A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
21 pág.
SABATINA - ARTE E MUSICALIZAÇÃO APLICADAS À EDUCAÇÃO (1)-1-1

Pré-visualização | Página 1 de 5

Grupo do facebook: Pedagogia Ead Unicesumar 
 
1 
Sabatina de Arte e Musicalização aplicadas à educação 
1ª Aula ao vivo 
1) Discorra sobre a etimologia e a definição da palavra arte? 
Do Latim artis, significa maneira de ser ou jeito de agir. Habilidade natural ou, 
adquirida através de conhecimento técnico. Arte é a produção consciente de 
obras ou objetos voltados para a concretização de um ideal de beleza e 
harmonia ou para a expressão da subjetividade humana. Ex.: literária, pintura, 
cinema. Vale ressaltar que esse conceito de arte abordado pelo dicionário é 
restrito e inclui somente o belo, quando na verdade a arte deve ser 
compreendido em sentido amplo, em todas as formas de manifestação, ainda 
que se apresente esteticamente “feia.” 
2) Definição e etimologia da palavra música: 
Do Grego mousikḗ diz respeito às musas, a poesia ou as artes. É a 
combinação harmoniosa de sons. Arte de se exprimir por meio de sons, 
seguindo regras variáveis conforme a época e a civilização, expressando uma 
manifestação cultural. 
3) Contribuições da arte para educação, segundo Barbosa: 
A arte não é apenas básica, mas fundamental na educação de um país que se 
desenvolve. Arte não é enfeite, é cognição, é profissão, é uma forma diferente 
da palavra “interpretar” o mundo. Como conteúdo, a arte apresenta o melhor 
trabalho do ser humano. Não é possível o desenvolvimento integral da 
inteligência sem o desenvolvimento do divergente, do pensamento visual e do 
conhecimento representacional que caracterizam a arte. 
4) Apresente a justificativa da inserção da disciplina de arte no conteúdo 
escolar: 
Devido ao valor intrínseco da arte, como construção humana, patrimônio 
comum a ser apropriado por todos. A disciplina de artes contribui para o 
desenvolvimento dos processos de pensamento e aquisições de atitudes, cujo 
alcance transforma o aluno, pois propicia confiança, capacidade de análise e 
visão ampla da realidade. 
5) Os objetos criados pelo homem possuem uma função específica, em 
outros casos o ser humano com suas emoções e sua estética cria coisas 
sem uma utilidade imediata. Explica a diferença entre a criação da obra de 
arte e a criação de objetos: 
O homem cria objetos para: 1) utilizar, 2) comunicar, 3) expressar sentimentos 
ou 4) visão histórica. As obras de arte são parte de uma cultura (povo). 
Retratam 1) desejos, 2) sentimentos, 3) realidade e história. 
 
Grupo do facebook: Pedagogia Ead Unicesumar 
 
2 
6) Se pretendemos uma educação intelectual, formal, informal, mas 
principalmente humana, a arte é necessária para desenvolver algumas 
habilidades, quais são elas? 
a) Para desenvolver percepções e imaginações, b) para capturar a realidade 
circundante, c) e desenvolver a capacidade criadora, necessária à modificação 
dessa realidade. 
7) Como a arte e a educação podem propiciar inserção cultural e social? 
Mediante a construção de novos conhecimentos. Arte e educação tem alto 
potencial transformador. A educação exerce um papel primordial no 
desenvolvimento da personalidade dos indivíduos. Logo o futuro de um aluno 
motivado e instigado a desenvolver a criatividade e o pensamento crítico, tem 
perspectivas melhores de inserções cultural e social. 
8) Piaget acredita que o conhecimento é resultado de uma construção 
contínua de mediação entre sujeito e o objeto, ou seja, entre meio físico e 
social. É nesse ponto que a participação da arte é fundamental no 
processo de construção de conhecimento. Explique: 
Um trabalho artístico sempre carrega embutido a ação, a intenção do sujeito 
que o criou. Esta intenção é fruto da interação do artista com sua realidade 
histórica e com o próprio objetivo criado. Nesse processo o indivíduo é capaz 
de construir novos entendimentos, novos conceitos, por meio das obras de sua 
criação. Como processo de criação do novo, a arte favorece a superação do 
que é igual, da reprodução. 
9) Como dever ser ministrada a disciplina de arte segundo o 
Plano Curricular Nacional na educação das crianças, e qual é a realidade 
apresentada hoje nas escolas? 
A educação deve se dar em contexto capaz de propiciar o acesso a elementos 
culturais que contribuam para o desenvolvimento e para interação das crianças 
na sociedade, inserindo recursos de artes visuais tais como escultura, pintura, 
desenho e fotografia. Porém, as aulas de arte geralmente são consideradas 
como passatempo e o papel do professor é o de mero decorador. As 
produções das crianças são reduzidas a meras lembrancinhas que não 
envolvem a capacidade de criar. 
10) Qual deve ser então ser o verdadeiro papel do professor, de acordo 
com o contexto citado na questão anterior? 
O papel fundamental do professor é integrar o aluno nessa trama de 
significados produzidos pela arte. Isso inclui conhecimentos sobre diferentes 
operações técnicas, estéticas, críticas, históricas e sociais. Ele deve intervir 
para potencializar o encontro do aluno, com a obra de arte nas diferentes 
instâncias envolvidas em sua compreensão. 
 
