Buscar

resumo desenvolvimento humano I

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes

Faça como milhares de estudantes: teste grátis o Passei Direto

Esse e outros conteúdos desbloqueados

16 milhões de materiais de várias disciplinas

Impressão de materiais

Agora você pode testar o

Passei Direto grátis

Você também pode ser Premium ajudando estudantes
Você viu 3, do total de 3 páginas

Prévia do material em texto

Desenvolvimento Humano I
 ↬ Objetivo 
- Descrever 
- Explicar 
- Prever 
- Modificar 
↬ Desenvolvimento físico: crescimento do corpo e do 
cérebro, incluindo padrões de mudança nas capacidades 
sensoriais, habilidades motoras e saúde. 
 
↬ Desenvolvimento cognitivo: padrão de mudança em 
capacidades mentais tais como aprendizagem, atenção, 
memória, linguagem, pensamento, raciocínio e criatividade. 
 
↬ Desenvolvimento psicossocial: padrão de mudança nas 
emoções, na personalidade e nos relacionamentos sociais. 
 
Influências no desenvolvimento 
↬ Normativas: vivenciadas de modo semelhante pela 
maioria das pessoas de um grupo. 
 
↬ Individuais: diferenças nas características nas 
influências ou nos resultados do desenvolvimento. 
 
↬ Hereditariedade: características inatas herdadas dos 
pais biológicos. 
 
↬ Ambiente: totalidade das influências não hereditárias 
ou experienciais sobre o desenvolvimento. Podem vir do 
ambiente interno ou externo. 
↳ Mesmo nos processos a que todas as pessoas estão 
submetidas, os ritmos e os momentos do desenvolvimento 
variam. 
Contextos no desenvolvimento 
Família (nuclear ou extensa), condição socioeconômica, 
cultura, grupo étnico, contexto histórico, geração 
histórica, coorte influencias não-normativas. (traumas, etc) 
↳ Geração histórica: grupo de pessoas fortemente influenciado por 
um importante evento histórico durante seu período formativo. 
↳ Coorte: grupo de pessoas nascido aproximadamente na mesma 
época. 
↳ Uma geração histórica pode conter mais de uma coorte, mas 
nem todas as coortes fazem parte de gerações históricas. 
Cronologia das influências 
↬ Período crítico (ou período sensível): é um intervalo de 
tempo específico em que um determinado evento, ou a 
sua ausência, causa um impacto específico sobre o 
desenvolvimento. 
 Ex: crianças que são geralmente privadas de alguma 
experiência no começo da infância durante um período 
crítico, podem apresentar alterações permanentes em 
seu desenvolvimento. 
 
