A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
9 pág.
resposta UNIP

Pré-visualização | Página 1 de 2

Pergunta 1
1 em 1 pontos
Correta	Com relação ao fechamento do texto, à conclusão, há que se considerar que:
I- A conclusão é a parte final do texto, em que o sujeito enunciador retoma a tese primária ou central, já respaldada pelos argumentos desenvolvidos ao longo do texto.
II- Na conclusão é irrelevante o fato de o sujeito demonstrar o que aprendeu com a reflexão que o percurso lhe proporcionou.
III- É nessa etapa que o sujeito retoma de forma breve o discurso, favorecendo aspectos que mais lhe interessam.
IV- O sujeito enunciador não precisa reforçar ainda os valores que sustentaram e os valores que mobilizou durante o percurso que encerra.
Está correto o que se afirma em:
Resposta Selecionada:	
Corretab. Apenas I e III.
Respostas:	
a. Apenas I e II.
Corretab. Apenas I e III.
c. Apenas II e III.
d. Apenas I.
e. Apenas III. 
 
Feedback da resposta:	Resposta Correta: B
Comentário: A conclusão é o fechamento de um percurso árduo e deve deixar marcado na memória do interlocutor a tese primária que defendeu, para não correr riscos.
Pergunta 2
1 em 1 pontos
Correta	Quanto às informações verossímeis, à legitimidade e à transparência do texto para que o objetivo do sujeito enunciador seja atingido, podemos afirmar que:
I- A legitimidade das informações é geradora de credibilidade. Uma informação que se fundamente em uma fonte de pesquisa duvidosa é capaz de conquistar credibilidade e, consequentemente, adesão dos interlocutores à proposta que veicula.
II- A quantidade de informação merece bem pouca atenção por parte do sujeito enunciador para que a palestra não corra o risco de ser informativa, o que poderá causar uma paralisação no sentido de comprometer o interesse.
III- Referência a situações um pouco fantásticas em relação à realidade não gera falta de credibilidade por parte dos interlocutores, que ainda poderão se sentir respeitados pelo sujeito enunciador mesmo que este lhes apresente exemplos forjados e fantasiosos.
IV- A enunciação de uma palestra é formal, o que, naturalmente, garante harmonia entre sujeito e interlocutores. Deve-se avaliar, ainda, os mecanismos de manutenção de harmonia entre sujeito e interlocutores para que se preserve a urbanidade entre as partes que ocupam o mesmo lugar de enunciação.
Está correto o que se afirma em:
Resposta Selecionada:	
Corretad. Apenas IV.
Respostas:	
a. Apenas I e II.
b. Apenas II, III e IV.
c. Apenas II e IV.
Corretad. Apenas IV.
e. Todas são corretas.
 
Feedback da resposta:	Resposta Correta: D
Comentário: A condição de formalidade geralmente é geradora de harmonia entre as partes, levando à urbanidade, que é própria de enunciações formais.
Pergunta 3
0 em 1 pontos
Incorreta	Considere as assertivas a seguir e assinale a alternativa correta.
I- A partir das formações imaginárias, os interlocutores a quem o discurso é endereçado são definidos pelo sujeito enunciador no próprio ato da elaboração do texto escrito ou oral.
II- As formações imaginárias permitem ao sujeito enunciador selecionar argumentos e contra-argumentos que podem levar os interlocutores a aderir às propostas, porque os interlocutores são previamente determinados no imaginário do sujeito enunciador.
III- As formações imaginárias propiciam ao sujeito selecionar argumentos capazes de conquistar a adesão dos interlocutores às propostas do sujeito enunciador.
IV- As formações imaginárias não favorecem o percurso argumentativo do sujeito enunciador na busca de adesão às propostas que defende.
Está correto o que se afirma em:
Resposta Selecionada:	
Incorretab. Apenas II e III.
Respostas:	
Corretaa. Apenas I e II.
b. Apenas II e III.
c. Apenas I, III e IV.
d. Apenas II.
e. Apenas III.
 
