CASOS CONCRETO DE PENAL III
19 pág.

CASOS CONCRETO DE PENAL III


DisciplinaDireito Penal III7.968 materiais63.781 seguidores
Pré-visualização7 páginas
CASOS CONCRETO DE PENAL III
CASO 01
Filho acusado de concretar a mãe em armário é condenado por júri. Disponível em: Homem foi condenado a 27 anos de prisão; motivo do crime seria seguro de vida, segundo promotoria. O filho acusado de matar e concretar a mãe em um armário, em Porto Alegre, em maio de 2015, foi condenado a 27 anos de reclusão. A condenação ocorreu na última segunda-feira, 19, durante um júri que durou quase 12 horas. A sentença proferida pela juíza Karen Luise Boa nova. O Ministério Público acusou Ricardo Jardim de matar a mãe, Vilma Jardim, de 74 anos, e concretá-la em um armário feito sob medida para a ocultação do cadáver. Segundo a promotoria, o motivo do crime seria um seguro de vida deixado pelo pai em nome da mãe. Durante o júri, o filho negou o crime. Segundo ele, os dois discutiram e ela pegou uma faca na cozinha e perfurou a própria garganta e a cabeça. Antes de morrer, teria feito carinho na mão do filho para acalmá-lo, segundo o depoimento dele. A discussão teria ocorrido porque ele acusou a mãe de alterar a dosagem de remédios e causar a morte do pai. Conforme o Tribunal de Justiça, o laudo mostrou 13 golpes e o réu confessou três. Diante do caso concreto apresentado, responda de forma objetiva e fundamentada, às questões formuladas: 
a) Com base nos estudos sobre os crimes contra a vida, tipifique a conduta do agente.
HOMICIDIO QUALIFICADO COM MOTIVO TORPE , SENDO A VITIMA IDOSA , CAUSA O AUMENTO DA PENA , FORMA CRUEL .
 b) Quais os elementos caracterizadores do feminicídio? Aplicam-se ao caso concreto?
NÃO, SE APLICA AO CASO CONCRETO ( ART 121 § 2º, VI,§ 2º A, § 7º) QUE CARACTERIZA O FEMINICIDEO.POIS A MOTIVAÇÃO PARA A EMPREITADA CRIMINOSA FOI PARA UMA QUESTÃO ECONÔMICA.
 c) São aplicáveis os institutos repressores da lei de crimes hediondos (lei n.8072/1990)? 
SIM, LEI 8.072/90 CRIMES HEDIONDOS.
QUESTÃO OBJETIVA. Com relação ao delito de homicídio, analise as assertivas abaixo e assinale a opção correta:
 I. É possível que o homicídio seja qualificado-privilegiado, desde que as qualificadoras sejam de natureza subjetiva. 
II. A descrição típica do homicídio funcional se caracteriza como norma penal do mandato em branco. 
III. O crime de homicídio admite interpretação analógica no que diz respeito à qualificadora que indica meios e modos de execução desse crime. 
IV. O perdão judicial pode ser aplicado em caso de homicídio culposo ou privilegiado.
 Estão corretas as assertivas: 
d) Somente as assertivas II e IIII. 
CASO 02
Ana Luiza, de 19 anos, grávida de 6 semanas de seu namorado Felipe, 20 anos e com a finalidade de praticar um aborto conversou com várias amigas até ser convidada para ingressar em um grupo secreto de WhatsApp que gerencia a prática de abortos clandestinos. Soube por meio do grupo a forma com a qual poderia adquirir o medicamento cytotec e solicitou ao namorado que o comprasse, pois não dispunha do valor cobrado. Felipe realizou o depósito bancário de R$1.000,00 e o medicamento foi entregue, via correio, na residência de Ana Luiza que resolveu ingeri-lo durante a madrugada no mesmo dia. Das fortes contrações sofridas e consequente hemorragia após a expulsão incompleta do feto e placenta, Ana Luiza necessitou ser socorrida de emergência para fins de realização de uma curetagem. Na clínica na qual foi atendida não havia médico de plantão, razão pela qual Ana Luiza foi socorrida por uma enfermeira que necessitou realizar as manobras abortivas das quais culminaram a ablação do útero. Ante o exposto, com base nos estudos realizados sobre os crimes contra a vida, responda de forma objetiva e fundamentada às questões: 
a) Qual a correta tipificação das condutas de Ana Luiza e Felipe? 
ELA: AUTO ABORTO ( ART 124) E PERMITIR QUE OUTRO A COMETA.
ELE: CORRESPONDE COMO CO- AUTOR DO ABORTO, FORNECEU A ELA RECURSO PARA TOMAR O MEDICAMENTO ABORTIVO. ( É DISCUTÍVEL ESSE CASO CONCRETO)
b) Com relação à ablação do útero em decorrência do procedimento abortivo, Felipe poderia ser responsabilizado pelo resultado mais gravoso? 
