Sismica_de_Reflexao_Aplicada_ao_Mapeamen
6 pág.

Sismica_de_Reflexao_Aplicada_ao_Mapeamen


DisciplinaGeologia8.574 materiais64.601 seguidores
Pré-visualização3 páginas
See discussions, stats, and author profiles for this publication at: https://www.researchgate.net/publication/303046167
Sísmica de Re\ufb02exão Aplicada ao Mapeamento de Contato entre Solo e Rocha
Cristalina, utilizando Fonte Sísmica AWD.
Conference Paper · October 2014
CITATIONS
0
READS
253
5 authors, including:
Some of the authors of this publication are also working on these related projects:
RECAMU View project
GASBRAS View project
Daniel Bono Vilas Boas
Universidade Federal da Bahia
14 PUBLICATIONS   10 CITATIONS   
SEE PROFILE
Marco Antonio Barsottelli Botelho
Universidade Federal da Bahia
62 PUBLICATIONS   122 CITATIONS   
SEE PROFILE
All content following this page was uploaded by Daniel Bono Vilas Boas on 13 May 2016.
The user has requested enhancement of the downloaded file.
 
VI Simpósio Brasileiro de Geofísica 
 
Sísmica de Reflexão Aplicada ao Mapeamento de Contato entre Solo e Rocha 
Cristalina, utilizando Fonte Sísmica AWD. 
Daniel Bono Ribeiro Vilas Boas*, CPGG/UFBA; Marco Antonio Barsottelli Botelho, CPGG/UFBA 
 
Copyright 2014, SBGf - Sociedade Brasileira de Geofísica 
 
Este texto foi preparado para a apresentação no VI Simpósio Brasileiro de Geofísica, 
Porto Alegre, 14 a 16 de outubro de 2014. Seu conteúdo foi revisado pelo Comitê 
Técnico do VI SimBGf, mas não necessariamente representa a opinião da SBGf ou 
de seus associados. É proibida a reprodução total ou parcial deste material para 
propósitos comerciais sem prévia autorização da SBGf. 
 ____________________________________________________________________ 
Abstract 
We present a basic procedure involving seismic reflection 
data acquisition and processing aimed to investigate the 
interface between soil (unconsolidated material) and a 
crystalline rock, located near the town of Maragogipe (BA, 
Brazil). This survey uses one seismic source AWD 
(Accelerated Weight Drop), classified as a thumper; and 
one seismograph with 21 receivers. The recorded data is 
processed with Seismic Unix package and the GêBR 
platform, in order to perform the CMP basic processing, 
until reaching the stacked section. The stacked section is 
interpreted to define the soil and the hard-rock contact. 
 
Introdução 
O método sísmico de reflexão tem sua principal aplicação 
na exploração de hidrocarbonetos, porém o método é 
também aplicado na solução de diversos outros 
problemas, tais como: (a) prospecção de águas 
subterrâneas; (b) prospecção mineral; (c) investigação de 
problemas geotécnicos, como: mapeamento de zonas de 
falhas e fraturas em rochas, investigação de cavernas em 
terrenos carbonáticos, detecção de estruturas enterradas 
(túneis, canais, etc.). Este trabalho tem o principal 
objetivo de apresentar procedimentos básicos geofísicos 
para análise de estruturas rasas utilizando sísmica de 
reflexão com fonte sísmica não explosiva (no caso, o 
AWD, um tipo de thumper), explanando cada passo da 
aquisição, passando pelo processamento dos dados, até 
se obter uma seção empilhada, sendo sugerida uma 
interpretação de sua seção. 
 
