A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
920 pág.
Fundamentos da Homeopatia

Pré-visualização | Página 6 de 50

As portas da percepção. Porto Alegre, Globo, 1981. 
14. JACK, Christian. A sabedoria viva do antigo Egito. Bertrand Brasil, 1999. 
15. JACOBI, J. Paracelsus selected writings. NY, Princeton University Press, 1973. 
16. KENNY, Anthony. The oxford illustrated history of western philosophy. Oxford, 1994 
17. KRISHNAMURTI, J. A primeira e última liberdade. São Paulo, Cultrix, 1995. 
18. LÓPEZ, Mário. Fundamentos da clínica médica. A relação paciente-médico. Medsi, 1997. 
19. KARDEK, Allan. O livro dos espíritos. 
20. LUZ, Hélio. O Médico, essa ‘droga’ desconhecida. Rio de Janeiro, Atheneu. [1994?]. 
21. MELLO FILHO, Júlio de. Psicossomática Hoje. Porto Alegre, Artes Médicas, 1992. 
22. NEEDLEMAN, Jacob O tempo e a alma. Ediouro, 1999. 
23. PASCHERO, T.P. La Homeopatia, Medicina de la Persona. Acerca de la formacion del medico 
homeopata. Acta homeopathica Argentinensia. Ano VII-4, n0 17, p10-28. 1986. Ano VI-4, n0 15, 
p19-29. 1985. 
24. PATERAKIS, S. Metacommunication and Homeopathia Europea. Congresso Lyon, 1986 
25. RUSS, Jacqueline. Nouvel abrégé de philosophie. Paris: Armand Colin, 1999. 
26. SZAPIRO, S. El Medico Homeopata. Acta homepathica Argentinensia. Ano VI-2, 1985. 
27. THORWALD, J. O segredo dos Médicos Antigos. São Paulo, Melhoramentos, 1985. 
28. TILLICH, Paul. A coragem de Ser. Paz e Terra, 1967. 
29. THONDUP, Tulku. The healing power of mind. Shambala. 1996. Pensamento. 1998. 
30. WEATHERALL, D. Science and the quiet art: medical research ant patient care. Oxford 
University Press, 1995. 
31. WEISS, Gregory L. The Sociology of Health, Healing and Illness. Prentice Hall. 1996. 
Evolução da medicina 1
 
Fundamentos da Homeopatia 
Aldo Farias Dias 
 
2
 
Curso de Homeopatia
 
CAPÍTULO 2 
Evolução da Medicina e da Homeopatia 
Para definir a história da medicina, temos primeiro que definir o que é medicina. E isto não é 
uma tarefa fácil. Pois a medicina é a mais antiga atividade do homem e a mais difundida. Os 
grandes pensadores médicos sempre procuraram um conjunto de regras que permitisse a correta 
interpretação dos fatos. A história demonstra que isto se dá em duas linhas alternativas. Uma 
enfatiza a importância dos dados sensoriais em si mesmos e baseiam o tratamento neles. A outra 
procura por uma ordem superior da realidade por trás dos fatos, e o tratamento é guiado por 
estas suposições. Um termo mais comum para esta dicotomia é o empírico e o racional.” Harris 
Coulter. Divided Legacy. Vol. 1. 
EVOLUÇÃO DA MEDICINA E DA HOMEOPATIA ...................................................................................2 
INTRODUÇÃO À FILOSOFIA ..............................................................................................................................3 
HISTÓRIA DA MEDICINA ..................................................................................................................................3 
HISTÓRIA DA HOMEOPATIA ...........................................................................................................................11 
Hahnemann: vida e obra ..............................................................................................................................11 
A homeopatia após Hahnemann ..................................................................................................................17 
VITALISMO E HOMEOPATIA...........................................................................................................................18 
Evolução do pensamento vitalista................................................................................................................19 
AVALIAÇÃO.....................................................................................................................................................22 
APÊNDICE........................................................................................................................................................24 
A DIVISÃO EM HOMEOPATIA: “ALTAS” versus “BAIXAS”..............................................................24 
LEITURA ADICIONAL ......................................................................................................................................56 
História da medicina ....................................................................................................................................57 
Vitalismo......................................................................................................................................................57 
História da Homeopatia ...............................................................................................................................57 
 
