A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
35 pág.
Apostila Química Zero

Pré-visualização | Página 1 de 9

QUÍMICA
ZERO
ELABORADO POR:
ESTUDA 
MAIS
APRESENTAÇÃO
 
MAIS
 O projeto #químicazero nasceu através de um sonho antigo da Laís Anjos 
(@quimicando_), sonho que foi crescendo ao sentir algumas necessidades de 
vestibulandos, estudantes de uma maneira geral.
 Acreditando que somos capazes de ajudar auxiliando com os assuntos que 
considera base, Laís recebeu apoio de diversos amigos, uma dessas amizades é a 
Jayne (@estudamais) que se disponibilizou em ajudar nesse sonho, incentivando-a e 
realizando a edição da apostila com seu talento e criatividade, deixando a apostila 
incrível. 
 Também estamos recebendo o apoio da Yasmin Vizeu (@yasmin_vizeu) , que 
realiza a revisão do material, sempre muito atenciosa. 
 Que o projeto de alguma forma seja luz nos seus estudos, desejamos arduamente 
que você realize seu sonho.
 
 De todo coração, 
 Toda equipe do #químicazero .
Autores:
Revisão: 
QUÍMICA
ZERO
ESTUDA 
CAPÍTULO 1: CONCEITOS FUNDAMENTAIS I
CAPÍTULO 2: CONCEITOS FUNDAMENTAIS II
CAPÍTULO 3: MODELOS ATÔMICOS
CAPÍTULO 4: CARACTERÍSTICAS DO ÁTOMO
CAPÍTULO 5: TABELA PERIÓDICA
CAPÍTULO 6: LIGAÇÕES QUÍMICAS
CAPÍTULO 7: INORGÂNICA 
CAPÍTULO 8: RELAÇÕES DE MASSA (mol, MM, avogadro...)
CAPÍTULO 9: ESTEQUIOMETRIA
CAPÍTULO 10: REVISÃO GERAL
ÍNDICE
QUÍMICA
ZERO
 
 Para entendermos melhor os assuntos 
que norteiam a Química, precisamos 
estabelecer alguns conceitos. 
Primeiramente: Matéria e Energia; 
 MATÉRIA é tudo aquilo que incluímos 
como materiais que são formadores do 
Universo, como por exemplo: a água, o ar, 
 
MATÉRIA É TUDO QUE OCUPA LUGAR 
NO ESPAÇO E TEM MASSA
 
 Já a é tudo que pode a ENERGIA modificar
matéria na sua , posição ou natureza química
ou estado de agregação com capacidade 
de realizar trabalho, ou aquilo que pode 
anular ou provocar movimentos e causar 
deformações. Por exemplo: quando temos 
a lenha (madeira) na fogueira, a madeira 
é a matéria e a energia é liberada em forma 
de calor.
Capítulo 1: CONCEITOS FUNDAMENTAIS I
MATÉRIA, ENERGIA
E UNIDADES DE MEDIDA
+ =
MATÉRIA ENERGIA liberada em 
forma de calor
 
 
 
 Energia Elétrica: é a energia que está 
associada à corrente elétrica.
 
 Energia SOLAR: é a energia que está 
associada à radiação solar.
 
ALGUMAS FORMAS DE ENERGIA
...
ALGUMAS FONTES DE ENERGIA
URÂNIO 
SOL PETRÓLEO 
VENTO 
ÁGUA 
CARVÃO 
Forma de energia: tipos de energia.
Fonte de energia: o que origina a energia.
 A energia manifesta-se à nossa volta e 
de muitas : nada acontece sem energia. formas 
 Essa energia, que é só uma, pode ser 
qualificada de acordo com os efeitos que 
produz, de acordo com a de onde fonte
provém. Assim manifestando-se de diferentes 
modos, sendo detectada pelos efeitos que 
produz.
as rochas e toda diversidade de seres 
vivos, ou seja, que tenha massa e ocupe 
lugar no espaço em um dos três estados 
f í s i c o s sól i do , l í qu i do ou gasoso .
E n t r e t a n t o , n em s em pr e é v is í v e l . 
QUÍMICA
ZERO
 Para podermos comparar, medir e 
entender como as transformações 
naturais ocorrem, utilizamos as 
GRANDEZAS FÍSICAS: volume, massa, 
pressão, E temperatura densidade. Vamos 
falar um pouco sobre isso:
 
 
 É uma propriedade geral da matéria 
que indica a extensão de espaço ocupado por 
um corpo, sua unidade padrão é o metro 
cúbico (m3).
 
