A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
11 pág.
PROVA OBJETIVA - SISTEMÁTICA DE EXPORTAÇÃO E DRAWBACK - COMÉRCIO EXTERIOR - UNINTER

Pré-visualização | Página 1 de 5

Questão 1/12 - Sistemática de Exportação e Drawback 
Uma empresa exportadora decide contratar uma empresa para efetuar a venda de suas mercadorias na China, 
Tailândia e Hong Kong para abertura de mercado nestes locais e ainda solicitou que as negociações sejam 
efetuadas diretamente com os clientes nestes países. 
Na descrição acima, a empresa exportadora utiliza-se de qual canal de distribuição? 
Nota: 10.0 
 A 
Trader. 
Trader: Pode ser uma pessoa física ou jurídica que normalmente atua em países diversos daquele onde 
está localizado o exportador. Trata de vender os produtos da empresa exportadora em diversos países 
negociando diretamente com as empresas ou até mesmo com organizações e câmaras de comércio 
com a finalidade de distribuição e venda dos produtos. Agente: Pode também ser uma pessoa física 
ou jurídica que representa a empresa exportadora em um determinado país, falando em seu nome, 
como se fosse extensão da empresa. Normalmente remunerado por meio de comissão de agente, sendo 
que este valor já é informado na Declaração Única de Exportação (DU-E) para o desconto do câmbio 
recebido e o posterior envio para o agente. Offshore ou coligadas: São empresas localizadas em outros 
países com direção e participação de empresas nacionais em seu capital e representam a empresa 
exportadora localizada no Brasil. Ela promove as vendas e funciona ora como trader, ora como agente 
e em sua maioria, são localizadas em paraísos fiscais para usufruto dos benefícios oferecidos pelo país 
onde estão sediadas. Trading Company: São empresas especializadas em comércio exterior e que 
possuem uma maior barganha de preços vez que operam com diversos importadores e exportadores. 
Possuem os mesmos benefícios fiscais que os exportadores no Brasil e conseguem melhores preços 
vez que reúnem diversos exportadores com pequenas capacidades produtivas para o envio de grandes 
quantidades de mercadoria ao exterior porque atuam fora do Brasil na busca de compradores de 
produtos brasileiros. Elas somente recebem os produtos e exportam, não participando da cadeia 
produtiva e também não dominam o processo produtivo, dominando somente a parte comercial do 
negócio que passa a ser sua e não do exportador, como nos casos de trader e agente, onde todas as 
operações pertencem ao exportador. Joint venture: É a junção de duas ou mais empresas no exterior 
com a finalidade de abrir mercados não conhecidos pelo exportador. Geralmente esta junção é de uma 
empesa brasileira com outra estrangeira que detém o conhecimento dos costumes, necessidades e 
dialetos do país onde se busca a abertura de mercado. As empresas associadas neste projeto são 
responsáveis pela totalidade do projeto e devem associar-se para o seu bom desempenho e 
funcionamento, podendo ser dissolvida a qualquer momento. 
 B Agente. 
 C Trading Company. 
 D Offshore. 
 E Joint venture. 
 
