natura-ra-gri-2017
122 pág.

natura-ra-gri-2017


DisciplinaMercado Financeiro12.787 materiais87.914 seguidores
Pré-visualização38 páginas
Nesta nova configuração, o Conselho de Administração 
conta com seis membros independentes (sem vínculo 
direto com a Natura). O índice de 60% de integrantes 
independentes vai além dos requisitos estabelecidos 
no Regulamento de Listagem do Novo Mercado da B3 
(a bolsa de valores de São Paulo), que recomenda um 
percentual de pelo menos 20%. Dessa forma, o Conselho 
reúne um robusto mix de conhecimentos em temas 
como finanças, mercados internacionais, venda direta, 
varejo e cosmética, extremamente necessários 
para o momento atual dos negócios. GRI 102-22
As mudanças na estrutura de governança foram 
aprovadas em Assembleia Geral Extraordinária 
(AGO), ocorrida em 30 de novembro de 2017. 
O mandato dos conselheiros é de um ano, podendo 
 ser renovado com aprovação na AGO.
Cada uma das três companhias de Natura &Co tem 
seu próprio CEO e Comitê Executivo, garantindo a 
autonomia das empresas: João Paulo Ferreira e Michael 
O\u2019Keeffe, que permanecem à frente da Natura e da 
Aesop, respectivamente, e David Boynton, que assumiu 
a presidência da The Body Shop em dezembro de 2017, 
trazendo sua forte experiência internacional e de varejo.
\u2022 Antonio Luiz da Cunha Seabra
\u2022 Guilherme Peirão Leal
\u2022 Pedro Luiz Barreiros Passos
 Copresidentes
\u2022 Roberto de Oliveira Marques
 Presidente-executivo
\u2022 Carla Schmitzberger
\u2022 Fábio Colletti Barbosa
\u2022 Gilberto Mifano
\u2022 Marcos de Barros Lisboa
\u2022 Silvia Freire Dente da Silva Dias Lagnado
\u2022 Peter Bryce Saunders
 Conselheiros
Composição do Conselho de Administração GRI 102-22
Saiba mais sobre o currículo dos conselheiros AQUI.
http://natu.infoinvest.com.br/static/ptb/conselho-de-administracao.asp?idioma=ptb
Composição do Conselho de Administração GRI 102-22
Por gênero
8
Masculino
2
Feminino
Por faixa etária
10
Mais de 45 anos
0
Até 45 anos
Por origem
1
Estrangeiro
9
Brasileiros
Por tempo de permanência
5
Mais de três anos1
Até um ano
4
Entre um e três anos
14
RELATÓRIO ANUAL 2017
Com o objetivo de dar agilidade ao desenvolvimento 
de Natura &Co, foi criado o Comitê de Operações 
do Grupo (GOC, na sigla em inglês), que reúne os 
CEOs das três companhias, representantes de 
áreas-chave (Finanças, Recursos Humanos, Estratégia 
e Desenvolvimento de Negócios, Jurídico, Operações, 
Inovação e Sustentabilidade e Governança 
Corporativa) e o vice-presidente de Transformação, 
Robert Chatwin, responsável por dar andamento 
a todos os temas que dizem respeito a Natura &Co 
ou a mais de uma das marcas. O GOC é liderado 
pelo presidente-executivo do Conselho, Roberto 
Marques, e busca dinamizar soluções para 
Natura &Co. Por isso, optou-se por uma estrutura 
na qual alguns integrantes possuem dupla função 
executiva, mantendo suas atribuições nos negócios. 
 Os outros quatro comitês de apoio ao Conselho 
de Administração são: Estratégico, Pessoas e 
Desenvolvimento Organizacional, Governança 
Corporativa e Auditoria, Gestão de Riscos e Finanças.
>>> Apoio à administração <<< 
 Saiba mais sobre a formação e papel dos comitês AQUI.
O Comitê Executivo (Comex) da Natura é liderado pelo 
diretor-presidente, João Paulo Ferreira, e tem suas ações 
focadas na marca Natura, no Brasil e nos demais países 
onde ela está presente (Aesop e The Body Shop têm 
estruturas executivas próprias, a fim de garantir o 
foco necessário e a independência de cada negócio).
Além do diretor-presidente, o Comex da Natura é formado 
por seis vice-presidentes. Em dezembro de 2017, Flávio 
Pesiguelo assumiu a Vice-Presidência de Pessoas, 
Cultura e Sistemas de Gestão. Após liderar as evoluções 
tecnológicas da Natura, Agenor Leão assumiu a 
Vice-Presidência de América Latina em janeiro de 2018, 
tendo como desafio acelerar a transferência tecnológica 
e as evoluções do negócio no Brasil para as demais 
operações. A Vice-Presidência de Tecnologia Digital 
permanece vaga no momento. Erasmo Toledo, que 
conduziu o crescimento na América Latina nos últimos 
nove anos, retornou ao Brasil e assumiu a função 
de vice-presidente de Venda Direta, com a missão 
de consolidar o processo de revitalização do modelo 
de Venda por Relações, assim como dar sequência 
aos avanços no relacionamento com as consultoras.
No início de 2018, o vice-presidente de Finanças e 
Relações com Investidores, José Roberto Lettiere, deixou a 
companhia após ocupar essa posição por quase três anos, 
período em que conduziu processos importantes para 
o crescimento da Natura. A empresa está em busca do 
seu sucessor (durante esse período, o diretor-presidente, 
João Paulo Ferreira, exerce interinamente a função). 
E, em abril de 2018, Itamar Gaino Filho assumiu o cargo 
de vice-presidente Jurídico, tendo entre suas atribuições 
apoiar a expansão internacional da marca Natura.
>>> Comitê Executivo da Natura <<<
Conheça a formação completa do Comitê Executivo e o currículo de cada integrante AQUI
http://natu.infoinvest.com.br/static/ptb/comites.asp?idioma=ptb
http://natu.infoinvest.com.br/static/ptb/comite-executivo.asp?idioma=ptb
Monitoramos permanentemente o setor de atuação, incluindo a preferência e o padrão de gastos de 
nossas consumidoras. Mantemos o foco em projetos para evoluir o modelo comercial, de acordo com a 
nossa proposta de valor e em linha com o Plano Estratégico, revisado anualmente. É o caso dos novos 
formatos de venda, como a plataforma digital de relacionamento (Rede Natura), e das experiências 
no varejo, como a comercialização da linha Sou nas farmácias e as lojas próprias Natura. Além disso, 
a companhia está investindo significativamente na revitalização da venda direta, a fim de manter 
relacionamentos estreitos e de qualidade com as Consultoras de Beleza Natura.
Gestão da 
marca e modelo 
comercial, 
incluindo a 
atratividade 
para as 
consultoras
Revisamos anualmente o nosso Plano Estratégico e as metas de curto, médio e longo prazos, 
incluindo as nossas decisões de investimento em aquisições e participações, além da 
entrada em novos mercados. Essa é uma atividade que conta com o envolvimento de todas 
as unidades de negócio. As estratégias e as suas revisões são apresentadas e debatidas 
no Comitê Executivo e aprovadas pelo Conselho de Administração.
Implantação 
da estratégia
Investimos continuamente em inovação, em diferentes frentes: estratégia comercial, 
plataformas digitais, desenvolvimento de produtos, rede logística e de distribuição etc. 
Mantemos rígido controle sobre o registro de propriedade intelectual, especialmente patentes, 
desenhos industriais e marcas. Essas ações ajudam, também, a mitigar a concorrência 
significativa de fabricantes brasileiros e multinacionais que oferecem linhas de produtos 
similares aos nossos e, por vezes, competem dentro do nosso canal de venda direta.
Capacidade 
de inovação
A Natura possui compromisso permanente com a saúde e segurança de seus clientes, com rígidos 
processos internos desde o desenvolvimento conceitual do produto até sua disponibilização no 
mercado, além de um posicionamento diferenciado, visando ao compromisso com a verdade 
e a transparência. Para os riscos ocupacionais inerentes às operações, seguimos a Política de 
Segurança e Saúde ocupacional da companhia, atuando preventivamente. Ademais, a Natura 
mantém canal aberto de comunicação e relacionamento com todas as entidades sindicais, 
reconhecendo-as como legítimas na representação dos interesses dos empregados em cada uma 
de suas categorias econômicas, buscando sempre o entendimento e a conciliação entre as partes.
Pesquisa, 
desenvolvimento, 
fabricação e 
qualidade do 
produto
Principais riscos monitorados na Natura GRI 102-15; 102-34
risco ações de mitigação
15
RELATÓRIO ANUAL 2017
Ao longo de 2017 foi feito um trabalho em meio 
às áreas de negócios para mapear os riscos apontados 
no final de 2016 pelo Comitê de Auditoria, Gestão 
de Riscos e de Finanças como prioritários para 
monitoramento, com base no dicionário de riscos 
revisitado naquele ano. A partir da identificação