A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
16 pág.
I_Teorico

Pré-visualização | Página 1 de 3

Inserir Título Aqui 
Inserir Título Aqui
Gestão Ambiental, Ética 
e Responsabilidade 
Empresarial
Reforçando Conceitos
Responsável pelo Conteúdo:
Prof. Esp. Edson Elias
Revisão Textual:
Prof. Esp. Claudio Pereira do Nascimento
Nesta unidade, trabalharemos os seguintes tópicos:
• Reforçando Conceitos. 
Fonte: Getty Im
ages
Objetivos
• Apresentar a evolução do conceito sob a ótica de vários autores; 
• Conhecer e entender os conceitos teóricos e práticos; 
• Reconhecer suas aplicações no mundo corporativo contemporâneo.
Caro Aluno(a)!
Normalmente, com a correria do dia a dia, não nos organizamos e deixamos para o úl-
timo momento o acesso ao estudo, o que implicará o não aprofundamento no material 
trabalhado ou, ainda, a perda dos prazos para o lançamento das atividades solicitadas.
Assim, organize seus estudos de maneira que entrem na sua rotina. Por exemplo, você 
poderá escolher um dia ao longo da semana ou um determinado horário todos ou alguns 
dias e determinar como o seu “momento do estudo”.
No material de cada Unidade, há videoaulas e leituras indicadas, assim como sugestões 
de materiais complementares, elementos didáticos que ampliarão sua interpretação e 
auxiliarão o pleno entendimento dos temas abordados.
Após o contato com o conteúdo proposto, participe dos debates mediados em fóruns de 
discussão, pois estes ajudarão a verificar o quanto você absorveu do conteúdo, além de 
propiciar o contato com seus colegas e tutores, o que se apresenta como rico espaço de 
troca de ideias e aprendizagem.
Bons Estudos!
Reforçando Conceitos
UNIDADE 
Reforçando Conceitos
Contextualização
Responda-me uma coisa, você já tinha ouvido antes falar de Responsabilidade Social 
e Sustentabilidade empresarial?
Sabia que ela pode estar sendo desenvolvida pela empresa onde você trabalha e que 
isso nunca lhe foi devidamente divulgado, ou será que já foi sim divulgado, mas você não 
entendeu bem do que se tratava. 
Uma empresa pode acreditar que está promovendo ações de Responsabilidade Social 
e Sustentabilidade empresarial e, no entanto, estas ações não refletem efetivamente os 
conceitos preconizados pelos diversos autores ou instituições que tratam deste tema.
Há ainda a possibilidade de uma empresa tentar obter uma certificação de Respon-
sabilidade Social e necessitar de melhores orientações para alcançar o seu objetivo. Este 
profissional pode ser você, sabia?
Bom, por todos esses motivos queremos aqui nesta unidade iniciar uma conversa a 
qual acreditamos que a partir de agora o assunto lhe pareça bem mais interessante, não 
é verdade?
Esperamos que ao término dessa nossa conversa você tenha obtido um conheci-
mento mais aprofundado e também tenha lhe despertado ainda mais sua curiosidade e 
vontade de buscar os demais conteúdos que serão apresentados nas próximas unidades.
6
7
Reforçando Conceitos 
Antes de começarmos a falar sobre alguns conceitos importantes para o entendi-
mento da nossa disciplina, vamos fazer uma breve viagem no tempo para sabermos 
um pouco mais a respeito de onde e desde quando se fala deste tema.
Para a maioria das pessoas, o termo “responsabilidade social empresarial” (RSE) é 
mais conhecido do que simplesmente “responsabilidade social”. 
As primeiras manifestações sobre este tema surgiram em 1906, porém essas não 
receberam apoio, pois foram consideradas de cunho socialista, foi somente em 1953, 
nos Estados Unidos, que o tema recebeu atenção e ganhou espaço. Na década seguinte 
surgiu na Europa. 
As primeiras definições deste termo não especificavam detalhadamente quais pro-
cedimentos caracterizavam ou justificavam a correta aplicação do conceito, pois eram 
basicamente centradas em ações filantrópicas, sendo que outros temas como direitos hu-
manos, defesa do consumidor, meio ambiente, combate à fraude e à corrupção só foram 
acrescentados posteriormente à medida que o tema foi recebendo uma atenção maior.
Houve até um momento na história em que se acreditava e afirmava que cabia ao 
governo, sindicatos, igrejas, e organizações não governamentais – ONGs, a responsa-
bilidade de suprir as necessidades da comunidade, implementando ações sociais sem 
o envolvimento das corporações, pois estas tinham a única e importante função de 
satisfazer os anseios da sua classe de acionistas, uma das partes interessadas da qual 
também falaremos mais adiante, ainda nesta Unidade. 
Mas, nas décadas de 70 e 80, as empresas começaram a se preocupar “de que for-
ma e a partir de quando elas deveriam responder por suas ações e obrigações sociais”. 
Um acontecimento histórico que contribui para esta mudança de pensamento foi o 
escandaloso caso político Watergate nos Estados Unidos, ocorrido em 1974, o qual 
acabou culminando na renúncia do presidente Richard Nixon e levou a população 
norte americana a demonstrar maior interesse e cobrar mais transparência do governo 
em suas ações e relações políticas. 
Como podemos observar, o significado do termo responsabilidade social empresa-
rial não era entendido e ou interpretado da mesma forma por todos.
Inclusive, para alguns empresários ser socialmente responsável, era apenas cumprir 
com os seus deveres legais tais como: trabalhistas, previdenciários e tributários, en-
quanto que para outros o conceito iria muito além e envolvia um comportamento ético 
como voluntariado, cidadania corporativa e sustentabilidade empresarial.
 
