Logo Passei Direto

A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
4 pág.
NAÇÕES DE CIENCIAS SOCIAIS 34861

Pré-visualização | Página 1 de 1

CENTRO UNIVERSITÁRIO DA GRANDE DOURADOS
Professor: Rosilene Moreira 
Disciplina: Noções de Ciências Sociais.
Curso: Ciências Contábeis. 
Polo: Cuiabá 
Aluna: Pablo Fernando Leite nogueira
 RGM:1038698
Data: 15/11/2018
Orientação da atividade: Atividade 2 - Referente as aulas 5, 6,7e 8
	
	
	ATIVIDADE 02
1. O fato de a sociedade brasileira possuir a democracia racial como ideal afirmado e desejado, conduziu encobrimento da realidade das relações entre brancos e negros. 
O sentido discriminador e indiretamente segregador que essas relações apresentam tendeu a ficar encoberto pelo discurso da ideologia dominante. Este discurso, de um lado, afirma a igualdade e investe na negação do racismo; de outro mantém a profundidade das desigualdades sociais só explicáveis através da discriminação e do preconceito, cuja consequência mais imediata é a segregação social. (ULBRA, 2009 apud ADRIAN, 2013).
Análise a afirmação acima e construa um texto com no mínimo 08 linhas sobre “Preconceito e discriminação racial no Brasil”
R: O racismo, é muito evidente no Brasi, muitas pessoas diz que isso não procede em nosso meio, porém não é bem assim que é visto. Segundo Adrian ( 2013) o próprio brasileiro não se vê como racista e mesmo aqueles que são discriminados, buscam formas ou status para fugir da marca social, e também, Adrian diz que não é possível considerar a sociedade brasileira como não racista sem nenhum tipo de preconceito, vivendo numa democracia racial. 
Portanto, é notório que, mesmo sendo iguais, muitas pessoas se titulam diferentes, (superiores) a outras, devido: Raça, condições financeiras, etc. 
2. Para refletir:
1. “A liberdade do indivíduo só se completa como liberdade do cidadão de um Estado livre e de direito. As leis, a Constituição, as declarações de direitos, a definição dos poderes, a divisão destes poderes para evitar abusos, e a própria prática das eleições periódicas aparecem hoje como questões éticas fundamentais. Ninguém é livre, numa ditadura; a velha lição de Hegel se confirmou até os nossos dias. ( VALLS, 1994)
2. A charge acima representa um grupo de cidadãos pensando e agindo de modo diferenciado, frente a uma decisão cujo caminho exige um percurso ético. 
Considerando a imagem e as ideias que ela transmite e a citação acima construa um texto sobre a ÉTICA na política. O texto deverá ter no mínimo 08 linhas.
R: Em relação a Ética na Politica,, os problemas, éticos são muito ricos e complexos, Hegel a respeito da liberdade, reflite uma linha de pensamento que se mostra, oque acontece em uma Ética Politica, demostrando oque foi questionado, da doutrina hegeliana, e até hoje constitui um problema sério, é a verdadeira função, na prática, do Estado. Que existem de fato são a instância do interesse comum universal, acima das classes e dos interesses egoístas privados e de pequenos grupos. Ou são de fato aparelhos conquistados por estes grupos, por uma classe dominante, que conquista o Estado para usar dele como seu instrumento de hegemonia, para a dominação e a exploração dos desprivilegiados? Em outras palavras, o Estado real resolve o problema das classes, ou serve a um dos lados, na luta de classes.
3. Em sentido antropológico, não falamos de cultura, no singular, mas em culturas, no plural, pois a lei, os valores, as práticas, as instituições variam de formação social para formação social. Além disso, uma mesma sociedade, por ser temporal e histórica passa por transformações culturais amplas. (CHAUI, M. Convite a filosofia. São Paulo. Ática. 1995) A concepção que perpassa a imagem e o texto parte da premissa de que o respeito a diversidade cultural significa:
R: A respeito da diversidade cultural, a imagem apresenta, diversos grupos de seres humanos e suas particularidades, teve maior destaque, a partir do processo das grandes navegações na Europa, a “descoberta” de novos grupos humanos como o africano, o asiático e principalmente o índio americano, proporcionou uma nova postura do europeu quanto a essa diversidade étnico-cultural, Diferentes hábitos e costumes variados de acordo com Brym, (2006) forçaram os europeus há pensar um pouco mais sobre o papel desses grupos recém descobertos, esses novos grupos humanos (denominados de selvagens) Portanto, a diversidade cultural, tem como objetivo, promover a aceitação do outro. 
4- Os problemas ambientais são “efeitos ‘inesperados’ do modelo de desenvolvimento econômico dominante (capitalista – industrialista), que se ‘legitima’ atendendo as demandas de consumo da população, [que] continua aumentando dentro de um planeta com capacidade de sustentação limitada”. Por isso, no entendimento de Viola et al.(1998), a política ambiental, analisada em sentido amplo, não pode ser separada de uma discussão dos valores mais profundos que regem a sociedade humana. 
A partir da leitura do texto acima comente sobre a globalização, os seus impactos ambientais e o papel da sociedade na preservação do meio ambiente.
R: O conceito globalização converge para a ideia de movimento de ocidentalização do mundo, que iniciou com a expansão das potências europeias no século XV e culminou com a atual supremacia dos Estados Unidos (WALLERSTEIN, 1974, 1980, 2002). Seria a partir desse ponto de vista , o auge da internacionalização.
Lavando em conta seus grandes e prejudiciais impactos, que abordam a dinâmica da urbanização do cenário contemporâneo e as desigualdades sociais que emergem da nova configuração do capitalismo em escala mundial, enfatizando as dificuldades de enfrentamento da chamada crise ambiental ou ecológica. A globalização traduz as grandes transformações que estão se produzindo nas sociedades e, em particular, na vida cotidiana de cada habitante da terra.
Murteira tem conduzidos ao condicionamento crescentes das políticas econômicas nacionais, pela (esfera megaeconômica) ao mesmo tempo em que se adensam as relações de interdependência, denominação e dependência entre os atores internacionais e nacionais, incluindo os próprios governos nacionais que procuram pôr em prática as suas estratégias no mercado global.