A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
65 pág.
sistema de tratamento de agua e esgoto

Pré-visualização | Página 1 de 6

UNIVERSIDADE PAULISTA
SANEAMENTO BASICO
Sistema de tratamento de agua e esgoto
CAMPINAS 2019
SANEAMENTO BASICO
 Sistema de tratamento de agua e esgoto
Trabalho de APS do curso de Engenharia Civil apresentado à Universidade Paulista- UNIP. 
Orientadora: Prof.ª 
CAMPINAS 2019
RESUMO
A necessidade de se compreender o crescimento populacional de determinada região ajuda na prevenção de futuros problemas de logística urbana. Dentre os principais problemas que afetam o mundo está á má qualidade de saneamento básico. Este trabalho tem com assuntos principais a visita técnica realizada na ETE (estação de tratamento de esgoto) e ETA (estação de tratamento de agua) ambas localizadas no município de Indaiatuba, estudo de caso no qual foi utilizados métodos de crescimento populacional, dimensionamento de reservatórios, dimensionamento de bomba de sucção e recalque e também a ramificação fictícia de um bairro, outro assunto tratado nesta APS é o panorama de saneamento básico no Brasil comparado com outras potencias. Com a conclusão deste trabalho temos dados para dimensionar uma população de 317.000 habitantes, prevista para o ano de 2040 na cidade Indaiatuba, porem devido ao uso de apenas uma ETA como base (ETA I – localizada na vila Avaí), os resultados não se refere à realidade.
Palavras-chave: Saneamento básico. Dimensionamento. ETA.
LISTA DE TABELAS
TABELA 1 – População de Indaiatuba	24
TABELA 2 – previsão da população	26
TABELA 3 – Dada da cidade	29
TABELA 4 – Resultados de vazão e diâmetro:	32
TABELA 5 – dados de consumo dos reservatórios	34
TABELA 6 – Dados dos reservatórios	34
TABELA 7 – volume dos reservatórios	36
TABELA 8 – curva característica	38
TABELA 9 – Cota dos nós	42
TABELA 10 – diâmetro em função da vazão	43
TABELA 11 – Rede ramificada	45
LISTA DE IMAGENS
IMAGEM 1 – esquema de tratamento de agua	10
IMAGEM 2 – esquema de tratamento de esgoto	11
IMAGEM 3 – vista aerea de ETE	15
IMAGEM 4 – Tanque de gradeamento	15
IMAGEM 5 – esteira de gradeiamento	16
IMAGEM 6 – Caçamba com resisduos retirados da agua	17
IMAGEM 7 – Estação elevatória	17
IMAGEM 8 – Caçamba com residuos de areia	18
IMAGEM 9 – lagoa de tratamento	19
IMAGEM 10 – tanque de lodo	20
IMAGEM 11 – agua bruta	21
IMAGEM 12 – dosagens de produtos	21
IMAGEM 13 – calha parshall	21
IMAGEM 14 – floculadores	22
IMAGEM 15 – lagoa de decantação	22
IMAGEM 16 – esquema de filtro	23
IMAGEM 17 – painel de controle	23
IMAGEM 18 – Divisão da cidade	27
IMAGEM 19 – Distribuição e divisão de rede de abastecimento	28
IMAGEM 20 – trechos da rede de distribuição	28
IMAGEM 21 – família da bomba	37
IMAGEM 22 – ramificação do Jd. Europa	41
LISTA DE GRAFICOS
GRAFICO 1 – Nº da população / ano	27
GRAFICO 2 – Curva da demanda	33
GRÁFICO 3 – altura manométrica em função da vazão	38
GRAFICO 4 – quantidades de bombas	39
GRAFICO 5 – características da família da bomba	40
	