 É a propriedade geral da matéria que 
indica a que existe em quantidade de matéria
um corpo e que possui como unidade 
padrão o quilograma. 
CONCEITOS FUNDAMENTAIS I
 
 
 
 É a que age em uma determinada força
área. Os gases exercem pressão sobre a 
na qual estão em contato.
 
 
 
 É uma grandeza física relacionada 
à de um material e energia térmica não 
depende da massa. A unidade de medida da 
temperatura usada aqui no Brasil é o 
grau Celsius (°C), mas no Sistema 
Internacional de Medidas é usado o kelvin 
(K).
 
 
 TK = + 273T°C
 TEMP. EM KELVIN= +27323ºC
 TK= 296 K
 É a relação estabelecida entre a e massa
o de determinado material no estado volume
sólido, líquido ou gasoso. A unidade de 
medida usada é g/cm3
‘Karol Hoje Deu Muitos Doces Com Mel’
MULT IPLICAR
DIVIDIR
EXEMPLOS
1 m = 1000 L (ou 10 L)
3
3
1 L = 1dm 
3
 massa
pressão
EXEMPLO
1 atm = 760 mmHgvolume
temperatura
densidade
EXEMPLOS 
MACETE
QUÍMICA
ZERO
EXEMPLOS 
1 t = 1000 kg (ou 10 kg)
1 kg = 1000 g (ou 10 g)
3
3
 = Densidade
Massa
VOLUME
(http://wmnett.com.br/quimica/substancias-e-materiais/)
rolha
ferro
EXEMPLO 
(+ denso)
(- denso)
VAMOS PRATICAR ?
CONCEITOS FUNDAMENTAIS I
 
QUÍMICA
ZERO
1. (UEPB) O princípio da conservação da 
energia const i tu i uma das grandes 
generalizações científicas elaboradas no 
século XIX. A partir dele, todas as atividades 
humanas passaram a ter um “denominador 
comum” – a energ ia . Com base na 
compreensão desse princípio, relacione os 
objetos ou fenômenos numerados de 1 a 5, 
com as t ransformações de energ ia 
correspondentes, abaixo deles.
(1) No movimento de uma pessoa que escorrega 
num tobogã.
(2) Um secador de cabelos possui um ventilador 
que gira e um resistor que se aquece quando o 
aparelho é ligado à rede elétrica.
(3) Um automóvel em que a bateria constitui a 
fonte de energia para ligar o motor de arranque, 
acender os faróis e tocar a buzina, etc.
(4) Na usina hidroelétrica, onde a queda-d’agua 
armazenada em uma represa passa pela 
tubulação fazendo girar uma turbina e seu 
movimento de rotação é transmitido a um 
gerador de eletricidade.
(5) Na usina térmica, onde a queima do carvão 
ou petróleo (óleo combustível) provoca a 
vaporização da água contida em uma caldeira. 
Esse vapor, em alta pressão, faz girar uma 
turbina e essa rotação é transmitida ao gerador 
de eletricidade.
( )A energia elétrica transforma-se em energia 
de movimento (cinética) e térmica.
( )A energia potencial transforma-se em energia 
cinética e térmica.
( )A energia potencial de interação gravitacional 
transforma-se em energia cinética, que se 
transforma em elétrica.
( )A energia potencial química transforma-se em 
energia de movimento (ou cinética) em 
luminosa e em sonora.
( )A energia potencial química transforma-se em 
energia térmica, que se transforma em cinética 
e, por sua vez, transforma-se em elétrica.
2. (ENEM) Com base em projeções, 
realizadas por especialistas, prevê-se, para o 
fim do século XXI, aumento de temperatura 
média, no planeta, entre 1,4°C e 5,8°C. Como 
c o n s e q u ê n c i a d e s s e a q u e c i m e n t o , 
possivelmente o clima será mais quente e 
mais úmido bem como ocorrerão mais 
enchentes em algumas áreas e secas 
crônicas em outras. O aquecimento também 
provocará o desaparecimento de algumas 
geleiras, o que acarretará o aumento do nível 
dos oceanos e a inundação de certas áreas 
litorâneas. As mudanças climáticas previstas 
para o fim do século XXI
a) provocarão a redução das taxas de evaporação 
e de condensação do ciclo da água.
b) poderão interferir nos processos do ciclo da 
água que envolvem mudanças de estado físico.
c) promoverão o aumento da disponibilidade de 
alimento das espécies marinhas.
d) induzirão o aumento dos mananciais, o que 
solucionará os problemas de falta de água no