ANTROPOLOGIA E CULTURA BRASILEIRA N2
5 pág.

ANTROPOLOGIA E CULTURA BRASILEIRA N2


DisciplinaAntropologia e Cultura Brasileira1.754 materiais6.861 seguidores
Pré-visualização2 páginas
25/11/2019 Revisar envio do teste: 20192B1 - CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A ...
https://anhembi.blackboard.com/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_28275947_1&course_id=_549409_1&content_id=_113403\u2026 1/5
 
Revisar envio do teste: 20192B1 - CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A PROVA N2
GRA0024 ANTROPOLOGIA E CULTURA BRASILEIRA N (ON) - 201920.1901.01 Prova N2
Revisar envio do teste: 20192B1 - CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A PROVA
N2
Usuário GABRIELA SOUZA SOUZA DELGADO
Curso GRA0024 ANTROPOLOGIA E CULTURA BRASILEIRA N (ON) - 201920.1901.01
Teste 20192B1 - CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A PROVA N2
Iniciado 27/09/19 18:07
Enviado 27/09/19 18:28
Status Completada
Resultado da tentativa 7 em 10 pontos 
Tempo decorrido 20 minutos
Instruções
Resultados exibidos Respostas enviadas, Respostas corretas, Comentários
Caso necessite a utilização do "EXCEL" clique no link ao lado -----------> excel.xlsx
Pergunta 1
Resposta Selecionada: 
Resposta Correta: 
Feedback
da
resposta:
A cultura da violência e a cultura do medo, então, são alguns dos reflexos não apenas dos mais variados
tipos de violência aos quais estamos expostos, mas da nossa falta de conhecimento e ações mais
propositivas, enquanto indivíduos e sociedade, no que tange às causas e estruturas da violência. Ao
agirmos motivamos apenas pelo medo, acabamos ignorando o que está na base daquilo que nos
amedronta. Ao contrário, pensar através de uma ótica ampliada, levando em consideração aspectos
históricos, econômicos e políticos relacionados à temática, auxilia-nos no desenvolvimento de uma
compreensão mais crítica não apenas de nossas ações individuais em relação a uma realidade violenta,
mas, também, a respeito de como nossa sociedade tem lidado com a questão. 
SCHIMITT, M. Antropologia e Cultura Brasileira. Capítulo 4. Disponível na Biblioteca Virtual Laureate. 
Considerando o texto apresentado, avalie as afirmações a seguir. 
I. A ótica ampliada está relacionada a uma compreensão crítica de ações individuais para solução do
problema. 
II. A cultura do medo leva a ação sem preocupação com a causa. 
III. Ao nos afastarmos do convívio social devido ao medo estamos contribuindo para o aumento das
desigualdades. 
IV. Levar em consideração aspectos históricos, econômicos e políticos na questão violência social significa
buscar as causas desta. 
Selecione a alternativa que aponta apenas os itens corretos:
II, III e IV.
II, III e IV.
Resposta Correta. A cultura do medo afasta as pessoas do convívio social em sua maior
dimensão, aumentando as desigualdades sociais. A causa da violência não é considerada.
Para buscar causas e soluções efetivas seria necessário considerar os aspectos históricos,
econômicos e políticos envolvidos.
Pergunta 2
A despeito das contribuições educacionais, o ensino religioso, aqui entendido como um sistema cultural
Minha Área
1 em 1 pontos
1 em 1 pontos
GABRIELA SOUZA DELGADO
25/11/2019 Revisar envio do teste: 20192B1 - CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A ...
https://anhembi.blackboard.com/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_28275947_1&course_id=_549409_1&content_id=_113403\u2026 2/5
Resposta Selecionada: 
Resposta Correta: 
Feedback
da
resposta:
nos termos de Geertz (2014), conjuntamente à exploração da força de trabalho de indígenas, suprimiu
progressivamente a cultura dos nativos brasileiros. Assim, o país passou por um processo de implantação
de uma cultura religiosa fundamentada em princípios universais, que intentavam explicar o mundo com
verdades englobantes e simplificadoras, não levando em consideração particularidades e divergências
culturais. Isso contribuiu para o desenvolvimento de uma índole de distinção social em que as camadas
cultas eram marcadamente separadas dos demais, especialmente dos escravos. Lamentavelmente, tal
demarcação pode, ainda hoje, ser observada de maneira contundente nas desigualdades cotidianas que
permeiam a sociedade brasileira. 
SCHIMITT, M. Antropologia e Cultura Brasileira. Capítulo 3. (Apostila) 
 
