A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
5 pág.
MICRO E IMUNOLOGIA

Pré-visualização | Página 1 de 3

Página 1 de 5 
 
 
 
 
GRUPO SER EDUCACIONAL 
GRADUAÇÃO EAD 
GABARITO 
AV2-2017.1A – 08/04/2017 
 
 
 
 
 
 
1. O controle de microrganismos significa a 
redução da carga microbiana e até mesmo a morte 
e a perda da capacidade reprodutiva destes. Tal 
controle é realizado por diferentes métodos físicos 
e/ou químicos. Em relação aos termos-chaves 
utilizados no controle do crescimento microbiano, 
analise as afirmativas abaixo: 
 
I. O termo ESTERILIZAÇÃO é o processo de 
destruição, por meio de agentes químicos ou 
físicos, de toda forma de microrganismo presente 
em um material. 
II. O termo DESINFECÇÃO consiste na destruição, 
remoção ou redução dos microrganismos 
presentes em um tecido vivo, como a pele. 
III. O termo ASSEPSIA é o processo de eliminação 
de microrganismos presentes em um material 
inanimado. 
 
Assinale a alternativa correta. 
 
a) Apenas a afirmativa I está correta. 
b) Apenas a afirmativa II está correta. 
c) Apenas a afirmativa III está correta. 
d) As afirmativas II e III estão corretas. 
e) As afirmativas I, II e III estão corretas. 
 
 
Alternativa correta: letra A. 
Identificação do conteúdo: A resposta certa se 
encontra no BUP, Unidade 2: Diversidade microbiana 
e microbiologia aplicada. Controle do crescimento 
microbiano. Páginas 88-89. 
Comentário: O item II está incorreto, pois o termo 
DESINFECÇÃO consiste na destruição, remoção ou 
redução dos microrganismos presentes em um material 
inanimado. Assim como, o item III também está 
incorreto porque o termo ASSEPSIA é o processo de 
eliminação de microrganismos presentes em tecido 
vivo, como a pele. 
 
2. Durante uma aula prática de Microbiologia, José 
recebeu uma lâmina contendo esfregaço de 
Escherichia coli e uma lâmina contendo esfregaço 
de Staphylococcus aureus para serem coradas pela 
coloração de Gram (cristal violeta, lugol, álcool, 
fucsina diluída). Após fixar os esfregaços pelo 
calor, o aluno realizou a coloração, porém inverteu 
a ordem da utilização dos corantes (fucsina, álcool 
diluído, cristal violeta, lugol). Qual foi o resultado 
da coloração observado ao microscópio para E. 
coli e S. aureus, respectivamente? 
 
 
 
GABARITO 
QUESTÕES COMENTADAS 
Disciplina MICROBIOLOGIA E IMUNOLGIA 
Professor (a) KARLA RIBEIRO 
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 
A D D D D B E B C B 
 
 
 Página 2 de 5 
 
MICROBIOLOGIA E IMUNOLOGIA PROFESSOR (A): KARLA RIBEIRO 
 
 
a) Bacilos violeta-escuros e cocos vermelho-claros. 
b) Bacilos vermelho-claros e bacilos violeta-escuros. 
c) Bacilos e cocos vermelho-claros. 
d) Bacilos e cocos violeta-escuros. 
e) Cocos vermelho-claros e cocos violeta-escuros. 
Alternativa correta: letra D. 
Identificação do conteúdo: A resposta certa se 
encontra no BUP, 1ª unidade: Microbiologia geral e de 
procariotos. Paredes celulares e mecanismo da 
coloração de Gram (Página 30). 
Comentário: Como o aluno inverteu a ordem de 
utilização dos corantes, o mecanismo da coloração 
iniciou-se com a fucsina, e a parede celular tanto de 
E.coli (morfologia bacilo) quanto de S. aureus 
(morfologia cocos) adquiriu coloração vermelho-claro. 
Consequentemente, o tratamento com o álcool que 
extrai os lipídeos, retirou a fucsina e ambas as 
bactérias foram descoradas. Em virtude da utilização 
do cristal violeta e lugol na ultima etapa do 
procedimento e por ambas as bactérias possuírem 
peptideoglicano na parede celular, E.coli e S. aureus 
adquiriram coloração violeta-escuro, 
independentemente de se serem bactérias gram-
negativas e gram-positivas, respectivamente. 
 
