A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
atividade 2 seguridade social e serviço social

Pré-visualização | Página 1 de 2

PERGUNTA 1
A Proteção Social tem como fundamento defender a vida, bem como impedir a precarização da vida, porém no contexto neoliberal enfrenta diversos desafios para sua efetiva implantação. E para garantir a gestão dos serviços ofertados, a PNAS prevê a tipificação destes de modo a organizar o sistema de forma descentralizado e participativo, com detalhamento no Sistema Único de Assistência Social.  Dessa forma, o SUAS é organizado por níveis de complexidade. 
  
POLÍTICA NACIONAL DE ASSITENCIA SOCIA, Brasília: CNAS, 2004. 
No que se refere os Serviços de Proteção Social Especial de Acolhimento Institucional, responda à questão correspondente referente ao nível de:
	
	
	.Alta Complexidade.
	
	
	.Atendimento Especializado à Família.
	
	
	.Média Complexidade.
	
	
	.Proteção Social Básica.
	
	
	.Baixa Complexidade.
0,25 pontos   
PERGUNTA 2
A partir da Constituição Federal de 1988, uma nova configuração social se apresenta no cenário brasileiro, sobretudo para as políticas públicas, as quais vem garantir, de forma efetiva, direitos sociais de caráter universal, a partir da instituição da Seguridade Social, apresentando em seu tripé: saúde, previdência e assistência social. Esta última tem sua trajetória marcada pelo reconhecimento enquanto direito e, sobretudo, como proteção social da família. Assim, a assistência social é considerada uma política:
 
SPOSATI, Aldaíza de Oliveira. O primeiro ano do Sistema Único de Assistência Social. In: Serviço Social e Sociedade nº 87. São Paulo. Cortez. 2006.
	
	
	não contributiva, destinada a quem dela necessitar.
	
	
	não contributiva para o enfrentamento da exploração do trabalho.
	
	
	não contributiva a partir da inclusão a programas sociais.
	
	
	não contributiva destinada aos usuários com renda acima de quatro salários mínimos.
	
	
	não contributiva aos brasileiros residentes no exterior.
0,25 pontos   
PERGUNTA 3
“(...) hoje o maior desafio dessa política pública é assegurar que seu projeto político-institucional viabilize condições necessárias para superação, por parte da assistência social, de seu caráter de política para amenização e/ou erradicação da pobreza, para afirmar-se como política de cidadania, contribuindo para o enfrentamento das desigualdades sociais” 
PEREIRA, Tatiana Dahmer. Política Nacional de Assistência Social e território: enigmas do caminho. Revista Katálysis, 2010, 13.2: 191-200. 
Assinale a alternativa correta quanto á Política Nacional de Assistência Social (PNAS).
	
	
	É uma política que os usuários necessitam contribuir para usufruir.
	
	
	É uma política que os usuários necessitam ser alfabetizados para usufruir.
	
	
	É uma política os usuários não necessitam contribuir para usufruir.
	
	
	É uma política que os usuários necessitam estar inseridos no mercado de trabalho para usufruir.
	
	
	É uma política os usuários necessitam contribuir parcialmente para usufruir. 
 
0,25 pontos   
PERGUNTA 4
A questão social não é senão as expressões do processo de formação e desenvolvimento da classe operária e de seu ingresso no cenário político da sociedade, exigindo seu reconhecimento como classe por parte do empresariado e do Estado. É a manifestação, no cotidiano da vida social, da contradição entre o proletariado e a burguesia, a qual passa a exigir outros tipos de intervenção mais além da caridade e repressão. A partir da assertiva, destaca-se que os usuários da Política de Assistência Social são indivíduos ou grupos que se encontram em situações de vulnerabilidade e riscos. 
IAMAMOTO, Marilda Vilela e CARVALHO, Raul de. Relações Sociais e Serviço Social no Brasil: esboço de uma interpretação histórico-metodológica. 2a. Ed. São Paulo: Cortez, 1983, p.77. 
Marque V(verdadeiro) ou F(falso) e assinale a alternativa que corresponde as características do grupo supracitado. 
(  ) Famílias e indivíduos com perda ou fragilidade de vínculos sócio-afetivos. 
(  ) Famílias e indivíduos estigmatizadas pela situação étnico-cultural. 
(  ) Grupos e indivíduos excluídos no contexto da pobreza. 
(  ) Sujeitos que vivem as diversas formas de violência.
	