Fonte Sísmica AWD 
A fonte sísmica AWD (Accelerated Weight Drop), 
mostrada na Figura 1, é classificada como impulsiva, ou 
do tipo thumpers. Seu funcionamento consiste no 
levantamento de um peso até o topo de uma torre 
cilíndrica, onde ocorre a liberação de gás comprimido, 
fazendo com que o peso sofra uma queda com 
aceleração maior que a da gravidade, se chocando 
contra uma chapa elipsoidal acoplada ao solo, gerando 
assim o pulso sísmico. A fonte é montada na carroceria 
de um caminhão e o peso deste conjunto mantém a 
chapa acoplada ao solo durante o impacto. Esta fonte 
produz pulsos com energia sísmica controlável, 
permitindo investigações de altas profundidades, 
necessárias a prospecção de petróleo, constituindo uma 
alternativa aos explosivos. As altas amplitudes que 
podem ser alcançadas no pulso sísmico, bem como sua 
capacidade de repetitividade torna o AWD uma boa fonte 
sísmica. Suas desvantagens estão associadas à 
acessibilidade da área a ser levantada, pois locais como 
florestas ou pântanos sem estradas são inviáveis para se 
utilizar esta fonte; e ao fato de não ser possível controlar 
o espectro de frequências gerado. 
Figura 1 \u2013 Fonte sísmica AWD posicionada na estrada 
onde os geofones foram acoplados ao terreno na 
margem da mesma. 
 
Área de Estudo 
O levantamento foi realizado ao longo de um trecho de 
uma estrada carroçável próxima ao município de 
Maragogipe (BA). Vide a Figura 2. A estrada está situada 
no bloco baixo da falha de Maragogipe, onde existem 
pedreiras que exploram as rochas cristalinas do 
embasamento, expostas no plano de falha. 
 
Figura 2 \u2013 Mapa localizando o município de Maragogipe 
(BA, Brasil), Google.
SÍSMICA DE REFLEXÃO UTILIZANDO AWD NO MAPEAMENTO DE CONTATO SOLO-ROCHA 
 ________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________ 
VI Simpósio Brasileiro de Geofísica 
 
2
 
Aquisição 
O sistema de registro consiste de um sismógrafo ligado a 
um cabo conectado a 21 receptores mono componentes. 
Outro cabo liga o sistema que define o tempo zero e 
inicia o registro sísmico, o trigger, ao sismógrafo. O 
trigger é acoplado diretamente à placa metálica 
posicionada no solo, a qual serve de base para o choque 
do peso em queda acelerada. 
O sismógrafo é calibrado e controlado por um software 
que planeja toda a aquisição antes das detonações da 
fonte. No momento da aquisição, o sinal digital registrado 
pelos receptores (transdutores) é gravado em um arquivo 
no formato SEG-Y (um dos formatos padrões da SEG, 
Society of Exploration Geophysicists), a fim de facilitar a 
transferência de dados sísmicos entre as instituições e 
empresas do ramo da geofísica). 
Foi empregado um arranjo onde apenas a posição do tiro 
variava, enquanto todos os 21 geofones permaneciam 
fixos e ativos para todos os 24 tiros disparados. 
Resumindo, os parâmetros básicos da aquisição 
(esquematizado na Fig. 3) são: 
\uf0b7 Número de canais: 21 
\uf0b7 Número de tiros: 24 
\uf0b7 Distância entre canais: 5 m 
\uf0b7 Distância entre tiros: 5 m 
\uf0b7 Coordenadas dos receptores: 10 a 115 m 
\uf0b7 Coordenadas dos tiros: 0 a 120 m 
\uf0b7 Comprimento total da linha: 105 m 
\uf0b7 Intervalo de amostragem: 0,5 ms 
\uf0b7 Tempo de registro: 0,5 s 
 
 
Figura 3 \u2013 Geometria adotada no levantamento da linha. 
Os triângulos indicam as posições dos geofones e os 
pontos abaixo são as posições dos tiros. 
 
Processamento CMP 
O processamento CMP dos dados levantados utilizou o 
pacote sísmico Seismic Unix, com o auxílio da plataforma 
GêBR. Este pacote realizou tanto as fases de pré-
processamento, com a montagem de geometria, edição e 
mute on dos sinais presentes nos traços em tempos 
menores que o da onda direta, além de efetuar a 
correção de amplitude devido à divergência esférica; até 
o processamento propriamente dito, com: filtragem de 
frequências, organização CMP, análise de velocidades, 
correção NMO e empilhamento. 
 
Geometria, Edição, Mute e Correção de Amplitude 
dos Traços 
Os arquivos inicialmente salvos em formato SEG-Y, 
foram convertidos para o formato próprio do pacote 
Seismic Unix, e então foi verificado se as informações 
sobre a geometria escolhida estavam contidos no header 
dos traços. Com esta