EXAME TODO
8 pág.

EXAME TODO

Pré-visualização2 páginas
MANUAL PRÁTICO DE EXAME FÍSICO 
SEMIOLOGIA MÉDICA 
Moryama MN, Peruzzo EG, Nascimento HN, Huth GA, Mello HS, Girardi FL, 
Silva DR, Silva MFP, Ferreira DT, Machry RV. 
 
 
EXAME FÍSICO GERAL 
\uf0b7 Estado de Consciência 
1. Realizar perguntas simples 
2. Mini-mental (se necessário) 
3. Escala de Coma de Glasgow (se necessário) 
\uf0b7 Fácies 
1. Fácie atípica ou típica de alguma doença específica 
\uf0b7 Atitude 
1. Avaliar posição e postura do paciente 
\uf0b7 Sinais vitais 
1. Frequência Cardíaca 
2. Frequência Respiratória 
3. Temperatura axilar 
4. Pressão Arterial 
\uf0b7 Avaliação de linfonodos 
1. Palpar linfonodos cervicais, axilares e inguinais (descrever localização, 
consistência, tamanho, superfície, temperatura e sensibilidade) 
\uf0b7 Antropometria 
1. Peso 
2. Altura 
3. Circunferência abdominal 
4. Biotipo (normolíneo, brevilíneo ou longilíneo) 
 
EXAME CABEÇA E PESCOÇO 
CABEÇA 
\uf0b7 Tamanho do Crânio: 
1. Macrocefalia 
2. Microcefalia 
\uf0b7 Forma do Crânio 
1. Acrocefalia (turricefalia) - em forma de torre 
2. Escafocefalia - navio invertido 
3. Dolicocefalia - aumento do diametro anteroposterior 
4. Braquicefalia - aumento do diametro transverso 
5. Plagiocefalia - assimetria do crânio 
\uf0b7 Posição e Movimentos 
1. Torcicolos 
2. Tiques 
3. Movimentos Correicos 
4. Tremores 
5. Movimentos sincrônicos (Sinal de Musset) 
\uf0b7 Superfície e Couro Cabeludo 
1. Identificação de Saliências: Tumores, tumefações, bossas e hematomas 
2. Identificação de Depressões: Afundamentos 
3. Identificação de Pontos Dolorosos 
 
FACE 
\uf0b7 Simetria 
1. Nesse momento o exame físico de cabeça e pescoço funde-se ao exame neurológico dos 
pares cranianos, avaliar higides nervosa. 
\uf0b7 Expressão Fisionômica 
1. Expressão de sentimentos e sensações: tristeza, desânimo, esperança, desespero, ódio e 
alegria. 
\uf0b7 Pele e os Pelos 
1. Distribuição dos pelos. 
2. Coloração da pele. 
3. Textura da pele. 
4. Flexibilidade da pele. 
5. Hidratação da pele. 
6. Presença de lesões. 
 
OLHOS E SUPERCÍLIO 
\uf0b7 Pálpebra 
1. Edema, retração palpebral, epicanto, ectrópio, entrópio, equimose e xantelasma. 
\uf0b7 Fenda Palpebral 
1. Normal, aumentada (exoftalmia), diminuída ou ausente. 
\uf0b7 Globos Oculares 
1. Exoftalmia: é a protrusão do globo ocular, 
2. Enoftalmia: globo ocular afundado para dentro da órbita. 
3. Desvios: constituem os estrabismos. 
4. Movimentos involuntários: o mais frequente é o nistagmo. 
\uf0b7 Conjuntivas 
1. Pálidas nas anemias. 
2. Amareladas na icterícia. 
3. Hiperemiadas nas conjuntivites. 
\uf0b7 Esclerótica, Córnea e Cristalino 
1. Deve-se buscar alterações da cor: amareladas na icterícia e arco senil. 
2. As cataratas que tornam opaco o cristalino. 
3. O pterígio é um espessamento triangular da conjuntiva. 
\uf0b7 Pupilas 
1. Forma: normalmente arredondadas ou levemente ovaladas. 
2. Localização: centrais. 
3. Tamanho: variável de acordo com a claridade do ambiente. 
4. Reflexos: estudam-se os reflexos fotomotor, consensuale de acomodação-convergência. 
\uf0b7 Movimentação Ocular 
1. Vide pares de nervos cranianos, exame neurológico. 
 
EXAME DO NARIZ 
\uf0b7 Inspeção: 
1. Realizar a análise da permeabilidade de ambas narinas. 
2. Avaliação de formato 
3. Avaliação de lesões 
 
EXAME DOS LÁBIOS 
\uf0b7 Coloração 
\uf0b7 Forma 
\uf0b7 Textura 
\uf0b7 Flexibilidade 
 
EXAME DA CAVIDADE BUCAL 
\uf0b7 Mucosa Oral 
1. Lesões da mucosa oral: 
\uf0b7 Tipos e alterações de Língua 
1. Língua saburrosa 
2. Língua seca 
3. Língua lisa 
4. Língua pilosa 
5. Língua de framboesa 
6. Língua geográfica 
7. Língua escrotal 
8. Macroglossia 
9. Língua trêmula 
10. Desvio da língua da linha mediana 
11. Glossite 
12. Lesões da língua 
 