SUMÁRIO
INTRODUÇÃO	8
 Objetivos gerais	8
 Objetivos específicos	8
 Metodologia	9
 Justificativa	9
DEFINIÇÃO DE SANEAMENTO BASICO	9
 Definição de stação de tratamento de água	9
 Definição de estação de tratamento de esgoto	11
IMPORTANCIA NO TRATAMENTO DA AGUA	12
COMPARAÇÃO DO PANORAMA DO SANEAMENTO BÁSICO	13
VISITA TECNICA	14
 Estação de tratamento de esgoto	14
 Estação de tratamento de água	20
ESTUDO DE CASO	24
 Dimensionamento da cidade	24
 Dimensionamento das bombas da estação elevatória	36
 Ramificação da rede	41
CONCLUSÃO	46
BIBLIOGRAFIA	47
ANEXO I – MEMORIAL DE CÁLCULO	49
1. INTRODUÇÃO
	Saneamento básico é a união de vários fatores que visão proporcionar aos moradores de determinada região a higiene e saúde, evitando esgotos ao céu aberto, agua contaminada, proliferação de bactérias. Os principais itens de do saneamento basco são: reciclagem de materiais, limpezas de ruas (evitando o entupimento de bocas de lobos), tratamento e distribuição de agua de qualidade, coleta e tratamento de esgoto e coleta de lixo. Dentre os resultados obtidos com um bom saneamento pode-se citar a baixa proliferação de doenças, taxa de mortalidade baixa, volume de pessoas que utilizam o sistema publico de saúde é menor (gerando um custo menor aos cofres públicos), outro fator importante é o descarte correto de certas substancia, fazendo com que a natureza siga seu ciclo corretamente. 
	Dada à importância do tratamento de agua e esgoto, cada vez mais os governos federais, estaduais e os municípios vêm tentando atingir as metas do PLANSAB (plano de saneamento básico), onde a meta é de que para alguns anos específicos, é atingir a porcentagem estabelecida para residência com agua encanada e rede coletora de esgoto, houve uma grande melhoria com o decorrer das décadas, porém as metas estabelecidas estão longe de serem atingidas.
	As taxas de crescimento são importantes meios de calcular a população futura, para que assim se possa planejar uma infraestrutura adequada, para os anos com uma demanda maior na população. Outro importante fator para planejamento urbano é a comparação com países mais desenvolvidos.
Objetivos gerais
	Esse trabalho tem com objetivo geral a compreensão de como é o processo de tratamento de agua e esgoto, como são feitos os planejamentos urbanos e discutir as diferenças entre países.
Objetivos específicos
	Sabendo que a formação de engenheiro civil abrange todas as áreas da sociedade, faz-se necessário o conhecimento do planejamento urbano, neste trabalho mostra-se o processo detalhado da purificação da agua para consumo e do esgoto para descarte em rios, faz uma comparação rigorosas com países que tem tecnologias eficientes e por fim um estudo de caso, mostrando resumidamente como a distribuição de agua encanada para uma determinada população.
Metodologia
	Este trabalho foi realizado com as orientações da professora do curso de eng. Civil da UNIVERSIDADE PAULISTA do campus swift, tendo em mãos os formulários aplicados em sala de aula
Justificativa
	A necessidade de proporcionar qualidade de vida a população, se tratando de infraestrutura urbana, saneamento e até edificações publicas fazem dos engenheiros alguns dos principais protagonistas da sociedade.
2. DEFINIÇÃO DE SANEAMENTO BASICO
	As definições de saneamento variam conforme o entendimento de cada pessoa ou órgão, para a OMS (Organização Mundial de saúde), é o controle dos fatores físicos que podem exercer efeitos nocivos ao homem, prejudicando seu bem-estar físico, mental e social, para o governo brasileiro a lei 11.445 de 2007 descreve como saneamento básico como um conjunto de serviços, infraestruturas e instalações de abastecimento de água, esgotamento sanitário, limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos e drenagem de águas pluviais urbanas.
	Dentro dessa lei foi criado o PLANSAB (Plano Nacional de Saneamento Básico), onde foram fixadas metas em certos períodos de tempo para obter um numero maior de habitantes com acesso ao saneamento básico. O plano fixava que até o ano de 2.033, 99% da população urbana e rural teriam abastecimento de agua (seja por rede de distribuição, poço, ou nascente com canalização) e 92% teriam rede coletora de esgoto, fossa séptica ou esgotos sanitários e desse total 93% seria tratado para devolver à natureza.
	Para que essa meta seja atingida o ministério da saúde e o governo federal terá que investir aproximadamente R$122 bilhões em abastecimento de agua e R$182 bilhões em coleta e tratamento de esgoto. Porem em uma analise feita pelo IBGE o país não conseguira atender ao objetivo estabelecido no ano de 2.023, isso fica claro quando se nota que em 2010, 60,9 milhões de pessoa em áreas urbanas não tem acesso a rede de esgoto.
	Os principais objetivos do saneamento básico são: abastecimento de agua com qualidade para a população, coleta e disposições de aguas residuais (como esgoto, agua da chuva, etc.), coleta e descarte adequado de lixo, controle de pragas e doenças oriundas de animais, vírus e poluição.
Definição de estação de

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.