Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Micotoxinas em alimentos

Pré-visualização | Página 1 de 1

Micotoxinas em alimentos
São consideradas toxinas produzidas por fungos pelo seu metabolismo e seu consumo ocorre a intoxicação.
Normalmente a toxina se encontra no alimento e rações, gerando quadros agudos ou crônicos.
Os principais agentes são:
· Aspergillus (A.)
· Penicillus
· Fusarium (F.)
Fatores de contaminação:
Escolha da semente – pode já vir contaminada.
#A toxina já instalada no alimento ñ há como remove-la. Pode neutraliza-la apenas c/ aumento de temp.
Cuidados na colheita:
· Maturidade do grão (tempo certo de colheita)
· Umidade
· Temperatura
· Danos (insetos, pássaros, outros)
O transporte é o momento + critico.
Armazenagem:
Normalmente é em silos; antes de guarda-lo deve ser bem secado. 
Pode ser usado produtos antifúngicos ou subst químicas especificas.
Ter controle de umidade e temperatura.
# P/ casos de alta contaminação pode ser usado absorventes.
Mas normalmente é usado a técnica de diluição p/ atingir as taxas permitidas de dose de toxina no alimento.
Processamento:
Uso em rações, etc; depende muito da empresa; mas em alimentos contaminados devem ser processados por ultimo.
Micotoxicose animal – ingestão da toxina pelo animal.
Em leite, ovos, grãos, carnes e vegetais – pode ser eliminada a toxina e causar a micotoxicose humana.
# + comum em produção intensivas como frangos, suínos, entre outros.
AFLATOXINAS
Aspergillus flavus/ A. parasiticus/ A. homius – conhecida como a doença do amendoim, mas antigamente era chamada de doença X.
É composto por 17 compostos.
Considerada hepatotoxica (avinucultura)
A maioria das micotoxinas geram mutações, cancer, imunossupreção, teratoxica.
Podendo contaminar vários grãos/ alimentos.
Niveis toleráveis de micotoxina (ingestão) 
· B1 – 0,15 ng/kg – P.C/ dia
· AFM – 0,5 ng/kg – P.C/ dia
FUMONISINA
Fusarium verticilliodes e proliferatum – conhecida por contaminar milhos.
Normalmente causa LEUCOENCEFALOMALÁCIA EQUINA (degeneração da parte branca do cérebro – se liquefaz)
É um grupo de 13 moleculas
Neurotoxica – eqüino
Edema pulmonar agudo e hidrotorax – suínos
Considerada cancinogenica.
#quanto + processado o alimento + chances de contaminação
Niveis toleráveis de micotoxina (ingestão) 
800ng/ kg – P.C/ dia
OCRATOXINA A
A. Allutaceus e penicillium – comum no café e considerada neufrotoxica.
Em humanos provoca I.R q leva a morte
Em animais nada foi ainda relatado.
Niveis toleráveis de micotoxina (ingestão) 
100ng/ kg – P.C/ dia
ZEARALENONA
F. graminearum
Toxina F-2
Normalmente presente no milho
Toxina capaz de mimetizar um hormônio sexual (E2), gerando quadros de SINDROME ESTROGENICA EM SUINOS 
Provaca em fêmeas ações como vulvavaginite e alt do ciclo estral em machos causa uma femilinização e queda de libido.
Pode ser encontrado em outros grãos tbm.
PATULINA
A. , Penicillium e Byssochlamis – normalmente ocorre devido o consumo de suco de caixa.
Presente em frutas e atinge TGI.
TRICOTECENOS
Normalmente encontrado em trigo (trigo, cevada, entre outros).
Em animais acomete + aves, causando dermatites severas e atingindo TGI; causando perdas.
Ñ HÁ TRATAMENTO, APENAS PREVENÇÃO.