A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
6 pág.
direito penal prova 2 uniasselvi

Pré-visualização | Página 1 de 2

iplina:
	Direito Penal I (DIR08)
	Avaliação:
	Avaliação II - Individual Semipresencial ( Cod.:638752) ( peso.:1,50)
	Prova:
	16070195
	Nota da Prova:
	7,00
	
	
Legenda:  Resposta Certa   Sua Resposta Errada  
Parte superior do formulário
	1.
	A conduta - ação ou omissão - é um elemento essencial sob o aspecto objetivo do delito. São excluídos do âmbito da conduta os movimentos chamados de "reflexos" uma vez que estão fora do domínio da vontade do sujeito. São movimentos que independem do impulso psíquico - do "querer", da "vontade" -, a exemplo de quem, por sofrer uma convulsão danifica coisa alheia não pratica crime. Sobre o exposto, analise as afirmativas a seguir:
I- Quem pratica ação ou omissão através de coação a qual não pôde resistir pratica conduta típica. O ato não é seu, mas do coator. Ao contrário, a coação moral não ilide a conduta porque, embora com a vontade viciada, há a conduta.
II- Exteriorização do pensamento: através de um movimento corpóreo ou abstenção indevida de um movimento. Isso significa que o direito penal não pune o pensamento ou mera cogitação por mais imoral, reprovável, que seja. Cogitationis poenam nemo patitur - ninguém pode sofrer pena pelo pensamento.
III- Há crimes que só podem ser praticados por meio de um único ato. Por exemplo, a injúria verbal (art. 140 CP). Esses são os crimes unissubsistentes ou monossubsistentes que são os crimes que não admitem a forma tentada.
IV- Omissão é a conduta positiva, a que consiste na abstenção de um movimento (non facere). Nos crimes omissivos, há na norma penal mandamento imperativo, como o art. 135 do CP (crime de omissão de socorro).
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	As afirmativas I, II e IV estão corretas.
	 b)
	As afirmativas II, III e IV estão corretas.
	 c)
	As afirmativas II e III estão corretas.
	 d)
	Somente a afirmativa I está correta.
Parabéns! Você acertou a questão: Parabéns! A resposta está correta e sua evolução pode ser percebida cada vez mais!
	2.
	Crime pode ser definido a partir de diversas concepções. Crime, criminalidade e criminalização são assuntos múltiplos que demandam interpretações mais aprofundadas. Nesse sentido, assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	Conceito material é a categoria ou conceito que foca no cerne do fenômeno, que traz o indicador técnico operacional que permite identificar o ilícito penal dentro do ordenamento jurídico.
	 b)
	Fato típico é a conduta humana que não está na lei penal, mas que pode ser prevista como crime.
	 c)
	Conceito analítico busca identificar, ordenar e sistematizar os elementos e a estrutura do crime, de forma a permitir a aplicação técnica e racional do Direito Penal.
	 d)
	Conceito formal define crime a partir de uma análise sociológica fundamentada em perspectivas subjetivas
Parabéns! Você acertou a questão: Parabéns! A resposta está correta e sua evolução pode ser percebida cada vez mais!
	3.
	A conduta humana não se limita apenas ao exercício de uma atividade final positiva (o fazer), mas também na sua omissão. A omissão é uma forma independente de conduta humana, regida pela vontade dirigida a um fim. Sobre esse assunto, analise as afirmativas a seguir:
I- Crimes omissivos próprios: quando existe o dever jurídico de agir. Nesses casos, há ausência de um segundo elemento da omissão, que é a norma impondo o que deveria ser feito.
II- Crimes omissivos impróprios: são também denominados comissivos por omissão. São os que o agente tinha o dever jurídico de agir, ou seja, não fez o que deveria ter feito. Nesse caso, há uma norma penal que prevê o que o omitente deveria fazer e, por essa razão, a omissão tem relevância causal.
III- Crime omissivo por comissão: embora parte da doutrina não reconheça esse tipo de crime, deve-se mencioná-lo. Nesse tipo de crime, há uma ação provocadora da omissão.
IV- Participação por omissão: ocorre quando o omitente, tendo o dever jurídico de evitar o resultado, concorre para ele ao quedar-se inerte. Nesse caso, responderá como partícipe.
Assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	Somente a afirmativa I está correta.
	 b)
	As afirmativas II, III e IV estão corretas.
	 c)
	As afirmativas I, II e IV estão corretas.
	 d)
	As afirmativas I e III estão corretas.
Você não acertou a questão: Não é essa a resposta correta. Leia novamente a questão com um pouco mais de atenção!
	4.
	Para a Teoria do Delito um elemento relevante é a consciência por parte do agente da antijuridicidade de sua conduta, de sua ação ou omissão. A definição ou precisão de "consciência" do agir do indivíduo não é uma questão simples para o Direito em geral e o Penal em particular. É uma tarefa árdua para o intérprete do Direito diante do caso concreto adequar o fato, circunstâncias e conduta do agente à previsão normativa. Sobre o exposto, classifique V para as sentenças verdadeiras e F para as falsas:
(    ) Os critérios de inimputabilidade ou culpabilidade diminuída são considerados a partir de três bases: biológica, psicológica e biopsicológica. 
(    ) Embriaguez completa e acidental não é causa excludente ou de diminuição de responsabilidade penal, por impedir o agente de compreender a ilicitude e/ou capacidade de orientação. Entretanto, o ébrio que se embriaga dolosa ou culposamente tem sua vontade equiparada à vontade livre e consciente.
(    ) Para doutrinadores, inexigibilidade de conduta diversa não é uma causa específica de inculpabilidade, mas sim a descrição de todo e qualquer fator que exclua a culpabilidade, sendo relevante a análise das circunstâncias relativas ao fato.
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA:
	 a)
	V - V - F.
	 b)
	F - F - F.
	 c)
	F - V - V.
	 d)
	V - F - V.
Você não acertou a questão: Não é essa a resposta correta. Leia novamente a questão com um pouco mais de atenção!
	5.
	Quem pratica ação ou omissão através de coação a qual não pôde resistir não pratica conduta típica. O ato não é seu, mas do coator. Ao contrário, a coação moral não ilide a conduta porque, embora com a vontade viciada, há a conduta. Sobre os elementos que devem compor a conduta, assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	Consciência, tipicidade e involuntariedade.
	 b)
	Exteriorização do pensamento, tipicidade e voluntariedade.
	 c)
	Exteriorização do pensamento, consciência e voluntariedade.
	 d)
	Exteriorização do pensamento, consciência e tipicidade.
Parabéns! Você acertou a questão: Parabéns! A resposta está correta e sua evolução pode ser percebida cada vez mais!
	6.
	Nas concepções herdadas do século XIX, anteriores à concepção causal-naturalista, não se considerava a conduta humana isoladamente como crime. Não se encontra manual ou doutrinador que se dedicava à análise da conduta separadamente. É possível que não havia preocupação com a conduta em si por ser considerado algo muito óbvio, não sendo esta categoria considerada isolada, uma vez que o crime era concebido de maneira estática e a análise se centrava no resultado posterior. Nessa fase, o importante era o mero aspecto formal. Sobre a teoria da imputação, assinale a alternativa CORRETA:
	 a)
	Foi elaborada pelo alemão Hans Welzel, principalmente em sua obra Studien zur System des Strafrechts (Estudos para o Sistema de Direito Penal), publicada em 1939.
	 b)
	A Teoria da Imputação tem por finalidade analisar o tipo objetivo, estabelecendo-se uma relação de causalidade meramente formal.
	 c)
	Essa teoria possui várias vertentes que ora prestam a defender o finalismo ora defendem o causalismo.
	 d)
	Para a Teoria da Imputação a conduta humana era definida como um movimento corporal voluntário que figurava como causa de um efeito, consistente na modificação no mundo exterior, ou resultado naturalístico.
Parabéns! Você acertou a questão: Parabéns! A resposta está correta e sua evolução pode ser percebida cada vez mais!
	7.
	Objeto jurídico do crime é um ente relevante penalmente cuja titularidade pode ser individual e/ou coletiva e que deve ser protegido para garantir a convivência social humana harmonizada com os

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.