A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
14 pág.
Artigo Cientifico

Pré-visualização | Página 4 de 4

Os obstáculos são muitos. Mas 
nós educadores devemos propiciar ao desbravamento de uma cultura que é rica em autores 
diversos. 
É na literatura que nós devemos encorajá-los a socialização. E o papel da literatura é de 
inserir o indivíduo para múltiplas formas de que todos nós somos capazes. Mas, para isto 
o jovem desde o começo deve a ler, entender, interpretar e criar. Dentro da literatura, 
teremos uma cidadania voltada a cultura do saber. 
É nisto que queremos ver na nossa juventude. Uma juventude culta e preparada para todos 
os laços que envolve a sociedade moderna. Para isto devemos ter uma mente literária e 
aberta a todos os conhecimentos que nos possa atrair. 
 A literatura nunca atrapalha a nossa sociedade individualista. Sim, corrobora para uma 
sociedade ampla dos seus direitos e deveres para com a pátria. Literatura é 
importantíssima para o ensino nos segmentos da Educação Básica, dos dias de hoje. É 
nela a literatura que construímos uma sociedade melhor. 
 
4) REFERÊNCIAS 
 
CASTRO, M. L. O. de. A Educação na Constituição de 1988 e a Lei de Diretrizes e Bases 
da Educação Nacional. Brasília: André Quincé, 1998. 
FREIRE, Paulo e SHOR, Ira. Medo e ousadia – o cotidiano do professor. 4 ed., Rio de 
Janeiro: Paz e Terra, 1992b. 
https://educa.ibge.gov.br/jovens/conheca-o-brasil/populacao/18317-educacao.html. 
FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança: um reencontro com a pedagogia do oprimido, 
SP. Paz e terra, 1992. 
FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 14 edição. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985. 218p. 
 
Htpps://novaescola.org.br/conteúdo/11890/quanto-custa-um-aluno-no-brasil – Publicado 
em Nova Escola 26 de Junho / 2018. 
http://www.revistas.usp.br/rieb/article/view/70034

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.