A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
39 pág.
Aula 1 Introdução a Biologia Celular pdf

Pré-visualização | Página 1 de 2

Introdução à Biologia Celular 
 
Introdução à Biologia Celular 
Todo ser vivo é formado por células. 
 
A célula é a unidade estrutural e funcional, 
fundamental dos seres vivos. 
Tecido nervoso 
Forma a substância 
cinzenta do 
cérebro. 
Tecido muscular 
Os músculos dos braços 
são formados por tecido 
muscular estriado. 
Tecido epitelial 
A camada superficial da pele 
é o tecido mais extenso do 
Corpo humano e uma das 
variedades de tecido epitelial. 
Tecido conjuntivo 
O tecido sanguíneo 
é um dos tipos de 
tecido conjuntivo. 
Quando a célula não vai bem, o corpo também não vai bem. 
As células crescem de forma organizada sendo o crescimento 
desorganizado uma característica de células malignas 
Exemplo de uma mamografia mostrando um seio 
com células saudáveis (esq.) e um seio com células 
cancerosas. 
Tumor benigno 
Tumor maligno 
Obs: Atualmente o termo tumor é melhor empregado 
na designação de crescimentos celulares malignos. 
Introdução à Biologia Celular 
Quando a célula vai bem, o corpo também vai bem. 
Sem atividade física Com atividade física 
Fibra muscular Fibra muscular 
Introdução à Biologia Celular 
O organismo humano é originado a partir da fusão de duas células. 
Corona radiada 
Primeiro 
corpúsculo polar 
Grânulos corticais 
Zona pelúcida 
Espermatozoide 
Introdução à Biologia Celular 
Existe uma grande variedade de formatos de células. 
Fibroblasto Espermatozoide 
Célula hepática Neurônio 
Célula do rim Hemácia 
Célula muscular lisa 
Introdução à Biologia Celular 
Níveis hierárquicos de organização dos seres vivos 
Seres Unicelulares 
Existem dois níveis de organização celular: 
 
Seres unicelulares e pluricelulares. 
Bactérias Ameba 
(protozoários) 
Leveduras 
 (fungos) 
Euglena 
 (algas) 
Seres Pluricelulares 
 
• Algas; 
• Fungos; 
• Plantas; 
• Animais. 
• Células; 
• Tecidos; 
• Órgãos; 
• Sistemas; 
• Organismo. 
Em seres pluricelulares observamos a organização: 
Organismo 
Sistema 
Órgão 
Tecido 
Célula 
Tipos de Células 
• Eucariontes; 
• Procariontes. 
Existem dois tipos básicos de células: 
Núcleo Citoplasma 
Organelas citoplasmáticas 
delimitadas por membranas 
Membrana 
plasmática 
Célula eucariótica 
Mesossomo Citoplasma 
Ribossomos 
Nucleóide 
Parede 
celular 
Membrana 
plasmática 
Célula procariótica (bactéria) 
• São encontradas em bactérias e outros seres vivos similares; 
 
• São células muito simples e pequenas; 
 
• São pobres em membranas, apresentando apenas a membrana plasmática; 
 
• Não possuem cariomembrana e, por isso, o material genético fica disperso. 
Características das células procariontes: 
Citoplasma 
Fimbrias 
Parede celular Cápsula 
Mesossomo 
Membrana citoplasmática 
Ribossomo 
DNA 
Flagelo 
Plasmídeo 
Características das células procariontes: 
• Apresentam material genético (molécula de DNA) 
circular, que forma o nucleoide; 
 
• Não se dividem por mitose e meiose; 
 
• A maioria se divide por fissão binária. 
Características das células procariontes: 
• São encontradas em protozoários, fungos, plantas e animais; 
 
• São células mais complexas e maiores; 
 
• São ricas em membranas, apresentando outras membranas além da membrana 
plasmática; 
 
• Possuem cariomembrana e, por isso, o material genético fica limitado 
à um espaço denominado núcleo. 
Características das células eucariontes: 
• Apresentam material genético composto por várias 
moléculas de DNA lineares, que formam os cromossomos; 
 
• Se dividem por mitose e meiose; 
 
