A maior rede de estudos do Brasil

Grátis
43 pág.
ESTRUTURA E LEGISLAÇÃO DO SETOR PÚBLICO

Pré-visualização | Página 1 de 7

ESTRUTURA E LEGISLAÇÃO DO SETOR PÚBLICO
1a aula
		
	 
	Lupa
	 
	 
	
Vídeo
	
PPT
	
MP3
	 
		Exercício: GST1817_EX_A1_201702072381_V1 
	07/04/2020
	Aluno(a): ANTONIA LUCIA RODRIGUES PONTUAL
	2020.1 EAD
	Disciplina: GST1817 - ESTRUTURA E LEGISLAÇÃO DO SETOR PÚBLICO 
	201702072381
	
	 
	
	 1a Questão
	
	
	
	
	Após longo período de governos militares, o Brasil volta a ser governado por um civil eleito no ano de:
		
	
	1978
	
	1982
	
	1986
	
	1968
	 
	1990
	Respondido em 07/04/2020 08:59:19
	
Explicação:
Fernando Affonso Collor de Mello (Rio de Janeiro, 12 de agosto de 1949), mais conhecido como Fernando Collor, é um políticobrasileiro. Foi o 32º Presidente do Brasil, de 1990 até renunciar em 1992.
	
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	Período onde a figura do Rei era considerada como representante de Deus e só deviam obediência a Ele, era:
		
	
	Estado Medieval
	 
	Estado Absolutista
	
	Estado Democrático
	
	Estado Supremo
	
	Estado Brasileiro
	Respondido em 07/04/2020 08:59:53
	
Explicação:
O Estado Absolutista tinha uma vertente patrimonialista, não existindo a distinção entre o patrimônio público e o privado, pois os governantes consideravam o Estado como seu patrimônio.
O poder e a autoridade concentravam-se na figura do rei, havendo identificação das normas em todo território. O rei era considerado o representante de Deus e só deviam obediência a Ele.
	
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	Retira do órgão público a possibilidade de estar em juízo, exceto para pleitear sua própria competência:
		
	 
	Ausência de personalidade jurídica;
	
	A universalidade dos poderes;
	
	Competência jurisdicional;
	
	Ausência de competência absoluta;
	
	Todas as alternativas estão incorretas.
	Respondido em 07/04/2020 09:00:19
	
Explicação:
Ausência de personalidade jurídica;
	
	
	 
	
	 4a Questão
	
	
	
	
	Não é um dos princípios fundamentais da reforma administrativa executada pelos militares em 1967 com o Decreto-lei 200:
		
	 
	Planejamento como princípio derivado.
	
	O reagrupamento de departamentos, divisões e serviços em 16 ministérios.
 
	
	Expansão das empresas estatais (sociedades de economia mista e empresas públicas), bem como de órgãos independentes (fundações públicas) e semi-independentes (autarquias).
	
	A necessidade de fortalecimento e expansão do sistema do mérito sobre o qual se estabeleciam diversas regras.
	
	Diretrizes gerais para um novo plano de classificação de cargos.
	Respondido em 07/04/2020 09:01:28
	
Explicação:
Planejamento como princípio DOMINANTE e não DERIVADO, como consta no gabarito. As demais alternativas são princípios fundamentais da reforma administrativa executada pelos militares em 1967 com o Decreto-lei 200.
	
	
	 
	
	 5a Questão
	
	
	
	
	Implementar políticas públicas, arrecadar tributos para atender às funções estatais são algumas das atribuições do Poder:
		
	 
	Executivo.
 
	
	Legislativo.
 
	
	Discricionário.
 
	
	Judiciário.
	
	Vinculado.
 
	Respondido em 07/04/2020 09:02:23
	
Explicação:
Poder Executivo: É o poder exercido pelo Presidente da República (em nível federal), governadores (em nível estadual) e prefeitos (em nível municipal).
Principais funções (atribuições):
- Administrar o governo.
- Representar o Brasil no exterior (no caso do presidente).
- Sancionar leis feitas e aprovadas pelo poder legislativo.
Poder Judiciário: É o poder exercido por magistrados nas diversas instâncias da Justiça. Portanto, é o poder responsável por administrar a justiça no país, possibilitando o cumprimento das leis.
Principais funções (atribuições):
- Fazer a fiscalização dos poderes Executivo e Legislativo, garantindo, principalmente, o cumprimento da Constituição.
- Aplicar e garantir o cumprimento das leis.
- Garantir o respeito aos direitos coletivos e individuais.
Poder Legislativo: É o poder exercito por senadores e deputados federais (em nível federal), deputados distritais (no Distrito Federal), deputados estaduais (em nível estadual) e vereadores (em nível municipal).
Principais funções (atribuições):
- Fazer a fiscalização das medidas e ações tomadas pelo poder executivo.
- Criar e aprovar leis em benefício da população.
- Aprovar leis, através de votações, feitas pelo poder executivo.
	
