 
METODOLOGIA 
Reúna a turma em uma roda de leitura, apresente as imagens do avestruz e do 
antílope e pergunte se já viram esses animais. Incentive comentários, de modo 
a levar os alunos a compartilharem o que sabem desses animais. Podem imitar 
os movimentos dos animais, dizer do que se alimentam, onde vivem, suas 
características corporais entre outras informações e curiosidades. Leia a lenda 
 
119 
 
\u201cOs chifres do avestruz\u201d. Depois de contar a história, pode ser contada mais 
de uma vez proponha que recontem a história. 
 
RECURSOS 
Imagens do avestruz e antílope retirados da internet e a lenda \u201cOs chifres do 
avestruz.\u201d 
 
AVALIAÇÃO 
Durante o reconto e a dramatização observe se os alunos demonstram conhecer a 
sequência de ações, compreendendo-a e identificando os personagens. Perceber 
também se os alunos dão conta que a história não tem qualquer compromisso com 
a Ciência e a explicação dos chifres para a defesa do antílope. 
 
REFERÊNCIAS 
 
RIBÓN, Marta. África: atividades divertidas para crianças. São Paulo: Ciranda 
Cultural, 2008. (Descubra o mundo). 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
120 
 
ANEXO 3 
 
MODELO DE PLANO DE AULA 
PLANO DE AULA 
 
DADOS DE IDENTIFICAÇÃO