NÃO, POIS ELE É CO AUTOR DA CONDUTA DELA, NÃO SE APLICA A FORMA QUALIFICADA.
c) A conduta da enfermeira tem relevância jurídico-penal? 
NÃO, DIANTE DE UMA SITUAÇÃO DE PERIGO A ENFERMEIRA NÃO TERIA UMA OURTA FORMA DE AGIR PARA SALVAR A VIDA DE ANA LUIZA.
QUESTÃO OBJETIVA. Com relação aos delitos contra a vida, analise as assertivas abaixo e assinale a opção correta:
 I. Suponha que uma agente forneça a um amigo um poderoso veneno de rato para que ele o utilize como meio para seu suicídio. Caso ele venha a ingerir o veneno, mas sobreviva com lesões corporais graves é correto afirmar que a conduta e quem forneceu o veneno se configura como tentativa de homicídio.
 II. A sentença concessiva do perdão judicial é meramente declaratória de extinção de punibilidade e não gera reincidência. 
III. Agente que, depois de iniciado parto caseiro, mas antes de completá-lo, sob influência do estado puerperal, mata o próprio filho pratica o crime de infanticídio. 
IV. Se a mãe não quis ou assumiu o risco da morte do filho, não se configura crime de infanticídio, em qualquer das formas, eis que inexiste para o crime de infanticídio forma culposa. 
V. O ?aborto com consentimento? da gestante constitui exceção à teoria monística adotada pelo Código Penal. Estão corretas as assertivas: 
b) II, III e IV E V
CASO 03
No dia 20 de fevereiro do corrente ano, por volta das 09:30h, Jonas agrediu fisicamente sua ex-mulher Alaíde na presença de seu filho Bruno, de 12 anos. Conforme relatado em sede judicial por Alaíde e confirmado por seu filho, Jonas foi à casa de sua ex-mulher para acertar questões financeiras (relativas ao pagamento da pensão do filho), oportunidade em que, após a vítima ter falado algo que desagradou-o, o mesmo torceu o braço da vítima e atirou-a contra o muro, razão pela qual a mesma caiu ao chão, além de proferir-lhe xingamentos. Dos fatos, Alaíde restou arranhada na mão, no joelho e nas costas, conforme laudo do exame de corpo de delito. Ainda em sede judicial, Alaíde referiu que o ex-marido possui personalidade agressiva e que este seria o motivo do término do relacionamento. Ante o exposto, com base nos estudos realizados sobre os crimes contra a pessoa, responda de forma objetiva e fundamentada às questões formuladas.
 a) Qual a correta tipificação da conduta de Jonas? 
LESÃO CORPORAL LEVE
b) Pode Jonas alegar a exclusão da tipicidade material da conduta pela incidência do princípio da insignificância?
NÃO, POIS É CASO TIPICO DE AGRESSSÃO FAMILIAR, APLICA- SE A LEI MARIA DA PENHA E NÃO PODE PODENDO ESPECIFIVCAR COM O PRINCIPIO DA INSIGNIFICÂNCIA 
 c) É cabível a substituição de pena privativa de liberdade por pena restritiva de direitos?
NÃO, POIS A LEI MARIA DA PENHA NÃO PODE SER SUBSTITUIDA POR PENAS ALTERNATIVAS.
 d) No caso apresentado, foi necessária a representação de Alaíde para que o Ministério Público deflagrasse a ação penal? 
A LEI 9.099/95 EXIGE A REPRESENTAÇÃO DO INDIVIDUO, POREM A LEI MARIA DA PENHA NÃO TEM DIREITO A SUBSTITUIÇÃO DE PENA.
QUESTÃO OBJETIVA. Com relação aos delitos contra a pessoa, analise as assertivas abaixo e assinale a opção correta: Estão corretas as assertivas: 
I. Além das hipóteses do Código Penal e da legislação especial, dependerá de representação a ação penal relativa aos crimes de lesões corporais leves, ainda que decorram de violência doméstica contra a mulher.
 II. A incapacidade para as ocupações habituais por mais de 30 dias é espécie de lesão corporal de natureza grave, sendo que as referidas ocupações não condizem apenas com a atividade laboral exercida pela vítima na ocasião, abrangendo qualquer outra atividade costumeira, moral ou imoral, desde que lícita. 
III. Ao crime de lesão corporal culposa previsto no Código de Trânsito não se aplica o instituto do perdão judicial por ausência de expressa previsão legal. POR ANALOGIA TEM O PERDÃO NA JURISPRUDENCIA.
 IV. Se a lesão for praticada contra integrante do sistema prisional em decorrência condição,
Marcelo
Marcelo fez um comentário
respostas erradas
0 aprovações
Laryssa
Laryssa fez um comentário
Ótimo conteúdo
1 aprovações
Carregar mais