7
UNIDADE 
Reforçando Conceitos
Figura 1
Fonte: Getty Images
Para estudar um pouco mais sobre a histórica trajetória da responsabilidade social em-
presarial, acesse o link abaixo e leia o item 1 do artigo, onde a autora Heloisa Werneck nos 
remete a três momentos históricos bem interessantes: https://goo.gl/zLvDqS
A professora e pesquisadora da Fipe, Fernanda G. Borger, descreve em seu artigo 
publicado pelo Instituto Ethos1 que a Responsabilidade Social Empresarial passou a ser 
considerada nos anos 90 quando as empresas incluíram as dimensões econômicas e as 
questões sociais juntamente com as ambientais para caracterizar o conceito de sustenta-
bilidade ou de desenvolvimento sustentável.
Buscando melhorar o entendimento do termo e também padronizar procedimentos, 
foram elaboradas algumas Normas específicas, as quais estudaremos com mais detalhes 
nas próximas unidades.
Mas, voltando a falar dos conceitos, uma das definições traz que Responsabilidade So-
cial é a responsabilidade de uma organização pelos impactos de suas decisões e atividades 
na sociedade e no meio ambiente, por meio de um comportamento ético e transparente. 
Nesta definição aparecem outros termos que também requerem um melhor enten-
dimento, como por exemplo: impactos e comportamento ético, porém falaremos deles 
mais adiante.
Outra definição de Responsabilidade Social é quando as empresas decidem, volun-
tariamente, contribuir para uma sociedade mais justa e para um ambiente mais limpo.
1 Criado em 1998 por um grupo de empresários e executivos da iniciativa privada, o Instituto Ethos é um polo de 
organização de conhecimento, troca de experiências e desenvolvimento de ferramentas para auxiliar as empresas a 
analisar suas práticas de gestão e aprofundar seu compromisso com a responsabilidade social e o desenvolvimento 
sustentável (LOUETTE, 2007, p.19).
8
9
Figura 2
Fonte: Getty Images
Existem também outras derivações do termo, tais como Responsabilidade Social Cor-
porativa e Responsabilidade Social e Ambiental. 
A Responsabilidade Social Corporativa refere-se a um conjunto de ações que as 
corporações (grupo de empresas) adotam em benefício da sociedade em que levam em 
consideração alguns aspectos como a economia, a educação, a cultura, o meio ambiente, 
a infraestrutura e a política governamental local.
Já a Responsabilidade Social e Ambiental está mais relacionada a questões am-
bientais onde