	
	.F, V, V, V.
	
	
	.V, F, V, V.
	
	
	.V, V, V, F.
	
	
	.V, V, V, V.
	
	
	.F, F, F, F.
0,25 pontos   
PERGUNTA 5
O Sistema Único de Assistência Social, em construção no país, é a materialização de uma agenda democrática cuja biografia tem raízes históricas nas lutas e contradições que compõem esse direito social, que foram e são objeto da atenção de intelectuais, da atuação de militantes e da ação de trabalhadores sociais em todo o país. Esse processo histórico continua a requisitar tenção, já que aparece como referência para a montagem da nova condição da política de assistência social em curso. Nesse contexto, tem-se o registro da conquista política de construção do Sistema Único de Assistência Social – SUAS. Diante do exposto, destaca-se que os objetivos delineados na formulação do SUAS diz respeito a: 
  
LOPES, Márcia Helena Carvalho. O tempo do SUAS. Revista Serviço Social e Sociedade, n° 87 anos XXVI Especial. São Paulo Cortez, 2006, p.77.
	
	
	.A LOAS (1993) prevê afiançar a vigilância socioassistencial, sem assegurar a garantia de direitos.
	
	
	.A LOAS (1993) estabelece manter os níveis de gestão compartilhados .
	
	
	.A LOAS (1993) desprioriza a consolidação da gestão compartilhada.
	
	
	.A LOAS (1993) prevê implementar a gestão do trabalho e a educação permanente na assistência social.
	
	
	.A LOAS (1993) estabelece a gestão desindexada de serviços e benefícios.
0,25 pontos   
PERGUNTA 6
“Em 2004, o Conselho Nacional de Assistência aprovou a Política Nacional de Assistência Social (Pnas), em vigor, a qual estabelece o formato desta política por meio da proposta de implementação do Suas como modelo de gestão para operacionalização das ações, criado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, conforme previsto na LOAS”. 
  
CARNEIRO, Annova Míriam Ferreira; ARAUJO, Cleonice Correia; ARAUJO, Maria do Socorro Sousa. Política de Assistência Social no período 1988-2018: construção e desmonte. SER Social, 2019, 21.44: 29-47. 
  
De acordo com a Política Nacional de Assistência Social são considerados serviços de proteção básica de assistência social aqueles que buscam potencializar a família como unidade de referência, tais como:
	
	
	Proteção e Atendimento Integral à Família
	
	
	Serviço de orientação e apoio jurídico-familiar.
	
	
	o Atendimento Integral Institucional.
	
	
	a Família Comunitária Integral.
	
	
	Programa Mais Médicos
0,25 pontos   
PERGUNTA 7
“Um marco recente na regulamentação desta política foi a promulgação da Política Nacional de Assistência Social (PNAS), em 2004. A PNAS é operacionalizada pelo Sistema Único de Assistência Social (SUAS), que é um sistema público não contributivo e tem como público-alvo pessoas e famílias em situação de vulnerabilidade social e pressupõe sistema descentralizado, com a participação de todos os entes federativos na implementação das ações socioassistenciais”. 
  
COURI, Joseane Rotatori; SALVADOR, Evilasio. As dimensões do financiamento da Política de Assistência Social no Brasil. Argumentum, 2017, 9.3: 81-97). 
  
A proteção social básica tem como objetivos prevenir situações de risco por meio do desenvolvimento de potencialidades e aquisições, e o fortalecimento de vínculos familiares e comunitários. É considerado um serviço da proteção básica:
	
	
	Plantão hospitalar
	
	
	Abordagem de Rua
	
	
	Acompanhamento no domicílio.
	
	
	Serviço reabilitação.
	
	
	Centro de Convivência para Idosos.
0,25 pontos   
PERGUNTA 8
“A assistência social após reconhecimento como política pública integrante da seguridade social é marcada por um momento distinto na sua história. Momento marcado pelo desafio de constituição como política pública e como direito, o que expressa projetos em disputa no âmbito dessa política: