A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
222 pág.
700 QUESTÕES DE FÍSICA - SEPARADAS POR ASSUNTO

Pré-visualização | Página 8 de 50

e) 16 000 km/s.
b) 16 km/s. d) 8 000 km/s.
104. (Mack-SP) A potência da força resultante que age sobre um car-
ro de 500 kg, que se movimenta em uma trajetória retilínea com
aceleração constante, é dada, em função do tempo, pelo diagra-
ma abaixo. 
No instante 4s a velocidade do carro era de:
a) 30 m/s. c) 20 m/s. e) 10 m/s.
b) 25 m/s. d) 15 m/s.
105. (UFRGS-RS) Ao resolver um problema de Física, um estudante en-
contra sua resposta expressa nas seguintes unidades: kg · m2/s3.
Estas unidades representam:
a) força. c) potência. e) quantidade de movimento.
b) energia. d) pressão. 
106. (Ufscar-SP) Nas provas de longa e média distância do atletismo,
os corredores mantêm sua velocidade constante durante a maior
parte do tempo. A partir dessa constatação, um estudante de físi-
ca afirma que, durante esse tempo, os atletas não gastam ener-
gia porque a energia cinética deles não varia. Essa afirmação é:
a) verdadeira, pois os corredores se mantêm em movimento sem
esforço, por inércia.
b) verdadeira do ponto de vista da física, mas falsa do ponto de
vista da biologia.
c) falsa, porque a energia cinética do atleta não tem relação com
o esforço muscular que ele desenvolve.
d) falsa, pois a energia cinética só se mantém constante graças
ao trabalho da força muscular do atleta.
e) verdadeira, porque o trabalho da resultante das forças que
atuam sobre o atleta é nulo.
107. (UFPE) Um bloco de massa m = 1,0 g é arremessado horizon-
talmente ao longo de uma mesa, escorrega sobre a mesma e
cai livremente, como indica a figura. 
A mesa tem comprimento d = 2,0 m e altura h = 1,0 m. Qual o
trabalho realizado pelo peso do bloco, desde o instante em
que foi arremessado até o instante em que toca o chão?
a) 1,0 · 10–2 J. c) 2,5 · 10–2 J. e) 5,0 · 10–2 J.
b) 1,5 · 10–2 J. d) 4,0 · 10–2 J.
108. (UFRGS-RS) Para um dado observador, dois objetos A e B, de mas-
sas iguais, movem-se com velocidades constantes de 20 km/h e
30 km/h, respectivamente. Para o mesmo observador, qual a
razão
EA entre as energias cinéticas desses objetos?—
EB
a) 1 b) 4 c) 2 d) 3 e) 9— — — — —
3 9 3 2 4
109. (UFPE) Uma partícula de massa m é abandonada a partir do re-
pouso de uma altura y = h acima da superfície da Terra (y = 0). A
aceleração da gravidade g é constante durante sua queda. Qual
dos gráficos abaixo melhor representa a energia cinética EC da
partícula em função de sua posição y?
a) d)
b) e)
c)
�
�
P (kW)
t (s)
125
0 10
�
�
�
�
�
�
h
d
2,0 m
�
�
EC
y
mgh
0 h
�
�
EC
y
mgh
0 h
�
�
EC
y
mgh
0 h
�
�
EC
y
mgh
0 h
�
�
EC
y
mgh
0 h
110. (Unifor-CE) Um corpo com 5,0 kg de massa cai verticalmente no
ar, a partir do repouso. Após percorrer 4,0 m sua velocidade é de
6,0 m/s. Nessa queda, as moléculas do corpo e do ar recebem
energia que provoca elevação de temperatura dos corpos. De
acordo com os dados, a energia mecânica perdida pelo corpo
vale, em joules: (Dado: g = 10 m/s2.)
a) 110. b) 90. c) 75. d) 60. e) 45.
111. (Vunesp) Um corpo cai em queda livre, a partir do repouso, sob
ação da gravidade. Se sua velocidade, depois de perder uma
quantidade E de energia potencial gravitacional, é v, podemos
concluir que a massa do corpo é dada por:
���a) 2Ev. b) 2E . c) 2Ev2. d) 2Ev. e) 2v
2
.— —
v2 E
112. (Uerj) Um chaveiro, largado de uma varanda de altura h, atinge a
calçada com velocidade v. Para que a velocidade de impacto do-
brasse de valor, seria necessário largar esse chaveiro de uma al-
tura maior, igual a:
a) 2h. b) 3h. c) 4h. d) 6h.
