Evolução histórica da saúde e da doença 2
8 pág.

Evolução histórica da saúde e da doença 2

Pré-visualização2 páginas
07/03/2017
1
Evolução histórica da saúde e da doença
Profa. Andreza Rochelle do Vale Morais
Ministério da Educação
Faculdade de Enfermagem Nova Esperança
Curso: Farmácia
Disciplina: Introdução à Farmácia
Mossoró
2017.1
Saúde: ausência de doença? 
Doença: falta ou perturbação da saúde?
As maneiras como as doenças são explicadas estão 
relacionadas com o contexto histórico de cada época!
O olhar mágico
Faraó Ramsés V
(Varíola) 
Processos patológicos
Doente vitima de demônios e espíritos 
malignos
\ufffdTarefa do feiticeiro;
\ufffdTreinamento do feiticeiro;
\ufffdAutoridade e prestígio;
\ufffdBenefícios a prática médica;
\ufffdDescoberta de substâncias terapêuticas.
O olhar mágico Sumérios, Assírios, Hebreus e Egípcios
Sumérios \u2013 4000 ac
Receitas médicas
Assírios \u2013 2000 ac
Egito: amuletos e rituais
Hebreus
\u201cDe Deus vem toda a cura\u201d (Eclesiastes, 38, 1 \u2013 9)
07/03/2017
2
Grécia
\ufffd A cura, para os gregos, era obtida pelo uso de plantas e métodos
naturais, e não apenas por procedimentos ritualísticos.
\u201cA doença chamada sagrada...não é, em minha opinião, mais divina ou 
mais sagrada que qualquer outra doença; tem uma causa natural e sua 
origem supostamente divina reflete a ignorância humana\u201d
(Hipócrates. A doença sagrada)
\ufffd Registro de casos clínicos revelando uma visão
epidemiológica do problema saúde-doença
Hygieia: a Saúde Panacea: a Cura
Chineses e Hindus
\ufffd Doença : desequilíbrio entre os
elementos do organismo humano
\ufffd Influências do ambiente físico:
astros, clima, insetos...
\ufffd Restabelecimento da saúde
reequilíbrio da energia interna a
partir de terapêuticas
\ufffd Homem atua ativamente no
processo de doença e cura
Idade média
\ufffdEra das Trevas
\ufffdA explicação e o
enfrentamento das doenças
eram sustentados por
argumentos religiosos
Idade média
Impurezas e pecados
Cristãos Pagãos
Possessões do diabo; 
Feitiçarias
Purificação; Perdão
Graça divina
Acusação de terem 
provocado a Peste Negra
Retirada do demônio
Idade média
07/03/2017
3
Renascimento
\ufffdTransformações
políticas, sociais e
econômicas;
\ufffdA medicina volta a ser
praticada por leigos
\ufffdExperimentos e as
observações anatômicas
Renascimento
\ufffdCorpo \u2013 Receptáculo de doença
\ufffdDoenças epidêmicas \ufffd partículas invisíveis
\ufffdA teoria do contágio:
o Disseminação dos agentes contaminantes: direto,
de pessoa para pessoa; através de fômites (roupas,
objetos, resíduos etc.) e um outro, que é o contágio
à distância.
Revolução francesa
\ufffd Sinais e sintomas \u2013 Século 
XVIII
\ufffd Consequências danosas do
trabalho na fábrica e dos
cortiços industriais
\ufffd Métodos para estudar os
problemas sociais de saúde:
empirismo racional, a
observação crítica e os
levantamentos (Século XIX)
\ufffdMedicina Social: as condições sociais e
econômicas ganham significativa importância
quanto ao impacto provocado sobre a saúde e a
doença
\ufffdA revolução foi derrotada, e o movimento médico
teve seu desenvolvimento retardado
\ufffdO amplo programa de reforma da saúde
transformou-se em um programa mais de
medidas sanitárias e de legislação trabalhista
1848
Descobertas bacteriológicas - século XIX
\ufffdPartículas externas que
podem provocar o
aparecimento de
doenças
\ufffdTeoria Unicausal \u2013 Cada
doença tem o seu agente
etiológico
\ufffdCombate por meio de
agentes químicos
\ufffdProdução de fármacos e
imunizantes
Louis Pasteur
Microscópio capaz de 
identificar microrganismos
\ufffd Críticas a teoria Unicausal: insuficiente para
explicar as novas questões que surgiam com o
desenvolvimento científico
\ufffdModelo ecológico multicausais
Descobertas bacteriológicas - século XX
Meio ambiente
Agente
patogênico
Hospedeiro
07/03/2017
4
Década de 60
\ufffdCríticas ao modelo ecológico multicausal: todos os
elementos da relação são colocados num mesmo
plano histórico, intemporal e a vida humana fica
reduzida a sua condição animal.
