A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
2 pág.
Tecido cartilaginoso

Pré-visualização | Página 1 de 1

Tecido cartilaginoso
Funções: 
● Sustentar estruturas: Nas orelhas, nariz e vias aéreas. 
● Fazer articulações: Prende um osso ao outro
Possuem 2 tipos de articulações: móveis e fixas 
  ↪Móveis: São as que possuem grande amplitude de movimentação, são chamadas de diartroses. São as articulações do ombro e cotovelo.
  ↪Fixas: São as que possuem os ossos presos e não realizou movimentos, são chamadas de sincondrose. É a articulação da bacia.
● Proteção das diartroses: Como a articulação diartrose é móvel ela é feita por um conjunto de estruturas: 
  ↪ Pericôndrio: É uma cápsula de tecido conjuntivo que envolve as cabeças dos ossos
  ↪ Líquido sinovial: líquido presente dentro do pericôndrio responsável por hidratar e diminuir o atrito da articulação.
Se não editoras essa cartilagem na superfície, o atrito de um osso com o outro iria fazer com que eles se esfarelassem.
● Crescimento em altura: O tecido cartilaginoso possui anéis de cartilagem que promovem p crescimento em altura dos ossos longos e consequentemente do indivíduo 
Características 
● As cartilagens sempre possuem alguns milímetros de altura, largura e profundidade e dentro dela sempre está cheio de células vivas.
● São estruturas formadas por um tipo de tecido conjuntivo chamado cartilaginoso. Por ser tecido conjuntivo são constituídas de células afastadas uma das outras e o espaço intercelular é ocupado por matriz intercelular. Na matriz do tecido cartilaginoso são encontradas fibras colágenas, elásticas, ácido hialurônico, proteoglicanas, glicoproteínas e água.  
● O tecido cartilaginoso é avascular, com isso as células presentes no tecido obtêm nutrientes e oxigênio através de difusão.; além disso, ela não consegue se regenerar, somente cicatrizar 
● É resistente a infecção uma vez que não possui vasos sanguíneos no tecido
● Todo tecido cartilaginoso é envolvido na per uma membrana vascularizada de tecido conjuntivo comum chamado de pericôndrio, que é responsável por nutrir o tecido e realizar a cicatrização da cartilagem quando necessária. (O pericôndrio penetra na cartilagem ‘‘colando’’ o local de fissura)  
● A matriz da cartilagem precisa ser muito bem hidratada (ácido hialurônico) para que os nutrientes possam se difundir até as células mais distantes do pericôndrio. ! 
● Para que a água se mantenha no tecido é preciso além de muito ácido hialurônico, muita proteoglicana porque ela que retém a água na matriz.  ! 
● As células não se locomovem. 
Ácido hialurônico:
● É responsável por atrair água para a matriz: 
● Desempenha papel estrutural.
● Inibe a locomoção das células uma vez que a matriz fica mais densa devido à alta concentração de água.
●Em alta concentração ele inibe mitose nas células que estão em suas imediações (importante p/ entender o ciclo de vida dos condrócitos).
Tipos de Cartilagem
O que determina o tipo de cartilagem é a fibra que predomina na matriz dela; Possuímos 3 tipos de cartilagens: Hialina, Elástica e Fibrosa.
Hialina: Predominância de fibras colágenas do tipo II  na matriz e são mais duras do que flexíveis.  
Está presente na cartilagem do ápice do nariz, na cartilagem que sustenta a traqueia, cartilagem articulares e discos epifisários 
Elástica: Predominância de fibra elástica na matriz e são mais elásticas/flexíveis do que resistentes. 
Está presente na cartilagem auricular e na cartilagem que sustenta a epiglote.
Fibrosa: Predominância do colágeno do tipo I na matriz e encontram se em lugares que a pressão e tração são grandes. A cartilagem fibrosa não necessita de ter pericôndrio próprio porque ela utiliza o tecido conjuntivo vizinho pra se nutrir.  
Está presente na cartilagem da sínfise púbica, na inserção de tensão nos ossos, nos discos intervertebrais, nos anéis fibrosos e nos meniscos.
Células das Cartilagens 
Existem somente 2 tipos de células: Condroblastos e  Condrócitos 
Condroblastos:
● Célula mais jovem e com maior disposição (ela é recém-produzida e possui um metabolismo alto). 
● Produz muita matriz em pouco tempo.
● Possui formato achatado e é encontrada sempre nas superfícies/periferias do tecido. 
● A matriz a que ele produz é a intersticial e possui menos ácido hialurônico, ficando um anel lilás em volta dos condroblastos. !
● À medida que o tempo passa os condroblastos vão se tornando mais volumosos, chegando a ficar esféricos e com isso viram condrócitos.Grupos isôgenos: São condrócitos derivados do mesmo condroblasto. Eles sofrem mitose formando um grupo de células que sofre mais mitose e liberam mais matriz territorial, quando esses grupos de chegam a +/- 16 condrócitos eles param de se dividir pela limitação do ácido hialurônico 
Condrócitos:
● Célula mais velha e com menor disposição (gordo e velho). 
● São arredondamos e esféricos 
● Se localizam mais no interior do tecido 
● Possuem o metabolismo baixo, produzindo menos matriz. 
● A matriz que ele produz é a territorial que tem um teor muito alto de ácido hialurônico, porém, em pequena quantidade, ficando um anel roxo em volta do condrocitos. !
  
Ciclo de vida 
É dividido em 2 mecanismos: Aposicional e Intersticial 
 ↪Como as células da cartilagem produz matriz em volta delas mesma, elas consequentemente contribuem para que a estrutura a qual ela pertença cresça. 
 ↪ Se a célula se divide e forma mais células ela também está contribuindo para que o tecido cresça 
Aposicional: 
Crescimento de fora pra dentro. Acontece na superfície das cartilagens a partir do pericôndrio 
Como acontece? As células mesenquimais do pericôndrio se dividem por mitose semiconservativa e uma das células filha mais próxima da superfície da cartilagem se diferencia em condroblastos. Depois da diferenciação ela começa a produzir matriz de cartilagem em volta dela mesma, proporcionando o crescimento superficial da cartilagem (como uma camada a mais)
Intersticial: 
Crescimento no interior da cartilagem. É aquele que contribui mais para o crescimento da cartilagem; acontece a partir dos condrócitos que secretam pequenas quantidades de matriz territorial entre os ciclos de divisões mitóticas (entre uma mitose e outra) 
Hormônio do crescimento: É o principal estimulador do crescimento da cartilagem. Nós produzimos esse hormônio à vida inteira, porém, a partir dos 25 anos diminui a produção. Entrando a cartilagem cresce um pouco durante a vida toda.