A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
104 pág.
AULA 05

Pré-visualização | Página 5 de 30

em regra, realizada em dinheiro 
 
Questões para fixar 
[CESPE - 2014 - TJ-DFT - Adaptada] Acerca do direito de propriedade, analise a assertiva. 
No caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá utilizar-se de propriedade particular, 
assegurada ao proprietário indenização ulterior. 
Comentário: 
O inciso XXV do art. 5º é expresso em dizer que a indenização somente será paga se houver dano. Estamos, 
portanto, diante de um item falso. 
Gabarito: Errado 
[FCC - 2015 - TRE-AP - Analista Judiciário - Administrativa] Francisco reside em um imóvel de sua 
propriedade. Em caso de iminente perigo público, a autoridade competente poderá: 
A) usar da propriedade particular de Francisco, mediante justa e prévia indenização em dinheiro. 
B) usar da propriedade particular de Francisco, assegurada a ele indenização ulterior, se houver dano. 
C) usar da propriedade particular de Francisco, assegurada a ele indenização ulterior, independentemente 
de dano. 
D) realizar o procedimento de desapropriação, assegurada a Francisco indenização ulterior, se houver dano. 
E) realizar o procedimento de desapropriação e, após a sua conclusão, usar da propriedade particular de 
Francisco, sem direito à indenização, já que há necessidade pública e que a propriedade não atende a sua 
função social. 
Comentário: 
A autoridade competente poderá usar da propriedade particular de Francisco e, se ocasionar algum dano, 
deverá posteriormente indenizá-lo. Assim, nos termos do art. 5º, XXV, a letra ‘d’ é nossa resposta. 
Gabarito: B 
Prof. Nathalia Masson 
 Aula 05 
 
14 de 104| www.direcaoconcursos.com.br 
Direito Constitucional – Todos os Cargos – TCE/RJ 
 
(C.3) Expropriação (ou confisco) 
Conhece esse termo? A expropriação, estimado aluno, representa a supressão punitiva da 
propriedade privada, por ordem judicial, sem que o proprietário tenha direito a receber qualquer 
indenização! 
Está descrita no art. 243, CF/88, e ocorre naqueles casos em que o sujeito se utiliza de sua 
propriedade, rural ou urbana, localizada em qualquer região do País, para culturas ilegais de plantas 
psicotrópicas ou a exploração de trabalho escravo. 
As propriedades (possuídas a qualquer título) que forem expropriadas serão destinadas à 
reforma agrária e a programas de habitação popular (haverá o assentamento de colonos, para o cultivo 
de produtos alimentícios e medicamentosos). Ressalta-se, ainda, que todo e qualquer bem de valor 
econômico apreendido em decorrência do tráfico ilícito de entorpecentes e drogas afins será confiscado 
e reverterá a fundo especial com destinação específica, na forma da lei (art. 243, parágrafo único, CF/88, 
com redação dada pela EC nº 81/2014). 
 
(3) Art. 5º, XXVI 
Art. 5º, XXVI ‐ a pequena propriedade rural, assim definida em lei, desde que trabalhada pela família, não será 
objeto de penhora para pagamento de débitos decorrentes de sua atividade produtiva, dispondo a lei sobre 
os meios de financiar o seu desenvolvimento. 
 
Eis a garantia da impenhorabilidade, que o poder constituinte originário concedeu à pequena 
propriedade rural trabalhada pela família. 
O intuito protetivo dos pequenos trabalhadores rurais é obvio, pois nossa Constituição 
determinou a impenhorabilidade da pequena propriedade rural, só exigindo o cumprimento de duas 
condições: (i) que ela seja trabalhada (explorada economicamente) pela família e (ii) que a dívida 
causadora da possível penhora tenha sido originada na atividade produtiva. 
Destarte, tenha muito cuidado com afirmações em prova que digam que a pequena propriedade 
rural trabalhada pela família em nenhuma hipótese poderá ser objeto de penhora, pois ela poderá sê-lo 
para efetivar o pagamento de débitos estranhos à sua atividade produtiva. 
É igualmente válido destacar que se a pequena propriedade rural não for trabalhada pela família, 
ela também pode ser penhorada para pagamento de débitos decorrentes e débitos estranhos à sua 
atividade produtiva. 
Prof. Nathalia Masson 
 Aula 05 
 
