A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
70 pág.
A REGULAMENTAÇÃO DO PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO PERIÓDICA DE DESEMPENHO DO SERVIDOR PÚBLICO ESTÁVEL COMO UM EFEITO DA APLICAÇÃO DO PRINCÍPIO DA EFICIÊNCIA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Pré-visualização | Página 2 de 21

O primeiro caso ocorre dentro de um processo judicial, que seguirá 
todos os trâmites processuais vigentes. Havendo descumprimento de uma proibição 
ou dever, o agente poderá ser submetido a processo administrativo para apurar a 
falta cometida, que é o segundo caso, sendo indispensável a aplicação da ampla 
defesa, sob pena de nulidade da sanção aplicada. O terceiro caso fala sobre a 
avaliação periódica de desempenho. Entretanto, esse último não possui aplicação 
efetiva devido à mora legislativa que regule o procedimento; havendo tal lei, o 
servidor público estável poderá vir a perder o seu cargo em decorrência de 
procedimento específico relacionado ao seu desempenho como servidor público, em 
decorrência da regulamentação desse procedimento de avaliação periódica de 
desempenho. 
A Administração Pública possui um regime jurídico-administrativo ímpar, o 
qual é regido, principalmente, por princípios que cumprem funções fundamentais 
para o seu exercício. Destaca-se o princípio da eficiência, por ser voltado a 
implementar um modelo de Administração Pública gerencial de controle de 
resultados, ou seja, esse princípio obriga a Administração a buscar melhores 
resultados através da aplicação da lei. Tendo em vista que produtividade é um fator 
avaliativo no estágio probatório do servidor público federal, conforme exposto no 
artigo 21 da Lei n° 8.112/90, acredita-se que a relação de controle de resultados 
pode ser uma forma de aplicação deste princípio, ou seja, entende-se que a 
regulamentação da avaliação de desempenho tem como principal luz o princípio da 
eficiência. 
O funcionalismo público, de anos, é visto pela sociedade com descrédito em 
razão da estabilidade adquirida e da desídia funcional. Todo servidor público adquire 
8 
 
a estabilidade no seu cargo após o período do estágio probatório e acredita-se que 
essa estabilidade, também, está relacionada com a baixa produtividade dos 
servidores, ineficiência da prestação de serviço público, mora excessiva e 
exagerada burocratização. Desta forma, há uma presunção de que, com a 
normatização, o servidor estará sempre sendo submetido ao controle periódico de 
produtividade e resultados, o qual não permitiria uma atuação desidiosa, uma vez 
que seria punida com a perda do cargo público. 
Ainda, acredita-se que a institucionalização de uma norma regulamentadora, 
na esfera federal, sobre a relação de controle de resultados, além de aprimorar os 
recursos humanos da Administração Pública, garantiria também a plena execução 
de qualidade do serviço público, ao passo que geraria uma certa instabilidade ao 
servidor, já aprovado no estágio probatório, e receio de praticar suas atividades 
laborais de forma desidiosa. 
Dessa forma, o presente trabalho de pesquisa tem por objetivo geral analisar 
se a regulamentação do procedimento de avaliação periódica de desempenho do 
servidor público estável pode contribuir para a aplicação do princípio da eficiência na 
Administração Pública. Além disso, tem por objetivos específicos estudar o princípio 
da eficiência na Administração Pública, pesquisar acerca da importância de uma 
norma que institucionalize o procedimento de avaliação periódica de desempenho 
do servidor público, analisar se a regulamentação do processo de avaliação 
periódica de servidor público poderá trazer maior efetividade ao funcionamento do 
serviço público, verificar se os projetos de lei acerca da matéria em tramitação no 
Congresso Nacional trariam maior efetividade do serviço público, verificar a 
necessidade de responsabilizar o servidor público que desempenhar suas 
atribuições com desídia, buscar se os órgãos da Administração Pública realizam a 
avaliação periódica de desempenho de seus servidores, mesmo sem a 
regulamentação legal correspondente. 
Este trabalho baseia-se principalmente pela leitura de doutrina sobre Direito 
Administrativo e Direito Constitucional, ainda, são apresentados os projetos de Lei 
complementar em trâmite no Congresso Nacional que versem sobre a problemática. 
Por fim, reflete acerca da importância e/ou necessidade de existir uma 
regulamentação específica sobre o desempenho do servidor, bem como os efeitos 
dessa regulamentação para a aplicação do princípio da eficiência. 
9 
 
