A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
19 pág.
6 - ]Planejamento de treinamentos, formulários e custos

Pré-visualização | Página 2 de 4

do tempo e dos intervalos do treinamento.
Objetivo geral: define uma visão global e abrangente do tema abordado e está
relacionado ao conteúdo.
Objetivos específicos: este item tem aspecto menos abrangente, mais direto e
focado no tema do treinamento, deve ser proposto de maneira a interligar o objetivo
geral com situações particulares e
específicas.
Legislação envolvida: citar quais legislações serão apresentadas e se o
treinamento atende a uma legislação específica.
Público-alvo: é o público que queremos atingir com esse treinamento,
lembrando sempre das atividades, da escolarização, dos conhecimentos e da função
de cada trabalhador.
Metodologia: determina as etapas e a forma como esse treinamento será
desenvolvido, incluindo a parte teórica e prática.
Conteúdo programático: devem constar neste item todos conhecimentos que
serão transmitidos durante o treinamento.
Recursos necessários: citar os materiais necessários para o desenvolvimento
do treinamento desde a sala de aula, laboratórios, até canetas e impressões de
materiais (cartilhas, manuais, apostilas).
Instrutor: citar o profissional habilitado e capacitado para desenvolver esse
treinamento.
Avaliações: instrumento que permite avaliar e mensurar a abordagem do
treinamento.
Responsabilidade da coordenação do treinamento: quem são os responsáveis
pelo desenvolvimento deste treinamento ou até mesmo o setor que é responsável.
Orçamento: os custos dos recursos necessários para o desenvolvimento e a
execução do planejamento.
Planejamento do treinamento
Programa Admissão do trabalhador
Data: 03/03/2017
Horário: das 8h às
12h
Carga horária total: 4 horas
Objetivo geral
Capacitar e orientar os trabalhadores sobre os
riscos presente em seu ambiente de trabalho.
Objetivos
específicos
Orientar sobre as formas de proteção
individual e coletiva.
Apresentar como identificar e controlar as
fontes de riscos.
Legislação
envolvida
NR-20
Público-alvo
Trabalhadores que adentram na área e não
mantêm contato direto com o processo ou o
processamento de inflamáveis e combustíveis.
Metodologia
Serão ministradas quatro horas de aula
expositiva teórica e reflexiva, utilizando-se do
PowerPoint para apresentar o conteúdo.
Conteúdo
programático
Inflamáveis: características, propriedades,
perigos e riscos. 
Controles coletivo e individual para trabalhos
com inflamáveis. 
Fontes de ignição e seu controle. 
Procedimentos básicos em situações de
emergência com inflamáveis.
Recursos
necessários
Uma sala para desenvolver a capacitação
Computador
Multimídia
Instrutor
Profissional habilitado para desenvolver esta
capacitação.
Avaliações
Construir um instrumento de avaliação para
verificar a eficiência e a produtividade do
treinamento.
Responsabilidade
da coordenação
do treinamento
Departamento de recursos humanos do posto de
combustível.
Orçamento
Não será necessário dispor de recursos
financeiros para esta situação.
Exemplo 2
Eduardo Rabelho é operador de processos da refinaria do Rio de Janeiro. Ele
atua em uma instalação classe III e, dentre suas atividades, está a operação e
atendimentos a emergências.
Critérios para capacitação
Neste exemplo, o trabalhador adentra a área e mantém contato direto com o
processo ou o processamento de inflamáveis e combustíveis e necessita realizar um
curso avançado II, perfazendo uma carga horária de 32 horas entre teoria e prática.
Conteúdo programático teórico
1. Inflamáveis: características, propriedades, perigos e riscos
2. Controles coletivo e individual para trabalhos com inflamáveis
3. Fontes de ignição e seu controle
4. Proteção contra incêndio com inflamáveis
5. Procedimentos em situações de emergência com inflamáveis
6. Estudo da NR-20
7. Metodologias de análise de riscos: conceitos e exercícios práticos
8. Permissão para trabalho com inflamáveis
9. Acidentes com inflamáveis: análise de causas e medidas
preventivas
10. Planejamento de resposta a emergências com inflamáveis
11. Noções básicas de segurança de processo da instalação
12. Noções básicas de gestão de mudanças
Conteúdo programático prático: conhecimentos e utilização dos sistemas de
segurança contra incêndio com inflamáveis.
