Buscar

Aula Gêneros Jornalísticos

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 3, do total de 24 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 6, do total de 24 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você viu 9, do total de 24 páginas

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Prévia do material em texto

Gêneros jornalísticos
Disciplina: Fundamentos 
do Jornalismo
Prof.ª Paula Miranda
O início
• A primeira tentativa de classificação dos textos jornalísticos
aconteceu no século 18, na Inglaterra. Samuel Buckeley resolveu
separar o conteúdo do jornal Daily Courant em news (notícias) e
comments (comentários).
• A partir do século 19, com essa separação implantada pioneiramente
nos jornais norte-americanos, vários outros países passam a tentar
sistematizar o conteúdo de seu Jornalismo, classificando-o em
determinados gêneros.
Os gêneros no Brasil
• No Brasil, o primeiro estudioso a
classificar o conteúdo do nosso
Jornalismo em gêneros foi o
pernambucano Luiz Beltrão (foto
preto e branco).
• Depois dele, José Marques de Melo
(discípulo de Beltrão), também
propôs uma classificação, que é
seguida hoje pela maioria de nossos
veículos jornalísticos.
Classificação dos gêneros jornalísticos
• No Brasil, podemos dividir a questão do gêneros em: 
• 1 - Jornalismo Informativo 
• 2 - Jornalismo Opinativo 
• 3 - Jornalismo Interpretativo
• 4 – Jornalismo Diversional
• 5 – Jornalismo Utilitário 
Jornalismo informativo
• Inclui os gêneros que correspondem ao universo da informação, ou
seja, que descrevem ou aprofundam um fato noticiável.
• Pressupõe objetividade e imparcialidade.
• Não deve conter a visão de mundo do jornalista que produziu o texto,
tampouco da empresa jornalística.
• Os textos do gênero informativo se estruturam a partir um referencial
exterior à empresa jornalística, ou seja, sua formação não depende
do veículo de comunicação, mas da eclosão dos acontecimentos no
mundo exterior.
Jornalismo informativo
• Os gêneros informativos são: 
• Nota 
• Notícia 
• Reportagem 
• Entrevista (que pode ser encontrada nos formatos: relato ou pingue-
pongue) 
Nota
• Texto curto (máximo de 10 linhas) que traz as informações básicas
sobre o fato, sem aprofundamento (normalmente não traz aspas).
• Ou traz um registro rápido de um fato que já ocorreu (e só mereceu o
registro, pois não teve muita relevância perto de outros fatos
transformados em notícia pelo veículo de comunicação)
• Ou relata brevemente algo que está prestes a acontecer (nesse caso o
relato é curto, pois ainda não há muitas informações a respeito do
fato).
Notícia 
• É o texto-chave de qualquer veículo jornalístico. Boa parte do 
conteúdo dos veículos jornalísticos é formado por notícias. 
• Trata-se do relato integral do fato, de maneira objetiva e com pelo 
menos um aprofundamento (uma fonte entrevistada). 
• É um texto maior do que a nota. 
• Normalmente está restrita ao factual. 
Reportagem
• Vai além do factual, aprofundando o fato, trazendo declarações de 
todos os envolvidos nele. 
• É um texto de maior fôlego que exige que o jornalista acompanhe o 
fato de perto, investigando suas causas e efeitos na sociedade. 
• Pode ser dividida em diferentes textos. 
• O texto da reportagem deve ter sempre uma abertura atrativa (lide 
mais “solto” e criativo), e não burocrático como o de uma notícia. 
• Esse gênero está mais presente nas revistas e até em sites de notícias 
que aprofundam o fato que nos jornais diários. 
Entrevista
• Pode ser em forma de relato, privilegiando um ou mais protagonistas
de um fato.
• Pode ser a famosa entrevista “pingue-pongue”. Publicada na forma de
perguntas e respostas. Exige texto introdutório contendo a
informação de mais impacto, breve perfil do entrevistado e outras
informações, como local, data e duração da entrevista e resumo do
tema abordado. Eventualmente, algumas dessas informações podem
ser editadas em texto à parte.
Jornalismo opinativo
• Inclui os textos jornalísticos que trazem UMA LEITURA DA REALIDADE
e não um retrato objetivo dela.
• Os gêneros opinativos são formados por variáveis diretamente