Evolução da Medicina e da Homeopatia 3
 
Introdução à filosofia 
O estudo da filosofia é essencial porque não se pode pensar em nenhum homem que não 
seja solicitado a refletir e agir. Isso significa que todo homem tem (ou deveria ter) uma concepção de mundo, 
uma linha de conduta moral e política, e deveria atuar no sentido de manter ou modificar as maneiras de pensar 
e agir do seu tempo. 
A filosofia oferece condições teóricas para a superação da consciência ingênua e o desenvolvimento da 
consciência crítica, pela qual a experiência vivida é transformada em experiência compreendida, isto é, em um 
saber a respeito dessa experiência. Maria Lúcia Arruda. Prefácio. Filosofando... 2 ed. São Paulo, Moderna, 
1999. 
Leituras 
 
♦ História da Filosofia. Brian Maggee. Edições Loyola, 1999. 
♦ Filosofando: introdução à filosofia.
 2 ed. Maria Lúcia de Arruda Aranha. SP, Moderna, 1999. 
♦ Iniciação à História da Filosofia.
 Danilo Marcondes, Zahar editor, 1997. 
♦ Filosofia o mais completo guia. Jay Stevenson. Editora Mandarim, 2001. 
♦ Convite à Filosofia.
 Marilena Chaui. 9 ed. São Paulo, Ática, 1999. 
História da Medicina 
Luciana Louzada Farias 
Estudante de Medicina - UFRJ 
• A EVOLUÇÃO DO PENSAMENTO MÉDICO. 
4
 
Curso de Homeopatia
 
Leituras 
♦ História da Medicina. Albert S. Lyons, R. Joseph Petrucelli. Ed. Manole, 1995. Tradução de Medicine, an 
illustrated history. Abradale Press,1987. 
♦ História ilustrada da medicina. Roberto Margotta. Ed. Manole, 1998. 
♦ A Medicina e sua História. EPUC - Editora de Publicações Científicas, Ltda. 1989. 
♦ Divided Legacy. A history of the schism in medical thought. Harris L. Coulter. 4vl. 1994. 
♦ A evolução da medicina. A. Bernardes de Oliveira. São Paulo, Livraria pioneira editora, 1981. 
Medicina pré-histórica 
A história da medicina tem suas origens em rituais mágicos e sagrados. As danças dos povos primitivos 
faziam parte de ritos complexos onde se invocavam as forças sobrenaturais. A medicina sempre teve uma relação 
próxima com a religião, pois ambas tentam identificar e afastar os males que afligem os homens. 
Os conhecimentos da pré-história provêm do estudo dos fósseis, paleontologia, antropologia, paleopatologia, 
escultura e arte das cavernas. Muitas perguntas permanecem sem respostas. As doenças existiam antes do homem 
e atacavam os animais que instintivamente lambiam as feridas, se cortavam para produzir hemorragia e comiam 
determinadas ervas. Há crânios do período neolítico com trepanações, mas não se sabe qual o motivo real destas 
operações, se para curar doença ou expulsar maus espíritos. 
As idéias e práticas médicas das culturas primitivas da atualidade mostram grande variedade, embora se 
encontrem muitos pontos de identidade entre elas. A religião, a magia e o tratamento médico parecem ser 
inseparáveis. Mas eles não acreditam que todas as doenças sejam de origem sobrenatural, assim temos o 
curandeiro, o Shaman e o feiticeiro, para cuidar das doenças, segundo sua natureza. 
Civilizações antigas 
Mesopotâmia 
A medicina da civilização Suméria, há 6 mil anos em Ur, na Mesopotâmia, é a mais antiga que