Com o propósito de melhor debater o tema exposto, o trabalho foi dividido 
em dois capítulos centrais. No primeiro capítulo aborda-se o Direito Administrativo no 
Brasil, valorando a Administração Pública e explanando acerca dos servidores 
públicos, por fim, os princípios concernentes à relação entre Administração Pública e 
servidores sob a luz do regime jurídico administrativo. O segundo capítulo 
responsabiliza-se em desenvolver ideias sobre a avaliação periódica de 
desempenho do servidor público, de forma a abordar suas funções, projetos de lei 
que buscam sua regulamentação e os possíveis efeitos advindos da sua positivação. 
 
 
 
 
 
10 
 
2 DIREITO ADMINISTRATIVO BRASILEIRO E SERVIDORES PÚBLICOS 
 
O estudo acerca do Direito Administrativo e da Administração Pública é 
primordial para a construção ideológica deste trabalho. Entender suas fontes, 
regimes e pressupostos sedimentam a importância dos princípios e o papel social do 
servidor público. 
A análise dos princípios da Administração Pública e sua força normativa é de 
suma importância para o presente, da mesma maneira que procederá o estudo 
acerca do cargo público e servidor público. Somente assim estarão presentes os 
pressupostos mínimos para a verificação da problemática apresentada. 
Faz-se necessário esclarecer que, primeiramente, será explorado as obras 
as quais elucidam a idealização de Administração Pública, bem como fixar preceitos 
relacionados aos servidores públicos e de suas regras perante ao regime jurídico-
administrativo. Finalmente, a segunda parte desse capítulo desenvolverá o regime 
jurídico da Administração Pública fixado pela Constituição Federal vigente, assim 
como os princípios da Administração Pública relativos ao vínculo entre a 
Administração Pública e os servidores públicos, quais sejam, o princípio da 
supremacia da Administração Pública, o princípio da supremacia do interesse 
público, o princípio da legalidade e, por fim, o princípio da eficiência. 
 
2.1 ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA E OS SERVIDORES PÚBLICOS 
 
Para fazer um estudo do Direito Administrativo necessita-se, inicialmente, ter 
a noção geral do Direito, por ser o tronco de todos os ramos da Ciência Jurídica. De 
acordo com Meirelles (2014, p. 37), o Direito é, de forma sucinta, considerado o 
conjunto de regras de conduta coativamente impostas pelo Estado. 
Na mesma linha, Bandeira de Mello (2011, p. 27) afirma que “o Direito é um 
conjunto de normas – princípios e regras –, dotadas de coercibilidade, que 
disciplinam a vida social”. Acrescenta, ainda, que o Direito se divide em dois grandes 
ramos que se submetem a técnicas jurídicas distintas: o Direito Privado e o Direito 
Público. Este se ocupa com os interesses da sociedade como um todo, com a ideia 
de atendimento do interesse público. Em contrapartida, o Direito Privado é destinado 
às relações entre particulares e pertinentes aos interesses privados. 
11 
 
O Estado, por definição constitucional, é o responsável juridicamente pelos 
interesses públicos, assim, o Direito Administrativo é um ramo do Direito Público, 
diretamente relacionado com o Direito Constitucional, porque ambos regulam as 
atividades tipicamente estatais. Ademais, a idealização desse ramo teve seu 
nascimento de forma autônoma, nos fins do século XVIII e início do século XIX. Vale 
ressaltar que não significa que anteriormente não existiam normas de regulação 
administrativas, apenas que eram inseridas no jus civile juntamente com as demais 
regras hoje pertencentes a outros ramos do direito, como preceitua Meirelles (2014, 
p. 01). 
O Direito Administrativo ganhou forma a partir dos ideais liberais da 
Revolução

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.