ATIVIDADE ESTRUTURADA DE MORFOLOGIA58298
7 pág.

ATIVIDADE ESTRUTURADA DE MORFOLOGIA58298


DisciplinaMorfologia da Língua Portuguesa199 materiais3.505 seguidores
Pré-visualização2 páginas
Universidade Estácio de Sá
	
Curso Licenciatura em Português Língua Portuguesa
Disciplina Morfologia
Professor (a) João Mendes Filho
Atividade Atividade estruturada de Morfologia
Aluna Maria de Lourdes Coelho Assunção
Matrícula 201903085896
Pólo Divinópolis MG
Data 11-11-2019
ATIVIDADE ESTRUTURADA DE MORFOLOGIA
Introdução
Essa pesquisa tem por base a definição de verbo segundo os gramáticos mais conceituados no meio das letras.
O verbo é uma das palavras mais importantes do nosso idioma. Conhecê-lo bem e empregá-lo adequadamente é uma das metas do ensino da língua portuguesa.
Conceito
Uma forma verbal é constituída por radical, desinências, vogal temática.
Radical ou lexema: onde se concentra o significado do verbo. Repete-se em todas as formas, salvo nos verbos irregulares:
Cantei, cantaste, cantou
Desinências: indica o modo, o tempo, o número e a pessoa:
Falássemos
-sse-: desinência modo-temporal (subjuntivo-pretérito imperfeito) 
-mos: desinência número-pessoal (1ª pessoa do plural) 
Vogal temática: além de permitir a ligação do radical com as desinências, indica a que conjugação o verbo pertence:
Falaste \u2013 a \u2013 1ª conjugação (verbo falar);
Vendeste \u2013 e \u2013 2ª conjugação (verbo dever);
Partiste \u2013 i \u2013 3ª conjugação (verbo partir).
Conjugação verbal Existe três conjugações verbais:
A primeira tem como vogal temática o 'a' - cantar, pular, etc.
 A Segunda tem como vogal temática o 'e' - vender, comer, etc. nesta conjugação, inclui-se o verbo pôr e seus derivados - repor, compor, etc., cuja vogal temática desapareceu na passagem do latim para o português, mas cujos resquícios ficaram em algumas formas e palavras derivadas.
A terceira tem como vogal temática o 'i' - partir, dividir, etc. Conjugar um verbo é dizê-lo em todas as suas formas, isto é, nas diversas pessoas, tempos, modos, vozes, de acordo com o modelo de sua conjugação.
 Pessoas Há três pessoas abordadas em duas situações: singular e plural. Eu ,Tu , Ele = 1.ª,2.ª, 3.ª pessoa do singular Nós Vós Eles =1.ª,2.ª, 3.ª pessoa do singular .
Tempos são as variações que indicam o momento em que se dá o fato expresso pelo verbo.
 Há três tempos:
 a) Presente = fato ocorrido no momento que se fala. 
 b) Pretérito = fato ocorrido antes .
 c) Futuro = fato que ocorrerá depois 
O pretérito subdivide-se em: perfeito, imperfeito, mais que perfeito 
a) Perfeito = ação acabada - eu li o livro. 
b) Imperfeito = ação inacabada no momento a que se refere à narração - eu olhava o mar.
 c) Mais que perfeito = ação acabada, ocorrida antes de outro fato do passado - ela dividira a turma.
 O futuro subdivide-se em: futuro do presente e futuro do pretérito 
a) Futuro do presente = refere-se a um fato imediato e certo - comprarei ingressos. 
b) Futuro do pretérito = pode indicar condição, referindo-se a uma ação futura, vinculada a um momento já passado - eles gostariam de convidá-la para sair. 
Modos
Modos são as diferentes formas que toma o verbo para indicar a atitude do falante em
relação ao fato. Há três modos: indicativo, subjuntivo e imperativo. 
a) Indicativo: apresenta o fato de uma maneira real, certa, positiva - eu estudo agora.
 b) Subjuntivo: pode exprimir um desejo e apresenta o fato como possível ou duvidoso - queria que me levasses ao teatro. 
c) Imperativo: exprime ordem, conselho ou súplica - limpa a cozinha, Maria. Além dos três modos citados, há as formas nominais ou verbóides, assim chamadas por que têm também a natureza de nomes. 
Não fazem parte de um modo em si e são três : 
1. Infinitivo: lembra um substantivo ou verbo com sentido indefinido. Subdivide-se em impessoal e pessoal.
