A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
Administração científica na Enfermagem

Pré-visualização | Página 1 de 1

A INFLUÊNCIA DA TEORIA DA ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA NO PROCESSO DE TRABALHO EM ENFERMAGEM
INTRODUÇÃO
A teoria da administração cientifica teve como fundamentador Frederick Winslow Taylor (1856-1915), que é considerado pai da administração científica. Taylor criou o modelo de administração cientifica com o objetivo de aumentar a eficiência nos processos de trabalho. De acordo com a teoria da administração cientifica o trabalhador deveria produzir mais em menos tempo sem que elevasse os custos de produção.
Conseguinte a isso, em seu segundo livro “Princípios de Administração Científica’’, publicado em 1911, Taylor introduz os quatro princípios fundamentais da administração científica, que são os, princípio do planejamento, onde Taylor mostra que esse princípio consistia na substituição do julgamento individual do operário e na troca do improviso e da prática por métodos planejados e testados; princípio da preparação dos trabalhadores, que baseava-se em selecionar os trabalhadores de acordo com suas capacidades, para depois prepara-los e aperfeiçoa-los para produzirem mais e melhor, de acordo com o método traçado; princípio do controle, que consistia em controlar o trabalho para que se tivesse a certeza de que ele estava de acordo com a metodologia estabelecida e dentro da meta de produção; e Princípio da execução, era baseado em distribuir diferentemente as funções e as responsabilidades para que o trabalho fosse o mais disciplinado possível (COELHO, 2007).
Assim sendo, é possível perceber que a administração desenvolvida por Taylor é focada na racionalização e no planejamento das atividades operacionais, com ênfase nas tarefas, dessa forma o trabalhador sabia cada vez menos do todo que constituía o seu trabalho restringindo e focando seu saber somente na tarefa que lhe cabia. 
Com isso, Pires e Matos (2004), relacionam a o modelo da administração cientifica no processo de trabalho em enfermagem, quando na enfermagem, em geral, predominam os princípios de organização baseados na hierarquia rígida, a divisão do trabalho em tarefas, o fazer em detrimento do pensar, a forte preocupação com manuais de procedimentos, rotinas, normas e escalas de distribuição de tarefas, contribuindo assim com a fragmentação da assistência aos usuários.
No entanto, é válido salientar que a administração cientifica também pode ser vista na enfermagem no processo de cuidado integral ao paciente, isso quando o cuidado é fragmentado, realizando divisão de tarefas para que o paciente seja visto como um todo. 
Ainda no modelo de administração cientifica, ocorre uma repartição de responsabilidade, onde a gerência fica com o planejamento, estudando o trabalho do operário e o estabelecimento do método de trabalho, bem como com a supervisão, prestando assistência contínua ao trabalhador durante a produção (Chiavenato e Idalberto, 2014). Na enfermagem também ocorre esse processo do modelo de administração cientifica quando, Técnicos e auxiliares cuidam da assistência direta e o enfermeiro assume a supervisão e o controle do processo de trabalho.
Dessa forma, o presente trabalho tem como principal importância resgatar as teorias administrativas em seus aspectos positivos e negativos, para que dessa forma, haja aprimoramento e escolha de novos modelos administrativos no processo de trabalho em enfermagem, contribuindo para a melhora da qualidade do cuidado prestado ao paciente. 
OBJETIVO
O objetivo deste trabalho é abordar as características da Administração Científica, correlacionando-o com os modelos de organização vigentes no processo de trabalho em enfermagem.
METODOLOGIA
A metodologia utilizada para a produção do texto foi a revisão bibliográfica do livro teoria Geral da administração e outros 3 artigos relacionados ao tema.
RESULTADOS E DISCUSSÕES
As características da administração científica são: Ciência em lugar do empirismo, Harmonia em vez de discórdia, Cooperação, não-individualismo, Máxima produção e não-restrição de produção, Desenvolvimento de cada indivíduo para sua máxima eficiência e prosperidade. Uma das constacoes que Taylor fez, foi com o fato de que os operários aprendiam a maneira de executar as tarefas por meio da observação do companheiro e com isso acaba gerando diferentes maneiras e método para fazer a mesma tarefa e uma grande variedade de instrumentos e utilizando assim diferentes instrumentos e ferramentas em cada operação.
Os modelos de organização do trabalho de enfermagem são o modelo funcional, modelo de trabalho em equipe, modelo do trabalho integral, e cuidado integral sequencial.
O modelo funcional é dirigido principalmente para as tarefas, enfermeiro, auxiliar, e técnico, ele é um dos modelos que é centrado na técnica, o trabalho gerencial é baseado na administração científica e clássica, ou seja é um modelo voltado para tarefa e estrutura, voltado para o controle sobre os processos de trabalho, permite maior produtividade, divisão rigorosa dos trabalhos entre executores e gerentes e o incentivo monetário que é pagar mais áquelequeproduzirmais. Um fato importante de se mencionar é que a teoria administrativa que mais influenciou a enfermagem em sua formação é a administração científica, isso se deve pois ela surgiu diante da criação de tarefas, uma vez que o enfermeiro era o enfermeiro responsável pela determinação de tarefas para determinadas pessoas. A teoria administrativa científica tem muitas críticas, sendo relacionada ao Pensamento no homem no aspecto mecânico (aspecto mecanicista),  Apesar do aspecto mecanicista, há a ênfase na especialização do operário como fator de produção. Trazendo para o aspecto da enfermagem, é o exemplo do enfermeiro que se torna especialista em curativo, em gasometria, em punção arterial etc., uma vez que realizada o mesmo procedimento diversas vezes. Ênfase na eficiência A Teoria Científica não considera as influências do grupo no desempenho individual, uma vez que esta está preocupada com a produção individual, não havendo influencia do grupo sobre esse processo. Alguns pontos estão relacionados na administração científica e a enfermagem:  Elaboração ou simples adoção de manuais de técnicas e 
procedimentos; Escalas diárias de divisão de atividades/fase mecanicista da 
administração; Assistência de enfermagem é fragmentada em atividades; O executor se distancia do todo (assistência de enfermagem/cuidado integral do paciente) e se fixa na parte (tarefa); Assistência de enfermagem integral ocorre somente nos pacientes graves; Busca melhorar a produtividade dos profissionais.
CONCLUSÕES
Concluindo assim que, a administração científica é centrada no fato de que o trabalhador deveria produzir mais em menos tempo sem que elevar os custos de produção, Ou seja estar mais relacionado ao aspecto mecanicista. Também foi visto que a enfermagem estar muito relacionada a essa teoria, isso por que, a administração científica é baseada também na padronização, e a enfermagem está diretamente ligada, seja na realização de técnicas padronizadas, ou nas escalas diárias de divisão de atividades/ fase mecanicista da administração.
REFERÊNCIAS:
COELHO. José Márcio; GONZAGA. Ricardo Martins; Administração Científica de Taylor: O Homem do Tempo. São José, 2007.
CHIAVENATO, IDALBERTO. Introdução a teoria geral da administração. 9ª edição. São Paulo: Manole, 2014
Pires DEP, Gelbcke FL, Matos E. Organização do trabalho em enfermagem: implicações no fazer e viver dos trabalhadores de nível médio. Trabalho, Educ Saúde. 2004 Set.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.