A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
284 pág.
Seitas e Heresias

Pré-visualização | Página 5 de 18

Reorganizada de Jesus Cristo dos Últimos Dias”.
No Brasil, os mórmons iniciaram seus trabalhos no sul (entre colonos alemães) em 1928.
MORMONISMO
2. O Livro de Mórmon
O Livro de Mórmon é também denominado de “um outro testamento de Jesus Cristo” e “uma segunda testemunha de Cristo”. Considerado pelos mórmons superior à Bíblia.
O Livro de Mórmon continua desacreditado do ponto de vista teológico, histórico, geográfico e científico, especialmente pela arqueologia.
Floyd C. McElveen afirma: “Na pesquisa que fiz sobre o mormonismo não encontrei um único arqueólogo não- mórmon que desse crédito à história do Livro de Mórmon” (A Ilusão Mórmon, Ed. Vida, p. 72).
Ele já passou por mais de quatro mil mudanças desde que foi editado pela primeira vez.
MORMONISMO
3. Escrituras Mórmons
3.1. Livro de Mórmon  10.000 citações diretas da versão da Bíblia inglesa “King James”
3.2. Doutrina e Convênios  coleção de 138 revelações principais dadas a Joseph Smith sobre muitos aspectos das doutrinas e práticas da Igreja Mórmon.
3.3. Pérola de Grande Valor  Possui quatro elementos: Livro de Moisés, Livro de Abraão, Escritos de Joseph Smith e Regras de Fé.
3.4. Declarações Oficiais  São as declarações oficiais do profeta vivo e de outras autoridades gerais da Igreja SUD (Santos dos Últimos Dias).

MORMONISMO
4. DOUTRINA
4.1. A Bíblia
“A Bíblia é a Palavra de Deus, escrita pelos homens. Mas os ‘Santos dos Últimos Dias’ reconhecem que se introduziram erros nesta obra sagrada. Além do mais consideram-na incompleta como um guia...”. (Quem são os Mórmons?, p.11).
Refutação:
A Bíblia é divinamente inspirada (2 Tm 3.16; 2 Pe 1.21), absolutamente digna de confiança (1 Rs 8.45; Mt 5.18; Lc 21.33), perfeita (Sl 19.7), verdadeira (Sl 119.142).
MORMONISMO
4. DOUTRINA
4.2. Sacerdócio de Aarão
Joseph Smith afirma que enquanto orava com Oliver Cowdery, João Batista apareceu-lhes e impôs-lhes as mãos, ordenando-os assim ao sacerdócio de Aarão.
Refutação:
O sacerdócio de Aarão foi abolido e substituído por Cristo; os sacrifícios praticados sob a Lei serviam de tipo a Cristo e não têm mais sentido na Graça, uma vez que tiveram nEle o seu cumprimento perfeito. Jesus fez o maior e definitivo sacrifício, quando de uma vez por todas entregou-se pelos pecados do povo (Rm 6.10), sendo constituído nosso eterno e sumo sacerdote (Hb 7.11-28; 9.11-15; 10.8-21).
MORMONISMO
4. DOUTRINA
4.3. Sacerdócio de Melquisedeque
“...Pedro,	Tiago	e	João,	visitaram	Joseph
e	Oliver	e
conferiu-lhes o sacerdócio de Melquisedeque”.
MORMONISMO
4. DOUTRINA
Refutação:
a) Nenhum homem depois de Melquisedeque ocupou tal posição, até que Jesus viesse e cumprisse o que Melquisedeque e seu sacerdócio tipologicamente representavam. Jesus é o único Sumo Sacerdote segundo a ordem de Melquisedeque (Hb 3.1; 5.6,10;6.20).
b) O sacerdócio de Melquisedeque é imutável e intransferível (Hb 7.24).
c) A Bíblia não fala de um sacerdócio de Aarão ou Melquisedeque para a Igreja, mas do sacerdócio de todos os crentes (1 Pe 2.5,9).
MORMONISMO
4. DOUTRINA
4.4. Doutrina do Progresso Eterno
Somos tão eternos quanto Deus. Para atingir a perfeição e deidade, teríamos de passar por quatro estágios da vida:
a) existíamos eternamente como “inteligências”;
b) progredimos daí para o mundo de espírito pré-mortal;
c) o terceiro estágio do progresso eterno é nossa presente provação mortal;
d) nossa posição depois da morte depende das nossas obras nesta vida. Quem for bom mórmon, pode esperar a Glória Celestial e, possivelmente, a deidade.
MORMONISMO
4. DOUTRINA
4.5. Doutrina dos Três “Locais de Glória”
a) Reino Telestial – para onde vão os ímpios do mundo.
b) Reino Terrestrial – para onde vão as pessoas boas que não foram mórmons.
c)	Reino	Celestial	–	reservado	somente	para	os

