Mieloma Múltiplo
1 pág.

Mieloma Múltiplo


DisciplinaHematologia5.318 materiais30.715 seguidores
Pré-visualização1 página
MIELOMA MÚLTIPLO 
Fisiopatologia 
1) Alterações genéticas que fazem surgir um 
percussor neoplásico: muitas vezes somente a 
proteína monoclonal 
2) Evolui com mutações, demonstrando sintomas do 
MM 
3) Mieloma extramedular e leucemia de células 
plasmáticas. 
 
Definição 
Neoplasia maligna por proliferação de uma célula medular 
(Plasmócito) 
Representa 10-15% dos cânceres hematológicos. 
Mediana de idade: 66 anos 
 80% > 60 anos 
 2% < 40 anos 
Homens : Mulheres = 1,4 : 1 
Negros : Brancos = 2-3:1 
 
Diagnóstico 
I. Proteína monoclonal sérica ou urinária 
II. Plasmocitoma ou > 10% de plasmócitos em MO 
III. Lesão de órgão \u2013 alvo 
 
Outras Causas: 
o Discrasias plasmocitárias (amiloidose, MW) 
o Doenças Linfoproliferativas (LLC, Linfomas) 
E quando pedir eletroforese? 
o Lesões líticas 
o Insuficiência renal 
o Anemia em paciente idoso 
C \u2013 Hipercalcemia 
R \u2013 Insuficiencia Renal 
A \u2013 Anemia 
B \u2013 Lesões osteolíticas/osteoporose com fraturas 
 
 
Clínica 
Anemia: 
MO substituída por plasmócitos + Inibição da hematopoese. 
 
Insuficiência Renal: 
o Lesãotubular por cadeia leve 
o Hipercalcemia 
o Hiperuricemia 
o Infecções recorrentes 
o Deposito glomerular amiloide 
 
Hipercalcemia: 
o Poliúria, diurese osmótica 
o Desidratração, vômitos, anorexia e IRA pré-renal 
 
Quadros neurológicos 
o Compressão por fratura ou plasmocitoma? 
o Hipercalcemia: confusão, sonolência 
o Neuropatia periférica 
 
Susceptibilidade a infecção 
o Hipoglamaglobulina 
 
Outros 
o Lise óssea 
o Coagulopatia 
o Hiperviscosidade 
 
 
 
 
Demonstração de proteína monoclonal: 
Eletroforese de proteínas 
Imunofixação Sérica 
Proteinúria e imunofixação urinária 
Dosagem de imunoglobulinas 
Dosagem de cadeias leves 
Estadiamento 
 
 
 
 
 CRITÉRIOS SOBREVIDA 
(MESES) 
 
I 
- Beta-2-microglobulina sérica 
< 3,5mg/ml 
- Albumina sérica > 3,5mg/ml 
 
 62 
II NEM ESTÁGIOS 1 OU 3 44 
III Beta-2-Microglobulina sérica > 5,5 29 
 
Marcela Maria Lopes Costa \u2012 Universidade Estadual do Maranhão 
E quando o paciente não fecha os critérios do CRAB? 
1. MGUS (gamopatia monoclonal de significado 
indeterminado: Pico Monoclonal + Plasmócitos < 10% 
2. Mieloma Indolente (smoldering MM, MM 
assintomático): Pico Monoclonal + Plasmócitos > 10% 
 
 Indicação de Tratamento 
o Lesões osteolíticas, osteoporose intensa 
o Hb <10mg/dl ou queda de 2mg/dl do basal 
o Creatinina >2mg/dl 
o Cálcio sérico >11,5mg/dl 
o Plasmocitoma 
o Dano neural ou dano significativo 
 
 
 
 
Tratamento 
1. Autotransplante é possível? 
2. Considerar quimioterapia: 
\u2022 Melfalana VO intermitente + prednisona 
\u2022 1º esquema + Talidomida 
\u2022 Talidomida + Dexametasona 
3. Terapia de Suporte: 
\u2022 Dor: analgésicos, radioterapia (RT), evitar AINES 
\u2022 Fraturas: considerar vertebroplastia e cifoplastia 
\u2022 Hipercalcemia: hidratação/furosemida, bisfosfonato 
\u2022 Anemia: eritropoietina se Hb<9g/dl ou sintomas 
\u2022 Infecções: antibioticoterapia adequada 
\u2022 Hiperviscosidade: plasmaférese 
\u2022 Disfunção renal: manter hidratação, evitar 
intoxicação 
\u2022 Lesões líticas: pacientes com lesões líticas à 
radiografia simples devem receber pamidronato ou 
ácido zolendrônico