↬ Imprinting: Forma instintiva de aprendizagem em que 
um filhote de animal, durante um período crítico no início 
de seu desenvolvimento, estabelece vínculo com o 
primeiro objeto que ele vê mover-se, geralmente a mãe. 
Abordagem de baltes 
1) O desenvolvimento é vitalício. é um processo vitalício de 
mudança na capacidade de se adaptar ás situações 
escolhidas ou nas quais a pessoa se encontra. 
2) O desenvolvimento é multidimensional: Ocorre ao longo 
de múltiplas dimensões que interagem – biológica, 
psicológica e socialmente. 
3) O desenvolvimento é multidirecional.: Ganhamos e 
perdemos em várias áreas da vida. As crianças crescem, 
os adolescentes perdem a facilidade de aprender uma 
nova língua. O vocabulário continua crescendo ao longo 
da vida, enquanto a capacidade de resolver problemas 
com os quais não estamos familiarizados pode diminuir. 
4) Influências relativas de mudanças biológicas e culturais 
sobre o ciclo de vida: O processo de desenvolvimento é 
influenciado tanto pela biologia quanto pela cultura, mas o 
equilíbrio entre essas influências se altera. 
5) O desenvolvimento envolve mudança na alocação de 
recursos. Podemos escolher como investir nosso tempo, 
energia, talento, dinheiro e apoio social de várias 
maneiras. 
6) O desenvolvimento revela plasticidade. Muitas 
capacidades como a memória, a força física e a 
resistência, podem ser aperfeiçoadas com treinamento e 
prática. 
7) O desenvolvimento é influenciado pelo contexto 
histórico e cultural. Influenciamos e somos influenciados 
pelo contexto histórico-cultural. 
Perspectivas teóricas 
↳ Psicanalítica: concentra-se nas emoções e nos impulsos 
inconscientes. Ex.: Freud (psicossexual): primeiras 
experiências moldam a personalidade permanentemente. 
e Erikson (psicossocial): o desenvolvimento do ego se 
estende por toda a vida. 
↳ Aprendizagem: estuda o comportamento observável. 
Ex: behaviorismo 
↳ Cognitiva: analisa os processos de pensamento. Ex.: 
Piaget e vygotsky 
↳ Evolucionista/ sociobiológica: considera as bases 
evolucionistas e biológicas do comportamento. 
(Influenciada pela teoria de Darwin) 
↳ Contextual: enfatiza o impacto do contexto histórico, 
social e cultural. 
A formação de uma nova vida 
↬ O crescimento é um processo organizado que 
obedece sequência e tem um calendário maturativo. 
↬ Ocorre de maneira continua e paulatina mais do que 
em saltos (ex. Puberdade) e descontinuamente (ex. 
Envelhecimento). 
↬ Nossos genes contem nossa arquitetura corporal e o 
calendário de execução, mas o controle disso fica a 
cargo dos processos neurológicos (hipotálamo – ajuste 
dos processos de nascimento – normal e corrigido) e 
hormonais. 
↬ Processos de recuperação – quando o crescimento 
se separa de sua trajetória por motivo natural ou 
inevitável (crescimento fetal lentificado) e evitável (má 
nutrição, p.ex.) 
↬ Fatores hormonais – regulação interna do 
crescimento (hipotálamo) 
↬ Hormônio do crescimento, tiroxina (necessário para o 
desenvolvimento neurológico normal). 
↬ Andrógenos e estrógenos presentes desde a etapa 
fetal. 
↬ Processo de crescimento é controlado por 
mecanismos internos e externos (má nutrição, tendência 
secular no crescimento – melhoria das condições de vida, 
alimentação, higiene, assistência) 
↬ Hereditariedade e ambiente são duas forças 
fundamentalmente entrelaçadas, formam um sistema de 
desenvolvimento. 
↬ Uma combinação de fatores constitucionais 
(relacionados à constituição biológica e psicológica) e 
fatores sociais, econômicos e culturais ajudam a moldar o 
desenvolvimento. 
↬ Quanto mais vantajosas essas circunstâncias e as 
experiências, maior é a probabilidade de um ótimo 
desenvolvimento. 
↬ Muitos transtornos surgem quando uma predisposição 
herdada interage com um fator ambiental, seja antes ou 
depois do nascimento. Ex: TDAH 
↬ Alguns estudiosos acreditam que intervenções 
ambientais podem superar condições geneticamente 
determinadas. 
↬ Características influenciadas pela hereditariedade e 
pelo ambiente 
• Obesidade/excesso de peso 
• Inteligência e sucesso escolar 
• Personalidade 
• Psicopatologia 
Desenvolvimento Cognitivo 
↬ Abordagem Behaviorista: Dois processos de 
aprendizagem estudados pelos behavioristas: 
condicionamento clássico e operante. 
↬ Abordagem Psicométrica: testes de desenvolvimento 
e de inteligência. Embora seja praticamente impossível 
medir a inteligência de um bebê, é possível testar seu 
desenvolvimento. 
↳ Sabe-se que a inteligência é influenciada tanto pela 
hereditariedade quanto pelo ambiente. 
↬ Abordagem Piagetiana: volta-se para as mudanças, 
ou estágios, na qualidade do funcionamento cognitivo. Ela 
quer saber como a mente estrutura suas atividades e se 
adapta ao ambiente 
Subestagios do estagio sensório motor 
↳ 5 primeiros sub estágios: o bebê aprende a coordenar 
os dados provenientes dos sentidos e a organizar suas 
atividades em relação ao ambiente. 
↳ 2 últimos sub estágios, evoluem da aprendizagem por 
tentativa e erro para o uso de símbolos e conceitos a 
fim de resolver problemas simples. 
↳ Boa parte desse crescimento cognitivo inicial surge 
por meio de reações circulares, quando o bebê aprende 
a reproduzir eventos agradáveis ou interessantes 
originalmente descobertos ao acaso. 
↬Processamento de informações: analisa 
separadamente cada parte de uma tarefa complexa, 
para tentar entender quais são as habilidades 
necessárias para cada parte da tarefa e em que idade 
essas habilidades se desenvolvem. 
↳ Habituação- tipo de aprendizagem em que a exposição 
repetida e contínua a um estímulo reduz a atenção a 
esse estímulo. A familiaridade gera perda de interesse. 
 