EXAME DO PESCOÇO 
\uf0b7 Inspeção e Ausculta 
1. Pele 
2. Forma e volume 
3. Posição 
4. Mobilidade 
5. Turgência ou ingurgitamento das jugulares 
\uf0b7 Batimentos arteriais e venosos. Linfonodos Cervicais 
1. descrever localização, consistência, tamanho, superfície, temperatura e sensibilidade 
 
EXAME DA TIREÓIDE 
1. Volume 
2. Consistência 
3. Mobilidade 
4. Superfície 
5. Temperatura da pele: normal ou quente 
6. Presença de frêmito e sopro 
7. Sensibilidade 
 
EXAME RESPIRATÓRIO 
 
\uf0b7 Inspeção: 
1. Forma do tórax; 
2. Movimentos respiratórios; 
3. Frequência respiratória; 
4. Ritmo respiratório. 
 
\uf0b7 Palpação: 
1. Expansibilidade (avaliar ápices e bases na face posterior, ápices na face anterior) 
2. Frêmito toracovocal (avaliar comparativamente os lados do tórax, descendo até rebordo 
costal) 
 
\uf0b7 Percussão 
1. Percussão (em face posterior na linha hemiescapular dos ápices até rebordo costal, 
ampliar área avaliada nas bases. 
 
\uf0b7 Ausculta 
1. Percussão (em face posterior na linha hemiescapular dos ápices até rebordo costal, 
ampliar área avaliada nas bases. 
 
EXAME CARDIOVASCULAR 
 
\uf0b7 Turgência de jugulares: 
1. Inspeção; 
2. Sinal de Kussmaul; 
3. Refluxo hepatojugular. 
 
\uf0b7 Pressão arterial 
1. Aferição sentado ou deitado (manguito na artéria braquial à altura do coração) 
 
\uf0b7 Perfusão capilar 
1. Compressão de extremidades 
 
\uf0b7 Avaliação de edema (sinal do Cacifo) 
1. Procurar edema em áreas ósseas 
2. Caracterizar elasticidade, temperatura, lateralidade e consistência 
 
\uf0b7 Pulsos: 
1. Carotídeo; 
2. Radial; 
3. Femoral; 
4. Poplíteo; 
5. Tibial posterior; 
6. Pedioso. 
 
\uf0b7 Ictus cordis: 
1. Inspeção; 
2. Palpação (observar extensão, localização, mobilidade e presença de frêmito associado) 
 
\uf0b7 Ausculta: 
1. Bulhas cardíacas (avaliar em pelo menos 4 focos) 
2. Frequência cardíaca em 1 minuto 
3. Ausculta Carotídea. 
 
\uf0b7 Manobras especiais: 
1. Rivero-Carvallo; 
2. Decúbito lateral E; 
3. Sentar anteriorizando tórax. 
 
EXAME DO ABDOME 
\uf0b7 Inspeção: 
1. Forma e volume do abdome; 
2. Cicatriz umbilical; 
3. Abaulamentos ou retrações localizadas; 
4. Veias superficiais; 
5. Cicatrizes da parede abdominal; 
6. Movimentos: pulsações, movimentos respiratórios e movimentos peristálticos visíveis. 
\u25cf Ausculta: 
1. Ruídos hidroaéreos; 
2. Sopros. 
\u25cf Palpação superficial: 
1. Sensibilidade (pontos dolorosos); 
2. Resistência da parede abdominal; 
3. Continuidade da parede abdominal (diástases e hérnias); 
4. Pulsações. 
\u25cf Palpação profunda: 
1. Sensibilidade dolorosa; 
2. Massas palpáveis (se achar \u2192 localização, forma, volume, sensibilidade, consistência, 
mobilidade e pulsatilidade); 
3. Visceromegalias: Tentar palpar fígado, baço, ceco, cólon transverso, sigmóide e rins; 
4. Hepatimetria: tamanho e se palpável \u2192 superfície e borda (superfície, consistência, 
espessura e sensibilidade). 
\u25cf Percussão: 
1. Geral (timpânico e/ou maciço); 
2. Hepatimetria; 
3. Pesquisa de ascite (piparote e discos de Skoda). 
\u25cf Outras manobras: 
1. Punho-percussão lombar: dor = distensão da cápsula renal; 
2. Manobra do rechaço - órgão ou tumor sólido flutuando em meio líquido; 
3. Manobra da descompressão súbita (sinal de Blumberg - peritonite); 
4. Vascolejo e patinhação - líquido no interior do estômago; 
5. Sinal de Gersuny: fecaloma palpado no sigmóide - ouve-se crepitação; 
6. Pesquisa de macicez móvel - ascite de médio volume. 
 
EXAME NEUROLÓGICO 
\uf0b7 Teste de lucidez, orientação e coerência 
Perguntar nome, em que ano estamos, mês e local. 
\uf0b7 Avaliação de meningismo 
Colocar a mão na parte occipital do crânio do paciente com o paciente deitado e avaliar se há 
\uf0b7 Teste de estiramento nervoso 
Levantar a perna do paciente com o paciente em decúbito dorsal e avaliar se há ou não dor na 
inclinação de 30 a 45 graus \u2013 Laségue 
Deixar a coxa do paciente em 90 graus em relação ao quadril com o paciente em decúbito dorsal. 
Estender a perna para cima e avaliar se há ou