15 de 104| www.direcaoconcursos.com.br 
Direito Constitucional – Todos os Cargos – TCE/RJ 
 
Questões para fixar 
[CESPE - 2013 TJ-BA - Titular de Serviços de Notas e de Registros] Considerando as normas constitucionais 
sobre direitos e garantias fundamentais, analise a assertiva: 
A pequena propriedade rural, assim definida em lei, desde que trabalhada pela família, não será objeto de 
penhora, salvo se para pagamento de débitos decorrentes de sua atividade produtiva. 
[FUNCAB - 2014 - MDA - Técnico em Agrimensura - Adaptada] Sobre os direitos e garantias fundamentais, 
julgue a assertiva: 
É permitida a penhora da pequena propriedade rural trabalhada pela família para pagamento de débitos 
decorrentes da atividade produtiva. 
Comentário: 
Os dois itens devem ser marcados como falsos. Afinal, a Constituição determina que a pequena propriedade 
rural, assim definida em lei e desde que seja trabalhada pela família, não será objeto de penhora para 
pagamento de débitos decorrentes de sua atividade produtiva. 
Gabarito: Errado/Errado 
 
(4) Art. 5º, XXVII e XXVIII 
Art. 5º, XXVII ‐ aos autores pertence o direito exclusivo de utilização, publicação ou reprodução de suas obras, 
transmissível aos herdeiros pelo tempo que a lei fixar. 
Art. 5º, XXVIII ‐ são assegurados, nos termos da lei: 
a) a proteção às participações individuais em obras coletivas e à reprodução da imagem e voz humanas, 
inclusive nas atividades desportivas; 
b) o direito de fiscalização do aproveitamento econômico das obras que criarem ou de que participarem aos 
criadores, aos intérpretes e às respectivas representações sindicais e associativas. 
 
Os direitos autorais recebem proteção constitucional. Assim, enquanto estiver vivo, o indivíduo 
autor controla a utilização, a publicação e a reprodução de suas obras, sendo esse direito transmissível 
aos seus herdeiros pelo tempo determinado por lei (e não eternamente, pois, a partir de um 
determinado momento, a obra cairá em domínio público). 
 
 
 
 
Prof. Nathalia Masson 
 Aula 05 
 
16 de 104| www.direcaoconcursos.com.br 
Direito Constitucional – Todos os Cargos – TCE/RJ 
 
Questões para fixar 
[FUNDEP - 2016 - IFN-MG - Assistente Administração - Adaptada] Julgue a assertiva: 
Aos autores, pertence o direito exclusivo de utilização, publicação ou reprodução de suas obras, vedada a 
transmissão a herdeiros. 
[CESPE - 2013 - TRT - 8ª Região (PA e AP) - Técnico Judiciário - Adaptada] Analise a assertiva acerca de 
direitos e deveres individuais e coletivos previstos na CF: 
Aos autores pertence o direito exclusivo de utilização, publicação ou reprodução de suas obras. Esse direito 
é intransmissível aos herdeiros. 
Comentário: 
O inciso XXVII do art. 5º permite que os autores transmitam o direito exclusivo de utilização, publicação ou 
reprodução de suas obras aos seus herdeiros, pelo tempo que a lei fixar. 
Gabarito: Errado/Errado 
[FCC - 2015 - TRT - 9ª REGIÃO (PR) - Analista Judiciário - Área Apoio Especializado - Tecnologia da 
Informação - Adaptada] Sobre os Direitos e Deveres Individuais e Coletivos previstos na Constituição 
Federal, julgue a assertiva: 
São asseguradas, nos termos da lei, a proteção às participações individuais em obras coletivas e à 
reprodução da imagem e voz humanas, exceto nas atividades desportivas. 
Comentário: 
O item é falso, uma vez que o inciso XXVIII não exclui as atividades desportivas, ao contrário, as inclui. 
Gabarito: Errado 
 
(5) Art. 5º, XXIX 
Art. 5º, XXIX ‐ a lei assegurará aos autores de inventos industriais privilégio temporário para sua utilização, 
bem como proteção às criações industriais, à propriedade das marcas, aos nomes de empresas e a outros 
signos distintivos, tendo em vista o interesse social e o desenvolvimento tecnológico e econômico do País. 
 
O inciso XXIX assegura a chamada propriedade industrial na condição de um direito individual.

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.