 a) Impessoal - não flexionado. Ex.: viver é bom.
 b) Pessoal - flexionado. Ex.: é útil pesquisarmos.
 2. Gerúndio: funciona como um advérbio ou adjetivo. Ex.: água fervendo. 3. Particípio: funciona na formação de tempo compostos e como adjetivo. Ex.: tinham aplaudido o cantor.
 Número: Quanto ao número de pessoas em que os verbos são empregados, eles classificam-se em: 
a) Unipessoais Empregam-se só na terceira pessoa, e são: Os verbos que se regeram a vozes de animais. Exemplo: O sapo coaxa na água parada. Os verbos que indicam necessidade, conveniência, sensação, costume Os verbos concernir, acontecer, grassar, assentar, constar, conforme os exemplos. 
b) Impessoais São os verbos que não possuem sujeito e, por isso, são conjugados só na terceira pessoa do singular. 
Os verbos impessoais são os seguintes: Exprimem fenômenos da natureza, como: alvorecer, amanhecer, anoitecer, chover, orvalhar, nevar, relampejar, trovejar, ventar, etc. Estar, quando indica situação de tempo. Ser, quando indica tempo. Certos verbos que indicam necessidade, conveniência ou sensação, quando regidos de preposição, em frases do tipo: Basta de provocações! 
c) Pessoais São aqueles verbos conjugados nas diversas pessoas. Exemplos: Eu me comunico. Tu danças. Ele viaja.
Conclusão
Os verbos são palavras fundamentais na comunicação oral e escrita; por isso cabe a nós buscar conhecimento, entendimento e sempre recordá-los. 
Baseado nas definições teóricas de gramáticos conceituados evidência-se os seguintes conceitos:
 Evanildo Bechara em sua gramática ao definir verbo utiliza uma linguagem bastante teórica, implícita ao olhar de uma pessoa sem base teórica na língua portuguesa.
 Celso Cunha : em sua gramática expressa conhecimentos em forma culta, mas de fácil compreensão. 
verbos são palavras fundamentais na comunicação oral e escrita; por isso cabe a nós buscar conhecimento, entendimento e sempre recordá-los.
Depreensão de fonemas nas formas verbais :
Verbo DANÇAR
 Presente do indicativo			 
	R
	VT
	DMT
	DNP
	danço
	danço
	danço
	danço
	danças
	danças
	danças
	danças
	dança
	dança
	dança
	dança
	dançamos
	dançamos
	dançamos
	dançamos
	dançais
	dançais
	dançais
	dançais
	dançam
	dançam
	dançam
	dançam
Pretérito imperfeito do indicativo
	R
	VT
	DMT
	DNP
	dançava
	dançava
	dançava
	dançava
	dançavas
	dançavas
	dançavas
	dançavas
	dançava
	dançava
	dançava
	dançava
	dançávamos
	dançávamos
	dançávamos
	dançávamos
	dançáveis
	dançáveis
	dançáveis
	dançáveis
	dançavam
	dançavam
	dançavam
	dançavam
Verbo BEBER
Pretérito perfeito do Indicativo 	 Pretérito mais que perfeito do Indicativo
	R
	VT
	DMT
	DNP
	R
	VT
	DMT
	DNP
	bebi
	bebi
	bebi
	bebi
	bebera
	bebera
	bebera
	bebera
	bebeste
	bebeste
	bebeste
	bebeste
	beberas
	beberas
	beberas
	beberas
	bebeu
	bebeu
	bebeu
	bebeu
	bebera
	bebera
	bebera
	bebera
	bebemos
	bebemos
	bebemos
	bebemos
	beberemos
	beberemos
	beberemos
	beberemos
	bebestes
	bebestes
	bebestes
	bebestes
	bebêreis
	bebêreis
	bebêreis
	bebêreis
	beberam
	beberam
	beberam
	beberam
	beberam
	beberam
	beberam
	beberam
Verbo SUBIR
 Futuro do presente do indicativo	 
	R
	VT
	DMT
	DNP
	subirei
	subirei
	subirei
	subirei
	subirás
	subirás
	subirás
	subirás
	subira
	subira
	subira
	subira
	subiremos
	subiremos
	subiremos
	subiremos
	subireis
	subireis
	subireis
	subireis
	subirão
	subirão
	subirão
	subirão
Futuro do subjuntivo
	R
	VT
	DMT
	DNP
	Quando eu subir
	Quando eu subir
	Quando eu subir
	Quando eu subir
	Quando tu subires
	Quando tu subires
	Quando tu subires
	Quando tu subires
	Quando ele subir
	Quando ele subir
	Quando ele subir
	Quando ele subir
	Quando nós subirmos
	Quando nós subirmos
	Quando nós subirmos
	Quando nós subirmos
	Quando vós subirdes
	Quando vós subirdes
	Quando vós subirdes
	Quando vós subirdes
	Quando eles subirem
	Quando eles subirem
	Quando eles subirem
	Quando eles subirem
Verbo VENCER