Segundo o texto: 
 
I. O ensino religioso na época da colonização considerava e lapidava a cultura dos nativos. 
II. A cultura religiosa implantada no Brasil pregava a igualdade social. 
III. Consequências da cultura religiosa implantada permanecem até hoje na sociedade brasileira. 
IV. A exploração das forças de trabalho indígena, em conjunto com a religião implantada, enfraqueceu a
cultura nativa. 
 
Selecione a alternativa que aponta os itens corretos:
III e IV.
III e IV.
Resposta Correta. O ensino religioso aliado a força de trabalho indígena suprimiu aos poucos
sua cultura. Por não considerar os aspectos culturais nativos a cultura religiosa contribuiu
para o desenvolvimento de uma índole de distinção social.
Pergunta 3
Resposta
Selecionada:
Resposta Correta:
Feedback
da
resposta:
... nenhuma sociedade é homogênea. Quanto mais complexa, mais heterogênea ela vai se apresentar, ou
seja, diversos serão os padrões de cultura e, consequentemente, as identidades e seus elementos. 
Nos dias de hoje, uma pessoa é capaz de se conectar com diferentes referências culturais por conta da
mídia e do advento das novas tecnologias de informação, como a internet. 
LAAI, T. Antropologia e Cultura Brasileira. (Apostila) 
 
A partir do texto, avalie as asserções a seguir e a relação proposta entre elas. 
I. O surgimento das redes sociais transformou nossa relação com o mundo. 
PORQUE 
II. A internet criou o caráter anônimo no convívio humano, onde as pessoas não são próximas. 
É correto afirmar que
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa
correta da I.
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa
correta da I.
Resposta Correta. As redes sociais transformaram nossa relação com o mundo, mas o
caráter anônimo ocorre independente delas. Cidades grandes e vida atribulada geram o
anonimato ao fazer, por exemplo, com que vizinhos não se conheçam.
Pergunta 4
É comum, no entanto, pensamos nos índios de forma genérica, como um ser humano que vive nu na
mata, caça com arco e flechas, mora em ocas, come mandioca, cultua Tupã e fala Tupi. Mas, na realidade,
o termo \u201cíndio\u201d é definido em oposição a \u201cbranco\u201d. Esse índio ideal do senso comum não existe, sendo que
o que temos são diversas etnias com suas próprias línguas, costumes e visões de mundo, como os
bororós, os pataxós e os xavantes. 
LAAI, T. Antropologia e Cultura Brasileira. Capítulo 2.(Apostila) 
 
 Considere as asserções abaixo e a relação proposta entre elas. 
 
I. A representatividade das culturas indígenas nas artes e no entretenimento está, na maioria das vezes,
vinculada a um passado colonial idealizado. 
1 em 1 pontos
1 em 1 pontos
25/11/2019 Revisar envio do teste: 20192B1 - CLIQUE AQUI PARA ACESSAR A ...
https://anhembi.blackboard.com/webapps/assessment/review/review.jsp?attempt_id=_28275947_1&course_id=_549409_1&content_id=_113403\u2026 3/5
Resposta
Selecionada:
Resposta Correta:
Feedback
da
resposta:
 
PORQUE 
 
II. Atualmente, segundo a lei, o índio é um cidadão brasileiro, pertencente a minoria étnica, com seus
costumes e valores. 
 
É correto afirmar que:
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa
correta da I.
As asserções I e II são proposições verdadeiras, mas a II não é uma justificativa
correta da I.
 Resposta Correta. A representatividade e o conhecimento da cultura indígena são
pequenos devido a qualidade ruim e pequena quantidade de exposição na mídia. 
Pergunta 5
Resposta Selecionada: 
Resposta Correta: 
Feedback
da
resposta:
A palavra \u201ccultura\u201d tem origem no verbo latino colere, que significa cultivar ou instruir; e do substantivo
cultus, ou seja, cultivo ou instrução. No sentido mais amplo e literal, a Antropologia acredita que é o cultivo
de comportamentos,