Planejamento de treinamento
Programa Treinamento e capacitação profissional
Período 06/03/2017 a 13/03/2017
Horário: das 8h às
12h
Carga horária total: 32 horas
Objetivo geral
Capacitar e preparar os trabalhadores para
agirem em situações de risco e emergência.
Objetivos
específicos
Informar sobre as características do
ambiente de trabalho.
Orientar sobre a identificação dos riscos.
Orientar sobre as formas de proteção
individual e coletiva.
Apresentar como identificar e controlar as
fontes de riscos.
Promover simulados que estimulem a
reflexão teórico-prática.
Orientar como utilizar os sistemas de
segurança contra incêndio com
inflamáveis.
Legislação
envolvida
NR-20
Público-alvo
Profissionais que adentram nas áreas e mantêm
contato direto com o processo ou o
processamento de inflamáveis e combustíveis.
Metodologia
Será desenvolvimento em dois momentos: 20
horas de conteúdo teórico e expositivo em que
será possível apresentar a legislação, as
características e as propriedades dos riscos
presentes nas atividades desenvolvidas por esse
trabalhador; e ainda 12 horas de ações práticas
estimulando a reflexão do conteúdo teórico
ministrado no próprio ambiente de trabalho.
Conteúdo
programático
1. Inflamáveis: características, propriedades,
perigos e riscos.
2. Controles coletivo e individual para
trabalhos com inflamáveis.
3. Fontes de ignição e seu controle.
4. Proteção contra incêndio com inflamáveis.
5. Procedimentos em situações de
emergência com inflamáveis.
6. Estudo da NR-20.
7. Metodologias de análise de riscos:
conceitos e exercícios práticos.
8. Permissão para trabalho com inflamáveis.
9. Acidentes com inflamáveis: análise de
causas e medidas preventivas.
10. Planejamento de resposta a emergências
com inflamáveis.
11. Noções básicas de segurança de processo
da instalação.
12. Noções básicas de gestão de mudanças.
Conhecimentos e utilização dos sistemas de
segurança contra incêndio com inflamáveis.
Recursos
necessários
Uma sala para desenvolver a
parte teórica do treinamento
Campo de treinamento específico
para combate a incêndio –
equipado para o desenvolvimento
da prática
Computador
Multimídia
Equipamentos de proteção
individual
Instrutor
Profissional proficiente no assunto a ser
trabalhado.
Avaliações
Construir um instrumento de avaliação para
verificar a eficiência e a produtividade do
treinamento.
Responsabilidade
da coordenação
do treinamento
Departamento de recursos humanos da refinaria.
Orçamento
Instrutor 
Equipamento de proteção individual 
Recarga de extintores 
Combustível – para o simulado
Custos do treinamento
Investir no treinamento da equipe, para a área da segurança e saúde do
trabalho, pode parecer uma opção cara, mas é fundamental para a segurança dos
trabalhadores expostos aos diferentes riscos presentes no ambiente de trabalho. O
impacto de uma ação como essa pode ser extremamente positivo na prática
profissional de cada funcionário e também da equipe em geral.
Valorizar o profissional, preservar sua saúde e investir em sua carreira deixa o
funcionário muito mais motivado e engajado com o propósito da organização.
Funcionários motivados produzem mais e colaboram mais uns com os outros, o que
certamente facilita a maioria dos processos que exigem fluidez e boa comunicação.
É fundamental planejar os custos do treinamento de acordo com os recursos
disponíveis e aqui vamos fazer uma pequena diferenciação dos custos necessários:
os custos diretos de um treinamento são aqueles gastos consumidos diretamente na
execução do treinamento, ou seja, com instrutores, materiais, recursos audiovisuais e
despesas gerais do treinamento, não havendo necessidade de rateio (JERICO;
CASTILHO, 2004).
Já o custo indireto não se refere ao treinamento especificamente, e sim às
condições necessárias para a execução