\ufffdNova formulação sobre a determinação do processo
saúde-doença \ufffd caráter duplo - biológico e social.
\ufffdO processo saúde-doença é determinado pelo modo
como o homem se apropria da natureza em um
dado momento histórico (Laurell e Breilh).
História natural da doença
Nome dado ao conjunto de processos interativos
compreendendo \u201cAs inter-relações do agente, do 
suscetível e do meio ambiente que afetam o 
processo global e seu desenvolvimento, desde as 
primeiras forças que criam o estímulo processo 
patológico no meio ambiente, ou em qualquer 
outro lugar; passando pela resposta do homem ao 
estímulo, até as alterações que levam a um 
defeito, invalidez, recuperação ou morte\u201d
(Leavell & Clark, 1976) 
Período pré-patológico
Período patológico
História natural da doença
Meio ambiente Meio interno
\ufffd Pré-condições internas: fatores hereditários, congênitos ou
adquiridos em consequência de alterações orgânicas
resultantes de doenças anteriores.
\ufffd Objetivo: apontar os diferentes métodos de prevenção e
controle, servindo de base para a compreensão de
situações reais e específicas, formando operacionais às
medidas de prevenção
Período da pré-patológico
\ufffd Inter-relações entre os agentes etiológicos das
doenças; o indivíduo suscetível; fatores ambientais e
condições socioeconômico-culturais
\ufffd Pré-condições que condicionam a produção de
doenças
Sociais
Ambientais
Genéticos
Fatores sociais
\ufffd Fatores socioeconômicos
\ufffd Fatores sócio-políticos
\ufffd Fatores socioculturais
\ufffd Fatores psicossociais
\ufffdFatores socioeconômicos
Fatores sociais
Fatores ambientais 
Fatores ambientais 
07/03/2017
5
\ufffdFatores sócio-políticos
o Decisão política;
o Rigidez política;
o Participação consentida e valorização da cidadania;
o Participação comunitária efetivamente exercida;
o Transparência das ações e acesso à informação.
Fatores sociais
\ufffdFatores socioculturais
o Preconceitos e hábitos culturais
o Alienação em relação aos direitos e
deveres da cidadania;
o Transferência irrestrita, para
profissionais da política, da
responsabilidade pessoal pelo social;
Fatores sociais
\ufffd Fatores psicossociais
Fatores sociais
oMarginalidade; 
oAusência de relações parentais 
estáveis;
oCondições de trabalho 
estressante; 
oPromiscuidade; 
oTranstornos econômicos, sociais 
ou pessoais; 
oFalta de cuidados maternos na 
infância; 
oAgressividade vigente nos 
grandes centros urbanos
oDesemprego.
Fatores ambientais
Catástrofes 
Ambientais
Condições favoráveis a 
doença
Fatores genéticos Multifatorialidade
07/03/2017
6
Período patológico
\ufffd Este período se inicia com as primeiras ações que 
os agentes patogênicos exercem sobre o ser 
afetado
o Interação estímulo-hospedeiro; 
o Patogênese precoce; 
o Doença precoce discernível;
o Doença avançada.
o Período de convalescência
Períodos Pré-Patológico e Patológico da 
História Natural da Doença 
Período Pré-Patológico Período Patológico
Antes do indivíduo adoecer Curso da doença no organismo humano
Interação de agentes
mórbidos, o hospedeiro
humano e os fatores
ambientais
Alterações
precoces
Fase de 
suscetibilidade
Fase 
patológica 
pré-clinica
Fase clínica Fase residual
Doença 
precoce 
discernível
Doença 
avançada
Convalescença
Morte 
Invalidez 
Cronicidade 
Limiar clínico 
Recuperação
(Pereira, 1999 apud Leavell & Clark, 1976)
Prevenção
\ufffdAção antecipada, tendo por objetivo interceptar ou
anular a evolução de uma doença;
\ufffdPode ser realizada no período pré-patogênico e
patogênico.
Prevenção
\ufffdPrevenção primária
o Promoção da saúde: moradia adequada, escolas,
área de lazer, alimentação adequada e educação em
todos os níveis
o Proteção específica: imunizações, saúde ocupacional,
higiene pessoal e do lar, proteção contra acidentes e
controle de vetores.
Prevenção
\ufffdPrevenção secundária
o Diagnóstico