Questão 2/12 - Sistemática de Exportação e Drawback 
Quando se tem o produto e o setor responsável já conseguiu efetuar uma venda, iniciam-se as negociações de 
prazo de entrega da mercadoria, envio dos documentos originais para desembaraço e também como se dará o 
pagamento da mercadoria. As formas de pagamento influenciam diretamente no fluxo de caixa do exportador, 
principalmente se este não conseguiu nenhum financiamento para a produção da mercadoria para envio. 
Também por meio da forma de pagamento escolhida, haverá maior ou menor risco para o exportador e para o 
importador. 
Tendo em vista o texto acima, marque a única opção correta onde o risco do exportador não existe no 
processo de exportação. 
Nota: 10.0 
 A Pagamento à vista. 
 B Pagamento a prazo. 
 C 
Pagamento antecipado. 
Você acertou! 
O pagamento antecipado é uma das formas que traz maior segurança para o exportador porque 
receberá o pagamento antes mesmo de produzir a mercadoria e então poderá utilizar do valor já 
recebido para a produção do produto e posteriormente prosseguir com o envio do mesmo ao 
importador. A próxima modalidade é a remessa sem saque, ou seja, a mercadoria será produzida e 
enviada ao importador, bem como os documentos originais, e, posteriormente o pagamento será 
enviado para o exportador sem haver nenhum documento bancário para posterior protesto no caso 
da falta do pagamento. Nestas modalidades, o risco é todo do exportador porque a mercadoria já foi 
embarcada. No pagamento à vista o exportador envia a mercadoria e posteriormente envia cópia da 
fatura comercial e do conhecimento de embarque para o importador que efetua o pagamento, 
entretanto, o importador pode exigir o recebimento dos documentos originais para posterior envio 
do pagamento. Caso o pagamento seja maior que 360 dias após a data do embarque, deverá fazer o 
RC (registro de operação de crédito) para informar nos documentos de exportação, vez que 
pagamento com prazo igual ou acima de 360 dias são considerados como financiamento e para todo 
tipo de financiamento, deve ser feito este documento. No caso do Proex, independentemente do 
prazo de pagamento, o RC deverá ser feito. A cobrança documentária via banco à vista é aquela que 
oferece um menor risco para o exportador porque após desembaraçada a mercadoria no Brasil, o 
exportador enviará os documentos originais para o seu banco, sob instruções recebidas daquele, 
sendo apenas mandatário do exportador. Posteriormente, o banco no Brasil irá remeter ao banco do 
importador para que receba os documentos e proceda com a entrega dos documentos originais ao 
importador sob o pagamento da mercadoria. A carta de crédito já é um documento de cobrança com 
garantia de recebimento dos valores pelo exportador caso todo o procedimento seja seguido e todos 
os documentos emitidos em conformidade com o negociado na carta de crédito. 
 D Carta de crédito. 
 E Remessa com saque. 
 
Questão 3/12 - Sistemática de Exportação e Drawback 
Após análise da viabilidade da exportação, a habilitação da empresa no radar junto à Receita Federal, já ter o 
cliente no exterior, analisado todas as necessidades e escolhido a NCM mais adequado para a exportação do 
produto, a empresa exportadora deve contar com funcionários capacitados para o processo de exportação, 
tendo que fazer a busca no mercado destes funcionários ou até mesmo capacitar os próprios funcionários para 
que possam lidar com todo o processo de exportação. 
Quais as competências mínimas para o responsável pelo setor de exportação? Analise as assertivas abaixo e 
marque a única opção correta: 
I – Conhecimento de outros idiomas, sendo de principal importância o inglês; 
II – Conhecimento de custos; 
III – Conhecimento da legislação tributária; 
IV – Conhecimento da produção da mercadoria. 
Nota: 10.0 
 A Somente a I está incorreta. 
 B Somente a II está incorreta. 
 C Somente a III está incorreta. 
 D 
Somente a IV está incorreta. 
Você acertou! 
Somente a IV está incorreta o responsável deverá entender de custos, tributos e conhecimentos 
gerais de comércio exterior para cálculo do valor de venda da mercadoria ao exterior, não sendo 
necessário o conhecimento a respeito da produção da mercadoria. 
 E Todas estão incorretas. 
 
Questão 4/12 - Sistemática de Exportação e Drawback 
Os organismos de cooperação financeira são aqueles responsáveis pelo controle do câmbio, pelo 
financiamento de projetos, produtos e empresas para o bom andamento do mercado. 
Dentre estes organismos, temos aquele que é um fundo criado principalmente pela contribuição dos próprios 
países aliados e a votação com relação à destinação das contribuições para ajudar a balança de pagamento dos 
países se dá conforme o desempenho econômico de cada país, bem como sua participação no comércio 
mundial, ou seja, quanto mais rico o país, mais peso tem o seu voto. De qual organismo de cooperação 
financeira está sendo tratado? 
Nota: 10.0 
 A Banco Internacional para a reconstrução e o Desenvolvimento 
 B GATT. 
 C 
FMI. 
Você acertou!