ensaio de traçao

ensaio de traçao


DisciplinaComplemento de Quimica Aplicada24 materiais116 seguidores
Pré-visualização1 página
Introdução 
Ensaio de tração e quando coloca-se uma certa forca para testar o alongamento do material, forçando-o ate a sua ruptura, a fase de teste conta com uma maquina de tração e de matérias que serão estado, com isso podemos definir a tenção sobre o material, com isso é usado o calcula de tensão que é a força aplicada sobre a área (\u3c3 = F / Ao) mas, a deformação que também e calculada no experimento pode ser de comprimento final menos o inicial, dividido pelo comprimento inicial (\u3b5 = (L f- Lo) / Lo) os resultados são dados pela própria maquina de ensaio e a partir dela e dos resultados e dado o diagrama de tensão x deformação .
O que é tração?
Todos os objetos físicos que estão em contato exercem forças uns sobre os outros. Damos diferentes nomes para essas forças de contato, com base nos tipos dos objetos em contato. Se um dos objetos exercendo a força for uma corda, uma corrente, ou um cabo, chamamos a força de tração.
O que é tensão? 
A força é uma ação que pode alterar o estado em repouso ou em movimento de um corpo. Consegue portanto fazer acelerar ou modificar a velocidade, a direção ou o sentido do movimento de um corpo. A tensão, por sua vez, é o estado de um corpo submetido à ação de forças opostas que o atraem.
Tipos de tensão. 
Deformação:
Em física e engenharia, a deformação de um corpo contínuo (ou de uma estrutura) é qualquer mudança da configuração geométrica do corpo que leve a uma variação da sua forma ou das suas dimensões após a aplicação de uma ação externa (solicitação), a exemplo de uma tensão ou variação térmica que altere a forma de um corpo.
Tipos de deformação:
Elástica: Deformação reversível, sem deslocamentos permanentes de átomos ou moléculas. Após o esforço mecânico, o metal volta à forma e às dimensões originais. Em outras palavras, é o regime de deformação onde não ocorre mudança dimensional permanente, isto é, com o fim do carregamento, o material volta ao estado inicial
Plástica: Plasticidade é a propriedade de um corpo mudar de forma de modo irreversível. Deformação Plástica é quando a tensão não é mais proporcional a deformação ocorrendo então a deformação não recuperável e permanente. ... Um exemplo de deformação elástica é a sofrida por uma mola ou elástico quando sujeita a tensões
Elastica 
Pratica e objetivo 
Investigar a resistência a tração para obter característica do material 
Material 
Aço 210
L=210mm
Dados do experimento 
UNIP - Sorocaba 
Laboratório de MCM 
 
Relatório de Ensaio 
 
 
Máquina: Emic DL10000 
 
Célula: Trd 28 
 
Extensômetro: - 
 
Data: 31/08/2018 Hora: 1 9 :57:07 Trabalho n° 0018 
Programa: Tesc versão 3.01 Método de Ensaio: aço 1040 
Ident. Amostra: >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>Material: Aço SAE 1040 Operador: Saulo 
 
Corpo de 
Prova 
Área Compr.Base Força 
@Força Max. 
Tensão 
@Força Max. 
Força 
@Escoam. ES1 
Tensão 
@Escoam. ES2 
 (mm2) (mm) (N) (MPa) (N) (MPa) 
CP 1 15 30 69075.33 4605.02 63526.26 4235.08 
Número CPs 1 1 1 1 1 1 
Média 15.00 30.00 69080 4605 63530 4235 
Mediana 15.00 30.00 69080 4605 63530 4235 
Desv.Padrão * * * * * * 
Coef.Var.(%) * * * * * * 
Mínimo 15.00 30.00 69080 4605 63530 4235 
Máximo 15.00 30.00 69080 4605 63530 4235 
Escoam. ES1 - ponto da curva correspondente ao escoamento convencional: : 0.200 % 
Escoam. ES2 - ponto da curva correspondente ao escoamento convencional: : 0.200 % 
 
Força (kgf) 
8000 
 
 
 
6400 
 
 
 
4800 
 
 
 
3200 
 
 
 
1600 
 
 
 
0 
Deformação (mm) 0.00 2.40 4.80 7.20 9.60 12.00 
CP 1 CP 2 CP 3 CP 4 CP 5 
 
UNIP - Sorocaba 
Laboratório de MCM 
 
Relatório de Ensaio 
 
 
Máquina: Emic DL10000 
 
Célula: Trd 28 
 
Extensômetro: - 
 
Data: 24/08/2018 Hora: 1 9 :43:43 Trabalho n° 0017 
Programa: Tesc versão 3.01 Método de Ensaio: aço 1040 
Ident. Amostra: >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> Material: Aço 1040 Operador: Saulo 
 
Corpo de 
Prova 
Área Compr.Base Força 
@Força Max. 
Tensão 
@Força Max. 
Força 
@Escoam. ES1 
Tensão 
@Escoam. ES2 
 (mm2) (mm) (N) (MPa) (N) (MPa) 
CP 1 15 25 73663.70 4910.91 63682.68 4245.51 
Número CPs 1 1 1 1 1 1 
Média 15.00 25.00 73660 4911 63680 4246 
Mediana 15.00 25.00 73660 4911 63680 4246 
Desv.Padrão * * * * * * 
Coef.Var.(%) * * * * * * 
Mínimo 15.00 25.00 73660 4911 63680 4246 
Máximo 15.00 25.00 73660 4911 63680 4246 
Escoam. ES1 - ponto da curva correspondente ao escoamento convencional: : 0.200 % 
Escoam. ES2 - ponto da curva correspondente ao escoamento convencional: : 0.200 % 
 
Força (kgf) 
9000 
 
 
 
7200 
 
 
 
5400 
 
 
 
3600 
 
 
 
1800 
 
 
 
0 
 
 
 
 
Deformação (mm) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 0.00 3.00 6.00 9.00 12.00 15.00 
CP 1 CP 2 CP 3 CP 4 CP 5