 
Grupo do facebook: Pedagogia Ead Unicesumar 
 
3 
11) Tabela sobre as concepções de ensino: 
Objetivos 
Tradicional Escola Nova Tecnicista 
Para garantir a 
construção de uma 
sociedade democrática 
e superar a opressão do 
Antigo Regime era 
necessário combater a 
ignorância. Só mediante 
às instruções de uma 
cultura letrada era 
possível transformar os 
súditos em cidadãos. A 
intenção é promover a 
igualdade por meio da 
instrução, da 
transmissão de 
conhecimentos. 
 
 
Nessa Escola o método 
é a modificação da 
aparência da Escola. O 
espaço escolar precisa 
acolher o aluno e não 
castigá-lo. As paredes 
da escola assumem 
cores novas. O método 
está relacionado ao 
interesse espontâneo 
e natural da criança 
pela aprendizagem. 
Cada aluno deve ser 
respeitado em seu nível 
de desenvolvimento e 
em seu tempo pessoal 
de assimilação do 
conteúdo 
Inspirada em princípios 
positivistas, baseados 
na racionalidade, na 
eficiência e na 
produtividade, a escola 
passou a ser neutra, 
com processo educativo 
operacional e objetivo. 
A intenção da escola é 
minimizar a interferência 
social sem colocar em 
risco sua eficiência. 
Para tal, era necessário 
mecanizar os processos 
de ensino e padronizá-
los. A educação deve 
treinar para execução de 
tarefas demandadas 
pelo sistema social. A 
pedagogia tecnicista 
transpôs para a escola o 
sistema fabril. 
 
 
Quem era o marginalizado? 
Escola Tradicional Escola Nova Escola tecnicista 
Era marginalizado 
(ignorante) aquele que 
não era esclarecido. A 
escola é a cura, o 
remédio para falta de 
conhecimento e 
exclusão social. Palavra 
–chave: ignorância 
 
O marginalizado era o 
incapaz, o deficiente, o 
que apresentava 
dificuldade e atraso na 
aprendizagem em 
relação aos demais 
alunos. Aquele que não 
aprende é anormal e 
não mais marginal. 
Palavra-chave: 
anormalidade 
Na didática tecnicista, o 
marginalizado era o 
incompetente, 
ineficiente, improdutivo 
e, sendo incompetente, 
não contribuía para o 
aumento da produção 
social, sendo um fardo 
para os produtores. 
 
Palavra-chave: 
incompetente 
 
Grupo do facebook: Pedagogia Ead Unicesumar 
 
4 
O papel do professor 
Escola Tradicional Escola Nova Escola tecnicista 
De acordo com essa 
teoria o professor é 
considerado o centro 
do processo educativo. 
Sua função é transmitir 
o conhecimento por ele 
retido, e aos alunos 
cabia assimilar. 
O método escolhido 
para fixação da 
aprendizagem era 
memorização, repetição 
e imitação. 
 
Nesse sentido o 
professor é apenas 
um colaborador, O 
aluno precisa sentir-se 
bem na Escola. O 
professor perdeu seu 
caráter hierarquizado 
para que na relação 
com o aluno, o discente 
assumisse o centro.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.