3. O organismo A é constituído por uma cápsula 
protéica que protege a molécula de ácido nucléico, 
um DNA ou RNA. O organismo B tem uma 
membrana lipoprotéica revestida por uma parede 
rica em peptideoglicano que envolve um 
citoplasma, onde seu material genético se encontra 
em região nuclear central constituída 
principalmente por DNA, mas possui algum RNA e 
também proteínas associadas. Esses organismos 
são respectivamente: 
 
a) Uma bactéria e um vírus. 
b) Um vírus e um fungo. 
c) Uma bactéria e um fungo. 
d) Um vírus e uma bactéria. 
e) Um fungo e um protozoário. 
Alternativa correta: letra D. 
Identificação do conteúdo: A resposta certa se 
encontra no BUP, 1ª unidade: Bactérias e Vírus. 
Comentário: O organismo A é um VÍRUS, pois é 
constituído por uma cápsula protéica que protege a 
molécula de ácido nucléico, um DNA ou RNA. Já o 
organismo B, é uma bactéria por ter uma membrana 
lipoprotéica revestida por uma parede rica em 
peptideoglicano que envolve um citoplasma, onde seu 
material genético se encontra em região nuclear central 
constituída principalmente por DNA, mas possui algum 
RNA e também proteínas associadas. 
 
 
 
 
4. Os fungos, também conhecidos por bolores, são 
seres dispersos no meio ambiente, em vegetais, ar 
atmosférico, solo e água. Embora sejam estimados 
em 250 mil espécies, menos de 150 foram descritos 
como patógenos aos seres humanos. Sobre os 
fungos: 
 
I. Na grande maioria dos fungos a parede celular 
é composta por peptideoglicano. 
II. Os fungos não realizam o ciclo de Krebs. 
III. Os fungos são heterotróficos e nutrem-se de 
matéria orgânica morta ou viva. 
IV. Os fungos são divididos em dois grandes 
grupos: os bolores ou fungos unicelulares, e 
as leveduras ou fungos multicelulares. 
V. Os fungos somente podem produzir esporos 
de maneira sexual. 
 
Estão incorretos: 
 
a) Apenas I e III. 
b) Apenas II, III e IV. 
c) Apenas II, III e V. 
d) Apenas I, II, IV e V. 
e) I, II, III, IV e V. 
Alternativa correta: letra D. 
Identificação do conteúdo: A resposta certa se 
encontra no BUP, 1ª unidade: Fungos. 
Comentário: O Item I está errado, pois a parede 
celular fungica é composta por quitina. O item II está 
errado, pois os fungos realizam o ciclo de Krebs. O 
item IV está errado, pois os fungos são divididos em 
dois grandes grupos: os bolores ou fungos 
multicelulares e as leveduras ou fungos unicelulares. 
Enquanto o item V está errado porque os fungos se 
reproduzem tanto de maneira sexuada quanto 
assexuada. 
 
5. Alunos de graduação em Nutrição em aula 
prática da disciplina de Microbiologia realizaram a 
análise quantitativa de polpa de morango com 
diluição decimal até 10-3 (1000 vezes) e inocularam 
100µL (0,1mL) em placas contendo o meio de 
cultura BDA pelo método de espalhamento. 
 
A contagem de colônias revelou 10 colônias, 
calcule a UFC/g e classifique-o como próprio ou 
impróprio para o consumo, sabendo que o limite é 
 
 
 Página 3 de 5 
 
MICROBIOLOGIA E IMUNOLOGIA PROFESSOR (A): KARLA RIBEIRO 
 
 
de 5 x 10³UFC/g (ANVISA, Instrução Normativa nº 
12 de 10/09/99) para este alimento. 
 
a) 1x103, consumo impróprio 
b) 1x10 4, consumo próprio 
c) 1x105, consumo próprio 
d) 1x105, consumo impróprio 
e) 1x104, consumo impróprio 
Alternativa correta: letra D. 
Identificação do conteúdo: A resposta certa se 
encontra no BUP, 2ª unidade: Diversidade microbiana 
e microbiologia aplicada. Quantificação do crescimento 
microbiano. Medida direta do crescimento microbiano: 
Diluições seriadas (Página 83-85). 
Comentário: Fórmula a ser utilizada pelo aluno: 
UFC/g = 
número de colônias encontradas na placa x diluição 
Alíquota semeada 
 
UFC/g = 10 UFC x 103 = 1x105 UFC/g 
0,1 mL 
A UCF/g da polpa de morango é 1x105, essa 
quantidade é maior que o limite 5 x 10³UFC/g. Logo, o 
consumo da polpa de morango é considerado