A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
13 pág.
aula 06 pesquisa em serviço social

Pré-visualização | Página 1 de 3

PESQUISA EM SERVIÇO SOCIAL 
AULA 6 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Profª Cleci Elisa Albiero 
 
 
2 
CONVERSA INICIAL 
Os objetivos a serem trabalhados nesta aula serão os seguintes: 
compreender o que é e como se constitui um projeto de pesquisa; estudar 
população e amostra probabilística e não probabilística e sua relação com os 
sujeitos da pesquisa; como definir a coleta dos dados e os instrumentos para 
que esta se materialize e, por fim, conhecer os tipos de análise e interpretação 
dos resultados da pesquisa. O projeto de pesquisa é um dos principais 
instrumentos técnico-operativos que você irá usar para organizar a sua 
pesquisa, pois será por meio dele que construirá o caminho do tema, problema, 
objetivos, metodologia, justificativa, cronograma, entre outros elementos 
importantes, vislumbrando o trabalho final do TCC ou de futuros projetos de 
pesquisa que, como futuro assistente social, você poderá desenvolver em sua 
vida profissional. 
TEMA 1 – O PROJETO DE PESQUISA 
O planejamento de uma pesquisa sempre inicia pelo projeto, ou seja, a 
definição dos caminhos para abordar certa realidade ou certo problema e ser 
estudado. É um documento que tem a finalidade de prever e sistematizar as 
etapas operacionais de uma investigação cientifica. Nele, elencam-se 
basicamente as atividades que deverão ser executadas para alcançar o 
problema e os objetivos propostos. 
Ao elaborarmos um projeto de pesquisa (científico), segundo Minayo 
(2003, p. 34), estaremos lidando com pelo menos três dimensões importantes: 
1. Dimensão técnica: trata das regras científicas para a construção e 
desenvolvimento de um projeto, abordagens e instrumentos adequados. 
2. Dimensão ideológica: relaciona-se às escolhas do pesquisador, 
sempre tendo em vista o momento histórico. 
3. Dimensão científica: ultrapassa o senso comum através do método 
científico e permite que a realidade social seja reconstruída enquanto objeto do 
conhecimento que une o conhecimento empírico e o teórico. 
O planejamento de um projeto de pesquisa deve basicamente oferecer 
respostas como: O que pesquisar? (definição do tema/ problema, base teórica 
e conceitual) Por que pesquisar? (justificativa da escolha do problema) Para 
 
 
3 
que pesquisar? (objetivos) Como pesquisar? (metodologia) Quando pesquisar? 
(cronograma) Por quem? (pesquisador/es). 
Em seguida, iremos trabalhar passo a passo cada um dos itens 
elencados acima. 
TEMA 2 – AS ETAPAS DO PROJETO DE PESQUISA 
Quando nos referimos às etapas do projeto de pesquisa, estamos 
falando do momento de operacionalizar cada etapa que foi definida no 
planejamento e que vem sendo construída e discutida desde a nossa primeira 
aula, quando tratamos dos tipos de conhecimento e da importância dessa 
produção do conhecimento para a pesquisa em serviço social. 
2.1 Tema 
 O que fazer? A escolha do tema se caracteriza por ser uma área de 
interesse ou assunto que o pesquisador deseja pesquisar. Selecione um tema 
que possa ser tratado com certa profundidade. Considere se já tem algum 
conhecimento sobre a temática escolhida, preferência ou aptidão, vivências 
diárias do campo de estágio ou assuntos teóricos já estudados nas disciplinas. 
2.2 Problema de pesquisa 
 O que pesquisar? É o momento de definir o objeto a ser pesquisado. 
Lembre-se que o problema de pesquisa sempre deverá ser apresentado em 
forma de pergunta, indicando o principal questionamento que o pesquisador 
tem sobre o tema proposto. É em função do problema que se faz a pesquisa 
proposta. 
2.3 Justificativa 
 Por que pesquisar? Apresenta os motivos que levaram o pesquisador a 
escolher determinado tema para sua pesquisa. Apresenta também a 
importância de se realizar o estudo e quais as contribuições para aquele campo 
do conhecimento, para os usuários, para o serviço social e para o pesquisador. 
Podem-se escrever argumentos teóricos (a partir de uma breve pesquisa 
bibliográfica) e também práticos (a partir da realidade observada). 
 
