Dimensionamento de Pedreira
36 pág.

Dimensionamento de Pedreira


DisciplinaGeologia para Engenharia2.229 materiais26.074 seguidores
Pré-visualização8 páginas
Universidade Lúrio 
Faculdade de Engenharia 
Departamento de Engenharia Geológica 
Dinâmica de Solo e Minas 
 
 
 
Projecto de Pedreira 
 
 
 
Discente: Docente: 
Bianca C. Alberto Desejo Mechequene, Lic 
Mário Lucas Zamudine Cafuro, Lic 
Yuni Inxala 
 
 
 
 
 
 
Pemba, Novembro de 2019 
 
2 
Índice de figura 
Figura 1: Localização geográfica de Montepuez. ........................................................................... 6 
Figura 2: Geologia local adaptado por autores. .............................................................................. 8 
Figura 3 Ilustração do ciclo de produção do calcário ornamental. ............................................... 11 
Figura 4: Ilustração das operações que compõem o método de desmonte da rocha. 
(SANTARÉM, 2010) .................................................................................................................... 11 
Figura 5: método de desmonte. ..................................................................................................... 13 
Figura 8: Sinais de Aviso. (Carvalho, Benedita, Alcobaça, & Leiria, 2014) ................................ 21 
Figura 9: Sinais de obrigação. (Carvalho, Benedita, Alcobaça, & Leiria, 2014) ......................... 22 
Figura 10: Sinais de salvamento ou de emergência. (Carvalho, Benedita, Alcobaça, & Leiria, 
2014) ............................................................................................................................................. 23 
Figura 11: Sinais de material de combate a incêndio. (Carvalho, Benedita, Alcobaça, & Leiria, 
2014) ............................................................................................................................................. 23 
Figura 12: Sinais de proibição. (Carvalho, Benedita, Alcobaça, & Leiria, 2014) ........................ 24 
Figura 13: Sinalização de matérias perigosas. (Carvalho, Benedita, Alcobaça, & Leiria, 2014) . 24 
Figura 14: Desenho esquemático da filosofia de concepção da recuperação paisagística. .......... 33 
Figura 15:Metodologia preconizada para a lavra/recuperação. .................................................... 34 
 
Índice de quadro 
Quadro 1: Aspectos a ter conta no cálculo de reserva. ................................................................. 10 
Quadro 2: ilustração das várias operações que compõem o método de desmonte a utilizar na 
pedreira para desmonte dos blocos de rocha ornamental. ............................................................. 12 
Quadro 3:Lista de actividades e riscos potenciais. ....................................................................... 17 
Quadro 4: Meios utilizados para os diversos tipos de sinalização. ............................................... 20 
Quadro 5: Significado e indicações associadas a cada cor de segurança. .................................... 21 
 
 
 
3 
Indice 
1. DESCRIÇÃO DO PROJECTO ........................................................................................................................ 4 
2. Localização e acesso do projecto .............................................................................................................. 6 
3. Geologia local ............................................................................................................................................ 7 
4. Calculo de Reserva .................................................................................................................................... 8 
5. Circuito produtivo ................................................................................................................................... 10 
5.1. Método de desmonte ...................................................................................................................... 11 
6. PLANO DE SEGURANÇA ........................................................................................................................... 16 
6.1. Medidas de Prevenção ..................................................................................................................... 17 
6.2. Sinalização ........................................................................................................................................ 19 
6.3. Tipos de sinais .................................................................................................................................. 19 
7. AVALIAÇÃO DE IMPACTES AMBIENTAIS ................................................................................................. 25 
7.1. Medidas de minimização ..................................................................................................................... 28 
8. Plano ambiental e de recuperação paisagística (PARP) .......................................................................... 31 
9. O PLANO DE DESACTIVAÇÃO .................................................................................................................. 34 
9.1. Plano de monitorização ................................................................................................................... 35 
10. BIBLIOGRAFIA ........................................................................................................................................ 36 
 
 
 
 
4 
1. DESCRIÇÃO DO PROJECTO 
A atividade mineradora é responsável pela maior parte da matéria-prima utilizada pela construção 
civil e pelas indústrias em geral. Ao longo dos anos, essa atividade tem beneficiado a humanidade 
possibilitando o desenvolvimento das cidades. 
O projeto da pedreira \u201cPedreira BIYUMAR\u201d foi elaborado de acordo com as condições técnicas e 
geológicas da área. 
Trata-se, portanto, de um vasto documento técnico que descreve os métodos e técnicas associadas 
à atividade da pedreira e no qual se incluem o Plano de Lavra, o Plano de Segurança e Saúde, o 
Plano de Deposição ou Aterro, o Plano Ambiental e de Recuperação Paisagística (PARP) e o 
Estudo de Viabilidade Económica, visto que se trata de uma pedreira da classe ou categoria 2. 
Salienta-se que, na conceção do projeto, foram já integrados os dados e as recomendações 
resultantes da elaboração do Estudo de Impacte Ambiental. Dentro dos principais objetivos que se 
pretendem alcançar com o Projeto referem-se os seguintes: 
\uf0d8 Racionalizar o aproveitamento e a exploração do recurso mineral, minimizando potenciais 
impactes ambientais e compatibilizar a pedreira com o espaço envolvente em que se insere, 
durante e após as atividades de exploração; 
\uf0d8 Reconverter paisagisticamente o espaço afetado pela pedreira, em concomitância com o 
desenvolvimento da lavra, através da implementação do Plano Ambiental e de 
Recuperação Paisagística (PARP), possibilitando uma gradual requalificação ambiental 
dos espaços afetados. 
\uf0d8 Minimizar os impactes ambientais induzidos pelo projeto, através da adoção de medidas 
preventivas e corretivas cuja eficácia será avaliada por atividades de monitorização 
contempladas no Plano de Monitorização definido no estudo de impacto ambiental (EIA). 
O projecto que se pretende desenvolver consiste, especificamente, na implantação de uma 
exploração de calcário ornamental. A exploração do maciço na área intervenção será precedida 
por um conjunto de operações preparatórias da lavra com vista a serem garantidos os parâmetros 
de segurança, de economia,