relacionadas à empresa jornalística e ao profissional que produz o
texto. OU PREDOMINA A VISÃO DA EMPRESA JORNALÍSTICA OU DO
AUTOR DO TEXTO.
Jornalismo opinativo
• Os gêneros opinativos são:
• Editorial
• Artigo
• Resenha/Crítica 
• Crônica
• Coluna 
• Carta do leitor
• Caricatura 
• Charge 
Editorial
• Texto no qual a empresa jornalística expressa a sua opinião sobre
fatos da realidade. Na grande imprensa não tem autoria (ninguém
assina o texto).
• Já nas publicações empresariais costuma ser assinado.
• Cuidado: não confundir editorial com editoria.
Artigo
• Texto no qual uma pessoa, geralmente um protagonista da sociedade,
defende uma tese sobre um tema ou dá a sua opinião sobre um fato
que teve grande repercussão no veículo jornalístico.
• Sempre tem uma autoria (alguém assina o texto).
• Possui a estrutura dissertativa (baseado na argumentação).
Resenha / Crítica
• Texto que avalia uma obra literária, um filme ou um trabalho artístico, 
um jogo ou um debate. 
• Primeiramente é feita uma apresentação da obra e, depois, o redator 
expõe a sua opinião (fundamentada) sobre ela. 
• É sempre assinado. 
Crônica
• Texto que se inspira em assuntos pertinentes do cotidiano, mas é 
escrito de maneira mais literária do que jornalística. 
• Realiza uma tradução livre da realidade com ironia e humor.
• É sempre assinado.
Coluna
• Espaço no qual um protagonista da sociedade dá a sua opinião, com
periodicidade, sobre um ou vários assuntos.
• Essa periodicidade pode ser semanal, quinzenal etc.
• O formato pode ser uma coluna de notas, ou com um artigo, ou com
uma crônica. Trata-se mais de um espaço gráfico que abarca um
gênero.
Carta do leitor
• Espaço no qual o leitor expressa a sua opinião sobre notícias que já
foram publicadas na imprensa.
• Este espaço é importante para o veículo, pois mostra que ele está
preocupado em se comunicar com o seu leitor, ouvindo suas
angústias e sugestões.
Caricatura
• Uso da imagem de forma satírica e humorística 
como instrumento de opinião.
• Desenho que evidencia os aspectos físicos mais 
marcantes de um personagem. 
• Retrata seres humanos ou objetos.
• É assinada. 
Charge
• Critica de maneira 
humorística um fato.
• Reproduz uma notícia 
segundo a ótica do 
desenhista.
• Desenho que ironiza 
alguém ou uma situação. 
• Também tem autoria, ou 
seja, é assinada. 
Jornalismo interpretativo
• Surgido a partir do século XX, o gênero interpretativo, de natureza
analítica, é um dos três gêneros complementares, junto com os gêneros
diversional e utilitário.
• A imprensa deveria dar sentido, contemplar os fatos, contextualizar e
analisar os dados com significação para a comunidade, sem submetê-los
aos valores pessoais ou opinativos.
• Ainda há uma confusão de formatos deste gênero, mas o que os autores
entram em comum acordo é na caracterização "pelo aprofundamento, pela
explicação e pela análise da informação".
• Apresenta como formato principal a Grande Reportagem 
• É bastante comum no Jornalismo Literário, Livro-Reportagem e no 
Jornalismo Investigativo, por exemplo. 
Jornalismo diversional
• Não bem aceito e interpretado, o gênero diversional está ligado às
funções de aproximar as instituições jornalísticas ao público, entreter,
preencher o ócio das pessoas, prender o interesse do público com
uma forma de texto diferente, geralmente extenso, mas sem perder a
veracidade das informações.
Jornalismo utilitário
• É o mais recente dos gêneros jornalísticos, também conhecido como
jornalismo de serviço, surgiu no final do século XX, e tem como objetivo
auxiliar o público, ou seja, o conteúdo jornalístico é caracterizado como um
"prestador de serviço". É formado por três aspectos:
• 1. pelas seções especializadas, destinadas a “cobrir as preocupações e
necessidades práticas do dia a dia do cidadão”
• 2. pelas “informações de atualidade sobrenumerosas questões
consideradas de interesse geral”, as quais são incorporadas pelas seções já
indicadas.
• 3. pela “incorporação da informação de serviço a textos mais
convencionais (tanto interpretativos quanto informativos)”.
• Exemplo: http://veja.abril.com.br/politica/carne-fraca-entenda-o-que-
pesa-contra-cada-frigorifico/