113. (UFMG) A figura mostra dois blocos de mesma massa, inicial-
mente à mesma altura. Esses blocos são arremessados para
cima, com velocidade de mesmo módulo.
O bloco I é lançado verticalmente e o bloco II é lançado ao longo
de um plano inclinado sem atrito. As setas indicam o sentido do
movimento.
A altura máxima atingida pelo bloco I é H1 e o tempo gasto para
atingir essa altura é t1. O bloco II atinge a altura máxima H2 em
um tempo t2.
Considere a resistência do ar desprezível.
Com base nessas informações, é correto afirmar que:
a) H1 = H2 e t1 = t2. c) H1 > H2 e t1 = t2.
b) H1 = H2 e t1 < t2. d) H1 > H2 e t1 < t2.
114. (UFRRJ) Um goleiro chuta uma bola que descreve um arco de pa-
rábola, como mostra a figura abaixo.
No ponto em que a bola atinge a altura máxima, pode-se afirmar
que:
a) a energia potencial é máxima.
b) a energia mecânica é nula.
c) a energia cinética é nula.
d) a energia cinética é máxima.
e) nada se pode afirmar sobre as energias, pois não conhecemos
a massa da bola.
115. (Fuvest-SP) Uma pessoa puxa um caixote, com uma força F, ao
longo de uma rampa inclinada de 30° com a horizontal, confor-
me a figura, sendo desprezível o atrito entre o caixote e a rampa. 
O caixote, de massa m, desloca-se com velocidade v constante,
durante um certo intervalo de tempo Δt. Considere as seguintes
afirmações.
I) O trabalho realizado pela força F é igual a FvΔt.
II) O trabalho realizado pela força F é igual a mgvΔt .———2
III) A energia potencial gravitacional varia de mgvΔt .———2
Está correto apenas o que se afirma em:
a) III. c) I e III. e) I, II e III.
b) I e II. d) II e III.
116. (UFG-GO) Os princípios de conservação da energia e da quanti-
dade de movimento são fundamentais na compreensão da dinâ-
mica de interação entre corpos, tais como: colisões, movimentos
de planetas e satélites, etc. Entende-se, pois, que:
a) a energia associada ao movimento de um corpo é alterada,
quando a força resultante, que atua sobre ele, realiza trabalho.
b) na ausência de forças externas em uma colisão, a quantidade
de movimento do sistema não se altera.
c) a energia cinética de um planeta em órbita elíptica em torno
do Sol é constante.
d) considerando-se uma pessoa saltando sobre uma cama elásti-
ca, e tomando-se o solo como referencial, pode-se dizer que
no instante em que a cama atinge o ponto mais baixo, a uma
altura h acima do solo, toda a energia mecânica da pessoa é
convertida em energia potencial elástica.
117. (PUC-SP) Uma pedra rola de uma
montanha. Admita que no ponto
A a pedra tenha uma energia me-
cânica igual a 400 J. Podemos
afirmar que a energia mecânica
da pedra em B:
a) certamente será igual a 400 J.
b) certamente será menor que 400 J.
c) certamente será maior que 400 J.
d) será maior que 400 J se o sistema for conservativo.
e) será menor que 400 J se o sistema for dissipativo.
118. (Vunesp) Um bloco de 6,0 kg, mantido em repouso sobre uma su-
perfície plana, horizontal e perfeitamente lisa, está encostado
em uma mola comprimida de 0,20 m. A mola, de massa despre-
zível e constante elástica igual a 150 N · m–1, tem a outra extre-
midade fixa. Num dado instante, o bloco é liberado e a mola o
impulsiona sobre o plano.
a) Determine a velocidade v do bloco imediatamente após per-
der o contato com a mola.
b) Sabendo que o tempo de duração do contato entre a mola e o
bloco é aproximadamente 0,3s, determine a força média Fm
exercida pela mola sobre o bloco durante esse tempo.
15
�
I
30°
g
v F
�
II
A
B
�
� �
16
119. (Uerj) Um corpo de massa 2 kg é abandonado no alto de um pla-
no inclinado, a 30 m do chão, conforme a figura:
Na ausência de atrito e imediatamente após 2s de movimento,
calcule as energias:
a) cinética; b) potencial.
120. (Fuvest-SP) Uma pista é formada por duas rampas inclinadas, A e