Pergunta 4
1 em 1 pontos
Correta	Considerando-se a necessidade de o sujeito enunciador ter de se ajustar à audiência de interlocutores para organizar uma palestra que tratará de organizações criminosas, o sujeito enunciador deve observar:
I- Não só o conhecimento, mas o nível de conhecimento dos interlocutores sobre o assunto para que o sujeito enunciador possa contribuir para o interesse dos interlocutores.
II- Não deve falar acima do conhecimento para evitar que eles se desliguem logo da palestra por não alcançarem o nível específico que ela atinge. Não deve tampouco falar muito abaixo do conhecimento da audiência para que ela não fique entediada.
III- Não deve se ater a termos muito específicos, próprios do jargão jurídico ou à própria gíria do mundo do crime, porque se a audiência não compartilhar desse universo de conhecimento, logo demonstrará sinais de desinteresse.
IV- Precisa dar legitimidade às informações que mobiliza para garantir credibilidade. É importante que preserve a harmonia com seus interlocutores para que se mantenha a urbanidade entre aqueles que participam da enunciação.
Está correto o que se afirma em:
Resposta Selecionada:	
Corretae. Todas são corretas.
 
Respostas:	
a. Apenas I e II.
b. Apenas II, III e IV.
c. Apenas II e IV.
d. Apenas III e IV.
Corretae. Todas são corretas.
 
Feedback da resposta:	Resposta Correta: E
Comentário: Todas as alternativas são corretas porque todas dão elementos essenciais a serem observados na adequação do sujeito enunciador ao interlocutor.
Pergunta 5
1 em 1 pontos
Correta	Assinale a alternativa que der a melhor explicação da interação entre sujeito e interlocutor na elaboração do texto.
I- No momento da elaboração do texto, o sujeito enunciador não precisa interagir com seu interlocutor para antecipar possíveis contra-argumentos à tese que defende, pois poderá fazê-lo durante a introdução.
II- A interação entre o sujeito enunciador com o interlocutor somente se realiza quando o sujeito enunciador demonstra ter real conhecimento do interlocutor, porque apenas o imaginário não é suficiente para que se se atinja esse nível de conhecimento.
III- No momento do planejamento, da organização do texto, sujeito enunciador interage com o interlocutor a partir das formações imaginárias e, se necessário, escolhe mecanismos para esclarecer os interlocutores sobre aspectos de difícil compreensão.
IV- No momento do planejamento, da organização do texto, o sujeito enunciador interage com o interlocutor pelo imaginário e, desse modo, encontra mecanismos para refutar possíveis contra-argumentos à tese que defende, pode até mesmo escolher mecanismos que podem ser necessários quanto ao uso de vocabulário específico.
Está correto o que se afirma em:
Resposta Selecionada:	
Corretae. Apenas III e IV.
Respostas:	
a. Apenas I e II.
b. Apenas II e III.
c. Apenas I e III.
d. Apenas II.
Corretae. Apenas III e IV.
Feedback da resposta:	Resposta Correta: E
Resposta: A interação entre o sujeito enunciador e o interlocutor sempre ocorre no momento da elaboração do texto por intermédio das formações imaginárias, o que permite ao sujeito enunciador até mesmo antecipar os prováveis contra-argumentos que o interlocutor possa vir a levantar contra a tese que o sujeito enunciador lhe apresentará. Tal interação deve ter início na própria introdução e continuar ao longo do desenvolvimento e da conclusão.
Pergunta 6
1 em 1 pontos
Correta	Quanto à importância do desenvolvimento na estrutura geral de um texto argumentativo, considere as assertivas a seguir e assinale a alternativa correta.
I- O desenvolvimento é um momento muito importante para a conquista de adesão à tese primária do sujeito enunciador porque é nesse momento que as teses secundárias se consolidam ao questionarem a tese primária.
II- É correto afirmar que é na conclusão que derrubamos os contra-argumentos de modo mais eficiente e definitivo.
III- No desenvolvimento podemos refutar contra-argumentos, mas também podemos alimentar nosso oponente, o que exige de nós cuidado redobrado.
IV- Trata-se de um o estado de alerta contínuo, porque o sujeito também corre o risco de alimentar seu oponente nesse mesmo espaço discursivo.
Está correto o que se afirma em:
Resposta Selecionada:	
Corretad. Apenas III e IV
Respostas:	
a. Apenas I e II.
b. Apenas I e III.
c. Apenas II e III.
Corretad. Apenas III e IV
e. Apenas III.
Feedback

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.