↳ A quantidade de tempo que um bebê passa olhando 
para diferentes tipos de imagens é uma medida de 
preferência visual que se baseia na capacidade de fazer 
distinções visuais. 
↬ Abordagem da Neurociência Cognitiva: tenta 
identificar quais as estruturas do cérebro envolvidas em 
aspectos específicos da cognição. 
↳ Maturação neurológica é um importante fator no 
desenvolvimentocognitivo. 
↳ Memoria implícita: recordação inconsciente de hábitos 
e habilidades 
↳ Memoria explícita: Memoria intencional e consciente, 
geralmente de fatos e nomes. 
↳ No começo da primeira infância, as estruturas 
responsáveis pela memória não estão plenamente 
formadas, as lembranças são fugazes. A maturação do 
hipocampo torna possível a memória de maior duração. 
↬ Abordagem sociocontextual: Examina aspectos 
ambientais do processo de aprendizagem, 
particularmente o papel dos pais e outros cuidadores. 
↳ Influenciada pela teoria sociocultural de Vygotsky, 
estuda como o contexto cultural afeta as primeiras 
interações sociais que podem promover a competência 
cognitiva. 
Desenvolvimento da linguagem 
↳ À medida que as estruturas físicas necessárias para 
produzir sons amadurecem e as conexões neurais 
necessárias para associar som e significado são ativadas, 
a interação social com adultos introduz o bebê na 
natureza comunicativa da fala. 
1) Vocalização inicial: choro, arrulho (gritinhos) e balbucio. 
2) Gestos: Antes de poderem falar, os bebês apontam, 
gesticulação parece surgir naturalmente. 
3) Gestos simbólicos: como soprar para significar 
“quente” ou cheirar para significar “flor”, geralmente 
emergem próximo da mesma idade em que o bebê 
pronuncia suas primeiras palavras e acabam funcionando 
como tais. 
↳ Primeiras palavras: ocorre entre 10 e 14 meses, 
dando início assim à fala linguística – expressão verbal 
que transmite significado. 
Uma palavra pode expressar um pensamento completo 
(holofrase) 
↳ Primeiras sentenças (18 e 24 meses): duas palavras 
para expressar uma ideia. 
↳ Por volta dos 3 anos, a fala é fluente, mais longa e 
mais complexa. Embora a criança geralmente omita 
partes do discurso, ela consegue comunicar com sucesso 
o que quer dizer. 
Como desenvolvemos a linguagem? 
Aprendizagem e o inatismo. 
↬ Skinner (1957) - acreditava que o aprendizado da 
linguagem baseia-se na experiência. 
↬ Chomsky (Inatismo) - seres humanos possuem 
capacidade inata para adquirir linguagem. 
↬ As influências sobre o desenvolvimento da linguagem: 
maturação do cérebro e interação social. 
↳ Características de família: nível socioeconômico, uso da 
língua adulta e responsividade materna afetam o 
desenvolvimento do vocabulário da criança.

Outros materiais