• Possuem diversas organelas citoplasmáticas. 
Citoesqueleto distribuído por todo o citoplasma 
celular conferindo forma à célula. Célula animal 
marcada para evidenciar microtúbulos (B) e 
filamentos de actina (A). O DNA nuclear está 
marcado em “C”. 
Características das células eucariontes: 
Características das células eucariontes: 
Lisossoma 
Mitocôndria 
Membrana plasmática 
Complexo de Golgi 
Microfilamentos 
Filamentos intermédios 
Microtúbulos 
Microvilosidade 
Centrossoma 
Flagelo 
RE Rugoso RE Liso 
Retículo Endoplasmático (RE) 
Citosqueleto 
Cromatina 
Nucléolo 
Membrana 
nuclear 
Núcleo 
 Procariontes Eucariontes 
Cariomembrana Ausente Presente 
Organelas Ausentes Presente 
Mitose/meiose Ausente Presente 
Genoma DNA circular DNA linear 
Características das células procariontes e eucariontes: 
Organização das células animais e das células vegetais. 
Mitocôndria 
Peroxissoma 
Membrana plasmática 
Parede celular 
Parede da célula adjacente 
Cloroplasto 
Plasmodesmos 
Filamentos 
intermédios 
Microtúbulos 
Microfilamentos 
Tonoplasto 
Vacúolo central 
Ribossomos 
Complexo de Golgi 
Centrossoma 
Retículo endoplasmático liso 
Retículo endoplasmático rugoso 
Membrana nuclear 
Nucléolo 
Cromatina 
Núcleo 
C
it
o
sq
u
el
et
o
 
Lisossoma 
Mitocônda 
Membrana plasmática 
Complexo de Golgi 
Microfilamentos 
Filamentos intermédios 
Microtúbulos 
Microvilosidade 
Centrossoma 
Flagelo 
RE Rugoso RE Liso 
Retículo Endoplasmático (RE) 
Citosqueleto 
Cromatina 
Nucléolo 
Membrana 
nuclear 
Núcleo 
As células eucariontes podem ser classificadas como células animais e células 
vegetais. 
Características das células animais e células vegetais: 
 Células Animais Células Vegetais 
Centríolos Presentes Ausentes 
Cloroplastos Ausentes Presentes 
Vacúolo central Ausentes Presentes 
Parede celular Ausente Presentes 
Organização do Vírus 
• Os vírus são acelulares; 
• Os vírus não possuem metabolismo próprio; 
• Os vírus são seres vivos? 
 
Protease 
Membrana 
 lipídica 
Nucleocapsídeo Genoma RNA Viral 
Características dos vírus 
• Possuem um envoltório proteico denominado capsídeo; 
• O capsídeo pode ou não ser revestido por um envelope lipídico 
derivado das membranas celulares; 
Capsídeo 
DNA 
Características dos vírus 
• Possuem um único tipo de ácido nucleico, 
DNA ou RNA; 
• Existem vírus com DNA de fita dupla, simples, 
RNA de fita dupla ou simples; 
 
Vírus Hepatite B 
Região do 
CORE - HBcAg 
Envelope viral: 
antígeno de 
 superfície - HBsAg 
DNA Viral 
DNA 
Polimerase 
Características dos vírus 
A 
B 
• São parasitas intracelulares obrigatórios; 
• Multiplicam-se dentro de células vivas usando a maquinaria de síntese das células; 
Características dos vírus 
• Parasitam todos os tipos de células. 
Vírus 
Célula Animal 
Célula Vegetal 
Bactéria 
Fungo 
Protozoário 
Métodos de estudo das células: Noções de microscopia 
As células são microscópicas 
• As células são estruturas muito 
pequenas e, por isso, não podem 
ser vistas sem o uso de um 
microscópio; 
 
• As estruturas intracelulares são 
ainda menores, e são necessários 
microscópios específicos, com 
poder de resolução maior. 
Células vermelhas 
do sangue (10,000 nm) 
0 75 150 225 300 
nm 
2500 
nm 
0 
750 
nm 
0 375 
Escala microscópica mostrando a relação real 
do tamanho das células e das partículas virais. 
E. coli (1000 nm x 3000 nm) 
Poliovírus 
(30 nm) Pox Vírus 
(200 nm x 300 nm) 
Bacteriófago T4 
(50 nm x 225 nm) 
Vírus mosaico do tabaco 
(15 nm x 300 nm) 
BACTERIÓFAGO 
MS2 (24 nm) 
Métodos de Estudo das Células 
• Poder de resolução é a distância mínima que deve existir entre dois pontos para que 
consigamos visualizá-los de forma discriminada; 
 
• Interfere na qualidade da imagem, no que diz respeito à claridade e à riqueza de detalhes; 
 
• O olho humano tem poder de resolução de 0,1 mm (100µm); 
 
• O poder de resolução dos microscópios variam conforme o tipo de microscópio. 
Poder de resolução 
Método de Estudo das Células 
1590: Zacharias Janssen inventou o microscópio. 
Microscopia Óptica 
• Foi o primeiro microscópio desenvolvido, que permitiu o conhecimento da célula a partir da 
sua visualização; 
 
• Também chamado de microscópio de luz, uma vez que esta é fundamental para a formação 
de uma imagem ampliada do objeto examinado;