338716803-Apostila-de-Sgi
34 pág.

338716803-Apostila-de-Sgi


DisciplinaQualidade I1.576 materiais5.312 seguidores
Pré-visualização10 páginas
APOSTILA DE
SGI
Professor Odelson de souza
opereira@niltonlins.br
Segurança do Trabalho
1 INTRODUÇÃO .............................................................................................7 2 
CONCEITUAÇÃO DO SGIMASST ...............................................................9 2.1
Definição de Sistema de Gestão ..................................................................9 2.2
Abordagem por Processos 9 2.3 
Introdução ao Sistema de Gestão da Saúde e Segurança no Trabalho ......1 2.4 
Introdução ao Sistema de Gestão do Meio Ambiente ................................13 2.5 
Cultura de Segurança, Meio Ambiente e Saúde (SMS) ..............................142.6 
Sistema de Gestão Integrado de Meio Ambiente, Saúde e Segurança no
Trabalho ...........................................................................................................16
3 PLANEJAMENTO DO SGIMASST ..........................................................18 3.1
Requisitos Gerais ........................................................................................18 3.2
Política .....................................................................................................19 3.2.1
 Política SSO ...........................................................................................19 3.2.2 
Política Meio Ambiente ............................................................................20 3.2.3
Política Integrada SGIMASST ....................................................................20 3.3
Planejamento .............................................................................................2 3.3.1
Identificação de Perigos, Avaliação e Controle de Riscos ........................2 3.3.2
Identificação de Aspectos e Avaliação de Impactos Ambientais............ 23 3.3.3 
Requisitos Legais e Outro Requisitos .....................................................27 3.3.4 
Objetivos e Metas ....................................................................................28 3.3.5
Programa(s) de Gestão................................................................................. 30 4
EXECUÇÃO DO SGIMASST (IMPLEMENTAÇÃO E OPERAÇÃO) ..........31 4.1 
Recursos, Funções, Responsabilidades e Autoridades .............................31 4.2 
Treinamento, Conscientização e Competência.......................................... 32 4.3
Consulta e Documentação ............................................................................3 4.4
Documentação.............................................................................................. 3 4.5
Controle de Documentos e Dados ..............................................................35 4.6
Controle Operacional ...............................................................................35 4.6.1
Controle Operacional da SSO .................................................................36 4.6.2
Controle Operacional do Meio Ambiente ....................................................38 4.7
Preparação e Atendimento/Resposta às Emergências ...........................40 4.7.1
Preparação e Atendimento/Resposta às Emergências da SSO ..............404.7.2 
Preparação e Atendimento/Resposta às Emergências do Meio Ambiente ...41 5 
VERIFICAÇÃO DO SGIMASST .................................................................42 5.1 
Medição e Monitoramento de Desempenho ..............................................42 5.2 
Registros e Gestão de Registros .................................................................4 5.3 
Auditoria Interna ............................................................................................46 6 
CORREÇÃO, ANÁLISE E MELHORIA DO SGIMASST ............................49 6.1 
Não-Conformidades e Ações Corretivas e Preventivas ............................46.1.1 
Acidentes, Incidentes, Não-Conformidades, Ações Corretivas e Preventivas da
SSO .........................................................................................................496.1.2 
Não-Conformidades, Ações Corretivas e Preventivas do Meio Ambiente 51 6.2 
Análise Crítica ...........................................................................................51 6.3 
Melhoria Contínua ........................................................................................53 7
INTEGRANDO OUTROS SISTEMAS DE GESTÃO .................................56 7.1 
Sistema de Gestão da Qualidade.............................................................. 56 7.2 
Responsabilidade Social ...............................................................................57 5 
CONSIDERAÇÕES FINAIS............................................................................. 58 
REFERÊNCIAS................................................................................................ 60
INTRODUÇÃO
Do ponto de vista meramente etimológico, ou seja, do estudo da origem e da
evolução das palavras, o conceito da palavra trabalho tem a sua origem na
palavra latina tripaliare, ou martirizar com o tripalium, instrumento utilizado para
tortura; associando historicamente o trabalho com algo relacionado à aflição,
dores, labuta, entre outros. Durante muitos séculos, o trabalho foi sinônimo de
castigo e da necessidade de conseguir mão de obra escrava; salientando que a
maioria das guerras, tinha como objetivo a conquista de território, além do
recrutamento de mão-de-obra escrava (MORAES: 2004).
Nos dias atuais, o trabalho tem um foco mais nobre, envolvendo a aplicação
das forças e faculdades humanas, físicas e/ou intelectual, visando alcançar
objetivos em troca de remuneração, mediante condições dignas de segurança
e saúde, relacionando o ato de trabalhar a uma atividade coordenada
necessária à realização de qualquer tarefa, serviço ou empreendimento
(MORAES: 2004). Alinhando-se a esta realidade, BENITE defende que o
contexto social, econômico, político, e tecnológico vêm ocorrendo mudanças no
mundo e no Brasil, em que as empresas, como agentes sociais, podem trazer
uma grande contribuição para diminuição de acidentes, fato que só é possível,
caso as empresas adotem modelos tradicionais de gestão de Segurança e
Saúde Ocupacional (SSO) (BENITE: 2004).
Em relação ao meio ambiente, é importante alertar que as conseqüências
ambientais adversas da ação do homem vêm tomando proporções alarmantes
nas diversas regiões do globo. A aglomeração de pessoas nos países
desenvolvidos e nos em desenvolvimento, vem apresentando efeitos
destrutivos no meio ambiente. Devido a este fato, há uma busca intensa de
alternativas e soluções, e a comunidade internacional vem pressionando os
governos locais, por meio de conferências e tratados, a adotarem e
estimularem a adoção de medidas concretas na conservação do meio
ambiente (SEIFFERT: 2006).
No que tange a gestão ambiental, os países desenvolvidos possuem
exigências legais e normativas, as quais obrigam as empresas a implantarem
programas de gerenciamento ambiental, a fim de atender as restrições de
mercado e proliferação dos \u201cselos verdes\u201d. Em relação ao Brasil, apesar dos
empresários considerarem os problemas ambientais como secundários, o
governo publicou uma série de regulamentações a partir da década de oitenta,
restringindo a poluição industrial; medidas que impulsionaram uma série de
mudanças na forma de produção das organizações, deixando evidente que,
assim como os demais países, as empresas brasileiras foram nitidamente
obrigadas, pela intervenção governamental a adotarem o mecanismo de gestão
ambiental (SEIFFERT: 2006).
Objetiva-se, aqui, mostrar a importância de um Sistema de Gestão Integrado
de Meio
Ambiente, Saúde e Segurança no Trabalho (SGIMASST), o qual proporcionará
as organizações além de atenderem os requisitos legais aplicáveis, agregarem
valores ao