Soceidade Educação e cultura - Dissertativa FINAL - uniasselvi
1 pág.

Soceidade Educação e cultura - Dissertativa FINAL - uniasselvi


DisciplinaProva <strong>homem e Sociedade</strong>27 materiais141 seguidores
Pré-visualização1 página
1.
	A disciplina de Sociologia surgiu em um contexto de necessidade de superação de uma sociedade que tinha por base econômica a agricultura, regime político, a monarquia, e como ideologia cultural a tradição religiosa cristã, em favor do avanço das concepções urbanas, republicanas e laicas da sociedade. Para tanto, para se consolidar enquanto ciência, foi preciso especificar o campo e objeto de estudos, pressupostos metodológicos e categorias interpretativas. Conceitue Sociologia, tendo como enfoque o comportamento humano na dimensão/esfera social (indivíduo, família, trabalho, escola, cultura, sociedade).
	Resposta Esperada:
A Sociologia tem por preocupação abordar as relações sociais constituídas pelo homem, como essas relações influenciam o comportamento das pessoas e como as sociedades, fruto de tais comportamentos e relações, desenvolvem-se, transformam-se e mudam.
Um dos principais objetivos da Sociologia está em compreender o ser humano na relação que ele estabelece com a sociedade, nas mais diversas formas e organizações que compõem a sociedade. Nesse sentido, a vida do homem deve ser entendida no contexto de sua vida social e de que somos seres sociais influenciados pela interação e troca, pelos padrões sociais, culturais e pelo próprio processo de sociabilidade.
	2.
	Trata-se de tema usual nós encontrarmos afirmações que defendem a educação como um dos caminhos para que os indivíduos possam fazer parte do mercado de trabalho, assim como que a educação deve preparar para cidadania, formando indivíduos críticos. Nesse contexto, disserte sobre os desafios que a educação assume em nossa época.
	Resposta Esperada:
O mercado de trabalho é marcado por inovações técnicas, o que por sua vez promove a extinção e surgimento de atividades e profissões. Por outro lado, a educação se apresenta como frágil, desde o Ensino Fundamental, o que repercutirá na má formação humanística e baixa qualificação da mão de obra; gerando desemprego, criminalidade e violência. Diante deste cenário, a educação e formação da mão de obra podem contribuir com soluções criativas e viáveis economicamente e trabalhar num contexto de alta tecnologia, automação industrial, de mudanças e insegurança constantes, e até, quem sabe, de economia solidária, cooperativismo e associativismo.