mórmons, onde os mórmons que se casaram no templo e se tornaram dignos chegam à exaltação ou deidade.
d) O Inferno ou a Segunda Morte é reservado para o diabo e seus anjos, e para os mórmons apóstatas.
MORMONISMO
4. DOUTRINA
Refutação:
A Bíblia jamais ensina haver três céus que sirvam de habitação eterna para o homem.
“A passagem de Jeremias citada acima não fala da preexistência do profeta, mas sim da presciência de Deus. 1 Coríntios 15.46 refuta a crença na preexistência do ser humano: ‘Mas não é primeiro o espiritual, e, sim o natural; depois o espiritual’.”
MORMONISMO
4. DOUTRINA
4.6. A Doutrina de Deus
O Pai, o Filho e o Espírito são três deuses.
O Pai possui um corpo de carne e ossos tão tangível como o do homem; o Filho também; mas o Espírito Santo não possui um corpo de carne e ossos, mas é um personagem de Espírito.
Deus já foi como somos; agora ele é um homem exaltado, entronizado em céus distantes.
Quando Adão, chegou ao jardim do Éden, veio com um corpo celestial. Ele ajudou a fazer e organizar este mundo. Ele é Miguel, o Arcanjo, o Ancião de Dias. Ele é nosso Deus, o único Deus com quem temos algo a ver”.
MORMONISMO
4. DOUTRINA
Refutação:
a) A Bíblia ensina que há somente um Deus, e não três (Dt 6.4; Is 43.10;44.6 ,8).
b)	O	cristianismo	não	crê	em	três	deuses,	mas	num Deus em três pessoas: o Pai, o Filho e o Espírito Santo.
c)	Jesus	disse: “Deus	é	espírito	(Jo	4.24).	Em	Lc 24.39 lemos: “Um espírito não tem carne nem ossos”.
d) Deus não é um homem que muda e progride (Nm 23.19; Os 11.9).
MORMONISMO
4. DOUTRINA
4.7. A Família Divina
Os SUD consideram a divindade como uma família composta por Deus e suas esposas, seus filhos (Jesus e Satanás) e ainda várias noras, genros e netos. Toda ela vivendo em poligamia e desunida.
MORMONISMO
4. DOUTRINA
4.8. Jesus Cristo
a) Jesus foi criado como filho espiritual por nosso Pai e Mãe no céu. Lúcifer (que mais tarde se tornou Satanás) e Jesus eram irmãos espirituais (PGV, Moisés,4.1-4).
b) Jesus não foi gerado pelo Espírito Santo.
c) Jesus era casado e polígamo.
d) A expiação de Cristo.
O sangue de Jesus não é suficiente para expiar todos os pecados. Há certos pecados que, segundo eles, podem ser expiados pelo sangue do próprio pecador.
MORMONISMO
4. DOUTRINA
4.9. Relacionamento Pessoal com Jesus
Adoram somente o Pai.
Refutação:
a) O Jesus da Bíblia sempre existiu, pois é eterno (Mq 5.2; Jo 8.58; Ap 1.17).
b) Ele não é o espírito-irmão de Lúcifer, mas o Criador de Lúcifer (Cl 1.16).
c) Ele foi gerado pelo Espírito Santo (Mt 1.18,20; Lc 1.34,35).
d) Não há nenhuma passagem na Bíblia que afirme que Jesus foi polígamo ou casado.
MORMONISMO
4. DOUTRINA
e) Quanto à expiação, a Bíblia diz, em 1 João 1.7, que “o sangue de Jesus Cristo seu filho, nos purifica de todo o pecado” e, em 1 João 2.2, que “ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo”.
f) Quanto ao relacionamento pessoal com Jesus, a Bíblia diz em 1 João 1.3 que “a nossa comunhão é com o Pai, e com seu filho Jesus Cristo”.
MORMONISMO
4. DOUTRINA
g) Estêvão orou a Jesus: “E apedrejaram a Estêvão, que em invocação dizia: Senhor Jesus, recebe o meu espírito. E pondo-se de joelhos, clamou com grande voz: Senhor, não lhes imputes este pecado. E, tendo dito isto, adormeceu” (At 7.59,60).
h) A última oração na Bíblia foi dirigida a Jesus: “Ora vem, Senhor Jesus” (Ap 22.20).
MORMONISMO
4. DOUTRINA
4.10. Salvação
A salvação é alcançada pela fé, arrependimento, batismo para remissão dos pecados, boas obras e obediência às leis e ordenanças do “evangelho, de acordo com os ensinos da Igreja Mórmon”.
Dois tipos de salvação:
a) Salvação Geral: na consumação dos séculos Deus punirá de maneira restauradora as almas dos homens que rejeitaram a Jesus Cristo como Senhor e Salvador, reconciliando-os consigo mesmo.
b) Salvação individual ou pessoal. Esta salvação é condicional. Não há salvação fora da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”
MORMONISMO
4. DOUTRINA
Refutação:
Os benefícios da obra expiatória de Cristo só serão aplicados naqueles que crerem nEle e