	
	 
	
	 6a Questão
	
	
	
	
	A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos, EXCETO:
 
		
	
	Os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa.
	
	A soberania
	 
	A dignidade da mulher
	
	A cidadania
	
	O pluralismo político.
	Respondido em 07/04/2020 09:04:47
	
Explicação:
Conforme poderão ver na leitura do artigo de nossa Constituição Federal de 1988, o fundamento não se restringe apenas a MULHER, mas sim a todos os seres humanos.
Artigo 1º: A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:
I - a soberania;
II - a cidadania
III - a dignidade da pessoa humana;
IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;
V - o pluralismo político.
	
	
	 
	
	 7a Questão
	
	
	
	
	O Brasil após a transição dos Governos Militares, voltando a ser governado por um civil eleito, Fernando Collor, que tinha como plataforma uma profunda reforma da máquina administrativa,  que  NÃO contemplava :
		
	
	A fusão de órgãos.
	
	A extinção de ministérios.
	 
	A ampliação de ministérios.
	
	A extinção de órgãos.
	
	A demissão de pessoal.
	Respondido em 07/04/2020 09:05:43
	
Explicação:
Para aumentar a eficiência e o alcance da ação pública federal, várias medidas foram tomadas, como a redução da macroestrutura dos ministérios e das secretarias, a extinção de órgãos, a redução de efetivos 39 e de cargos em comissão, as demissões e disponibilidade de pessoal e a venda dos imóveis funcionais e veículos de representação. Sendo assim, a ¿ampliação de ministérios¿ é a única alternativa que não atende ao enunciado.
	
	
	 
	
	 8a Questão
	
	
	
	
	Sob pena de burlar o Princípio da Obrigatoriedade da Licitação (artigo 37, inciso XXI da Lei nº 8666/93) não será vedada:
		
	 
	A prorrogação do Contrato Administrativo;
	
	A dispensa do Contrato Administrativo;
	
	A renovação do Contrato Administrativo;
	
	A indeterminação do Contrato Administrativo;
	
	Todas as alternativas estão incorretas.
	Respondido em 07/04/2020 09:06:35
	
Explicação:
A prorrogação do Contrato Administrativo.
	
	
	
		ESTRUTURA E LEGISLAÇÃO DO SETOR PÚBLICO
2a aula
		
	 
	Lupa
	 
	 
	
Vídeo
	
PPT
	
MP3
	 
		Exercício: GST1817_EX_A2_201702072381_V1 
	07/04/2020
	Aluno(a): ANTONIA LUCIA RODRIGUES PONTUAL
	2020.1 EAD
	Disciplina: GST1817 - ESTRUTURA E LEGISLAÇÃO DO SETOR PÚBLICO 
	201702072381
	
	 
	
	 1a Questão
	
	
	
	
	Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público são:
		
	
	Pessoas jurídicas despersonificadas;
	
	Todas as alternativas estão incorretas.
	
	Pessoas jurídicas de direito privado ou Cooperativas;
	
	Pessoas jurídicas de direito público ou ONGs;
	 
	Pessoas jurídicas de direito privado ou ONGs;
	Respondido em 07/04/2020 09:08:36
	
Explicação:
Pessoas jurídicas de direito privado ou ONGs;
	
	
	 
	
	 2a Questão
	
	
	
	
	(fonte: OAB/CESPE) As empresas públicas e sociedades de economia mista, no contexto da Administração Pública Federal, detêm alguns aspectos e pontos em comum, juridicamente, mas entre os que lhes são diferentes destaca-se:
		
	
	O tratamento fiscal privilegiado.
	
	O regime jurídico dos seus servidores.
	 
	O foro onde as ações serão julgadas.
	
	A exigibilidade de licitação.
	
	A sua natureza jurídica.
	Respondido em 07/04/2020 09:09:46
	
Explicação:
O foro onde as ações serão julgadas.
	
	
	 
	
	 3a Questão
	
	
	
	
	O Estado gerencial

Crie agora seu perfil grátis para visualizar sem restrições.