 
4 
2.4 Hipóteses e questões norteadoras 
 Hipóteses são indagações a serem testadas. São proposições, 
soluções, ou seja, respostas prévias especulativas para o problema de 
pesquisa. Questões norteadoras, por sua vez, são questionamentos em torno 
do problema e dos objetivos de pesquisa, que indicam o que se deseja 
esclarecer. Nem todos os estudos necessitarão da elaboração de hipóteses ou 
de questões norteadoras. O pesquisador decidirá por qual das duas optar. 
2.5 Objetivos 
 Para que pesquisar? Esse questionamento indica o que se pretende 
alcançar com a pesquisa para dar conta de responder ao problema proposto. O 
objetivo geral deve-se mostrar uma visão abrangente, visão global do tema do 
que se quer com a pesquisa. Já, os objetivos específicos são o desdobramento 
do objetivo geral e têm a função instrumental de explicitar em detalhes as 
etapas da pesquisa para se chegar ao objetivo geral. 
Saiba mais 
 Lembre-se de que os objetivos devem iniciar com verbos na 3ª pessoa 
do singular do infinitivo, indicado uma ação passível de execução e 
mensuração. Acesse o link a seguir pra conhecer algumas sugestões de verbos 
para construção dos objetivos da pesquisa: 
 <http://www.jvasconcellos.com.br/fat/FAT_TI/wp-
content/uploads/2016/03/Lista-de-verbos-para-objetivos.pdf> 
2.6 Revisão de literatura 
 O que já foi escrito sobre o tema? É o momento de o pesquisador 
buscar obras/autores que já escreveram sobre o tema proposto, o que já foi 
publicado sobre ele. Quem são os autores? A revisão de literatura tem o 
objetivo de fornecer elementos para possibilitar a definição de informações 
mais precisas do objeto a ser investigado. É importante que se utilize da 
metodologia de pesquisa bibliográfica, isto é, pesquise em livros, revistas, 
artigos científicos, sites especializados da internet, livros on-line, entre outros. 
 
 
 
5 
2.7 Metodologia de pesquisa 
 Como fazer? Onde? Com quem? Com quê? Quantos? Nessa etapa 
do projeto, descrevem-se minuciosamente as atividades a serem executadas 
ao longo do desenvolvimento da pesquisa, ou seja, é o desenho metodológico 
de como se pretende desenvolver o trabalho. Nesse momento, você, como 
pesquisador, deverá definir o tipo de pesquisa, se será qualitativa ou 
quantitativa; se fará um estudo explicativo, exploratório ou descritivo; quais 
instrumentos utilizará para a coleta dos dados, as técnicas, quem serão os 
sujeitos da pesquisa e o método a ser usado para análise dos dados. 
2.8 Cronograma 
 Quando? Em quanto tempo? Essa fase apresenta as atividades de 
cada etapa da pesquisa definidas anteriormente, num determinado período de 
tempo. 
2.9 Referências bibliográficas 
 É muito importante citar as referências bibliográficas (fontes) utilizadas 
para a realização do projeto. 
Saiba mais 
 Para saber mais sobre as etapas do projeto de pesquisa, acesse o link a 
seguir: 
 <https://monografias.brasilescola.uol.com.br/regras-abnt/pesquisa-
cientifica.htm> 
TEMA 3 – POPULAÇÃO E AMOSTRAGEM DE PESQUISA 
Nas pesquisas sociais, é muito frequente pesquisadores trabalharem 
com uma pequena amostra da população em pesquisas, ou seja, uma pequena 
parte que compõe o universo. Segundo Gil (2011, p. 89), “quando um 
pesquisador seleciona uma pequena parte de uma população, espera que ela 
seja representativa dessa população que pretende estudar.”. 
População ou universo da pesquisa é a totalidade de indivíduos que 
possuem características previamente definidas para se constituir em um grupo 
 
 
6 
para determinado estudo. Já amostra, segundo Gil (2011), é a parte da 
população ou de um universo selecionado com base em critérios definidos pelo 
pesquisador. Por exemplo: pode-se definir uma amostra a partir de 5000 
famílias de um determinado território para desenvolver um projeto referente à 
habitação; ou um número definido de jovens de 15 a 18 anos que estudem nas 
escolas

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.