Distúrbios do sono
16 pág.

Distúrbios do sono


DisciplinaGeriatria1.381 materiais5.398 seguidores
Pré-visualização1 página
\u201c
Distúrbios 
do Sono
1
Marcela Maria Lopes Costa 
Clínica Médica - Geriatria
Fases do Sono
2
Sono 
REM
Sono 
não 
REM
Ritmo 
circadiano, da 
temperatura e 
homonal
Privação crônica 
do sono Doença e uso de 
Fármacos
Exposição a luz 
solar
Atividades 
físicas
3
ESTÁGIO ASPECTOS
N1 Transição do sono 
\u2193 Atividade eétrica cerebral
Sono leve 
N2 Relaxamento 
\u2193 Temperatura
\u2193 FC 
Fusos do sono e complexos K no EEG
N3 Sono profundo
Ondas de alta voltagem e \u2193 frequência 
Sono restaurador
REM Sonhos vívidos 
Atividade cerebral aumentada
\u2191 FC
\u2191 FR
Inibição ativa da musculatura
O Sono no Idoso
\u2b17 Mais tempo para ser iniciado
\u2b17 Despertar mais precoce
\u2b17 Redução da eficiência
A redução da capacidade de iniciar e de mantê-lo está assocado a aumento de 
morbidade e mortalidade nessa faixa etária
4
Insônia
Percepção de sono insuficiente, motivada pela incapacidade de
iniciar e/ou manter o sono a noite
Cerca de 40% dos idosos possuem insônia, sendo ainda mais frequente em mulheres
que fazem uso de hipnóticos.
5
Tempo para dormir ou fica 
acordado a noite
> 30 min 
Dificuldade para dormir 
3 ou mais vezes por 
semana 
Dificuldade para dormir por 
mais de 6 meses em 1 ano
Actigrafia
6
7
Hipnóticos 2ª geração
Zolpidem 5-10mg/dia 
Zoplicona 3,75-15mg/dia
Hipnóticos 3ª geração Indiplona 15-30mg/dia
Melatoninérgico Melatonina 3-6mg/dia
Antidepressivos 
sedativos
Mirtazapina 7,5-30mg/dia
Trazodona 50mg/dia
TRATAMENTO MEDICAMENTOSO DA INSÔNIA
8
Síndrome das Pernas Inquietas
9
Urgência em 
movimentar + 
parestesia e 
disestesia
Piora ou inicia 
em repouso
Melhora com 
movimento
Piora no fim 
da tarde ou à 
noite
Não há outra 
explicação 
médica
\u2b17 Medidas não farmacológicas
\u2b17 Pramipexol (0,125-0,5mg/dia ou ropinirol 0,3=25-6mg/dia).
\u2b17 Levodopa 50-200mg/dia
\u2b17 Gabapentina 300-900mg/dia
\u2b17 Reposição de sulfato ferroso 325mg VO 2x/d se ferritina < 50mcg
\u2b17 Pregabalina
Tratamento
Distúrbios do Sono REM 
10
Normalidade TRanstorno
Sonhos vívidos 
Atividade cerebral aumentada
\u2191 FC
\u2191 FR
Inibição ativa da musculatura
Hipotonia ou atonia muscular 
Atividades anormais durante sono
Maior parte dos casos não acorda 
paciente
\u2b17 Clonazempam 0,25-0,5mg/noite
\u2b17 Melatonina 3-12mg/noite
\u2b17 Pramipexol, donepezila, levodopa, carbamazepina e clozapina
Tratamento
Possíveis causas
\u2b17 Degeneração demencial?
\u2b17 Substâncias hipnóticas, antidepressivos, anticolisterásicos...
SAHOS
11
\u2b17 Despertar com boca aberta
\u2b17 Dor de garganta
\u2b17 Sufocamento
\u2b17 Mau humor
Outros 
sintomas
- Dessaturação da oxiemoglobina e despertar noturno frequente com 
sonolência excessiva durante dia 
Normal Até 5 eventos/hora
Leve 6-15 eventos/hora
Moderado 16-30 eventos/hora
Grave 31 eventos/hora
\u2b17 Redução de libido
\u2b17 Angina
\u2b17 Noctúria
\u2b17 HAS descontrolada
12
SAHOS
13
TRATAMENTO
\u2b17 Aparelhos intraorais
\u2b17 Decúbito lateral
\u2b17 Perda de peso
\u2b17 Evitar Sedativos
\u2b17 Medicamentoso
\u2b17 Mirtazapina
\u2b17 Anticolinesterásicos
\u2b17 Modafinila \u2013 quando sonolência diurna excessiva
13
Síndrome da apneia obstrutiva 
do sono de causa central
Oxigênio 2-4l/min 
Teofinilna 200-300mg/dia 
Otimização de tratamento para IC
Sonolência Diurna Excessiva
14
Sono e Comorbidades
Depressão
\u2b17 Pavor Noturno 
\u2b17 Alteração do ciclo circadiano
\u2b17 Antidepressivos podem piorar
insônia
Parkinson
\u2b17 Disturbios depressivos, motores 
e má higiene de sono 
\u2b17 Levodopa de liberação lenta 
200/50mg à noite melhora 
sintomas motores 
\u2b17 Estimulação cerebral profunda
\u2b17Modafina
15
Alzheimer
\u2b17 Alentecimento global do EEG 
em sono REM 
\u2b17Manifestação da doença e 
efeitoa colaterais de 
medicamento
\u2b17 Trazodona e Mirtazapina
\u2b17 Fluoxetina, Paroxetina e 
Bupopiona \ud83d\uded1
\u2b17 Evitar efeito Sundowning
\u2b17 Neurolépticos em baixas doses
\u2b17 Agomelatina
DRGE
\u2b17 Tosse de origem indeterminada
\u2b17 Pesquisa por complicações
\u2b17 CPAP 
\u201c
16
SEMPRE pesquisar
condições clínicas, 
psiquiátricas e 
farmacológicas. 
Transtorno de sono 
não é \u201cnatural\u201d